quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Cenário 23/01/2020

O acordo do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, para o Brexit completou sua passagem pelo Parlamento do Reino Unido nesta quarta-feira, garantindo que o país deixará a União Europeia no dia 31 de janeiro.

Depois de ser aprovado na Câmara dos Comuns e na Câmara dos Lordes, o acordo do Brexit agora só precisa de aprovação da rainha da Inglaterra, Elizabeth II , para se tornar lei britânica.

Do lado europeu, os presidentes do Conselho Europeu e da Comissão Europeia devem assinar o acordo nesta sexta-feira. O Parlamento europeu precisa votar a proposta na próxima quarta-feira, mas essa etapa é considerada apenas uma formalidade.

O economista Paulo Rabello de Castro, que presidiu o BNDES entre junho de 2017 e abril de 2018, disse ao Estadão/Broadcast que ficou “surpreso” com o valor de R$ 48 milhões pago pela instituição a um escritório estrangeiro por uma auditoria nas operações do banco, chamada de “caixa preta”, com as empresas JBS, Bertin e Eldorado Celulose. Segundo ele, a cifra desembolsada é “quatro a cinco vezes maior” do que o aprovado em sua gestão.

O número de mortes pelo novo coronavírus na China chegou a 17, além de 540 infectados, e a doença causou alerta pela primeira vez no Brasil ontem. O governo de Minas reportou uma possível infecção, de uma brasileira que viajou ao país asiático. Mas logo após o anúncio, o Ministério da Saúde contestou o informe sob o argumento de que a paciente não se enquadra na definição de casos suspeitos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo a Secretaria da Saúde de Minas, a mulher de 35 anos viajou para Xangai e voltou para Belo Horizonte no dia 18 com sintomas respiratórios “compatíveis com doença respiratória viral aguda”. Os sintomas do coronavírus são febre e fadiga, acompanhados de tosse seca e, em muitos casos, de dispneia (dificuldade de respirar).

A secretaria diz que o quadro dela não é grave. A mulher foi levada ao Hospital Estadual Eduardo de Menezes, na região oeste de BH, para observação. O centro médico, diz a pasta, é referência para “doenças infectocontagiosas, emergências em saúde pública e atenção a agravos de interesse sanitário”. Exames para confirmar ou descartar a hipótese estão em andamento, diz o governo local. O nome da mulher não foi revelado.

Já o ministério disse que esse não pode ser considerado caso suspeito, uma vez que a mulher foi a Xangai, “onde não há, até o momento, transmissão ativa do vírus”. Conforme a definição atual da OMS, sustenta o governo federal, “só há transmissão ativa do vírus na Província de Wuhan (região central da China, onde os primeiros casos foram relatados em dezembro).

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, pretende usar as solenidades do 75.º aniversário da libertação do campo de extermínio nazista de Auschwitz para aumentar a pressão contra o Irã. Aproveitando a presença de líderes globais em Jerusalém, ele apresentou o governo iraniano como uma nova ameaça aos judeus.

Cerca de 40 líderes estrangeiros começaram a chegar ontem a Jerusalém para uma maratona de eventos, que começa hoje, 23, com um programa focado na luta contra o antissemitismo, mas também na questão iraniana. O campo de Auschwitz foi libertado pelas tropas do Exército soviético em 27 de janeiro de 1945. Para o premiê, a ameaça nazista do passado agora se chama Irã, principalmente em razão de seu programa de mísseis e do risco de os iranianos produzirem uma bomba nuclear, duas riscos diretos à existência de Israel.

Netanyahu se opôs ao acordo nuclear iraniano de 2015 e pediu aos europeus que sigam o exemplo dos EUA, que se retiraram do acordo, em maio de 2018, e restabeleceram sanções contra o Irã. A questão esteve na agenda da reunião de ontem entre Bibi e o presidente francês, Emmanuel Macron, conforme confirmado pela presidência da França.

A enxuta comitiva brasileira no Fórum Econômico Mundial, liderada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu mudar a agenda desta manhã durante o evento em Davos para prestigiar a apresentação do presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó. Ele foi reconhecido por mais de 50 países como o presidente interino da Venezuela, desde que o país passou pelo ponto mais alto de sua crise.

A apresentação de Guaidó, que é realizada no hall principal do Fórum, está longe de lotar o auditório. Menos de metade da sala está ocupada. Estão presentes também banqueiros brasileiros e o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno. A expectativa era de que Guedes participasse da mesa redonda “Keeping Pace - Technology Governance at a Crossroads” com outros líderes.
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) registrou alta de 0,71% em janeiro, após ter avançado 1,05% em dezembro, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou praticamente em linha com a mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, calculada em 0,70%. O intervalo ia de 0,55% a 0,76%.

Com o resultado anunciado hoje, o IPCA-15 acumulou um aumento de 0,71% no ano de 2020. A taxa em 12 meses ficou em 4,34%. As projeções iam de avanço de 4,14% a 4,40%, com mediana de 4,32%.

A Cogna (ex-Kroton) divulgou uma nova prévia da receita contratada da Vasta, sua plataforma B2B de educação básica, para o ciclo comercial de 2020, que vai de outubro de 2019 até setembro de 2020. A receita dessa plataforma, ou valor de contrato anual (ACV, na sigla em inglês), no período foi atualizado de R$ 686,8 milhões para R$ 716 milhões. O desempenho representa crescimento de 25% em relação ao registrado no ciclo comercial de 2019. A primeira prévia foi divulgada em meados de novembro.

Em comunicado ao mercado, a empresa ressalta que os dados divulgados não representam um "guidance de crescimento para a receita global da Vasta" em 2020 por não estar relacionado ao ano fiscal. Além disso, a Cogna aponta que a plataforma possui outros componentes da receita não relacionados aos contratos contidos no ACV e o valor reportado refere-se apenas ao que já foi contratado, não se caracterizando como previsão ou estimativa.

O gráfico diário do IBOV mostra o benchmark em um ponto absolutamente importante e decisivo.

Trata-se da região que marcou a mínima nas duas últimas sessões, além de concentrar uma LTA (linha de tendência de alta) reforçada em azul, que uniu os últimos fundos e configura um possível triângulo ascendente.

Apertem os cintos.


Um ótimo pregão.

Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário