terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Cenário 07/01/2020

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,94% em dezembro, ganhando força ante o aumento de 0,68% registrado em novembro, mas desacelerando em relação à terceira quadrissemana do mês passado, quando avançou 1,14%, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

As reservas internacionais da China atingiram em dezembro o maior patamar em seis meses, à medida que o yuan se recuperou ante o dólar.

Dados publicados hoje pelo PBoC, o banco central chinês, mostram que as reservas da segunda maior economia do mundo aumentaram US$ 12,33 bilhões em dezembro, a US$ 3,108 trilhões, revertendo queda de US$ 9,6 bilhões registrada em novembro.

Economistas consultados pelo The Wall Street Journal, contudo, previam avanço um pouco maior nas reservas do mês passado, de US$ 14 bilhões.

Em dezembro, o yuan negociado em Xangai teve valorização de 0,85% frente ao dólar, segundo a provedora de dados Wind.

Em meio à subida do barril do petróleo diante da crise envolvendo os Estados Unidos e o Irã, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou ontem à noite que não foi pressionado pelo governo para reduzir o preço dos combustíveis.

As declarações de Castello Branco ocorreram depois de reunião com Bolsonaro, Bento Albuquerque e técnicos da área de energia.

O presidente disse que o governo quer "soluções", enquanto o ministro afirmou que analisa uma série de medidas que possam ser usadas em momentos de crises que resultem em alta do petróleo e, consequentemente, aumento nos preços de combustíveis no mercado interno. Albuquerque não adiantou, contudo, que instrumentos seriam esses e de que forma eles poderiam ser aplicados.

A Cemig contratou o Bank of America para a venda de sua participação de 21,68% na Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) em bloco ou por meio de oferta de ações.
O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse na madrugada desta terça-feira (pelo horário de Brasília) que os Estados Unidos se recusaram a emitir o visto que lhe permitiria viajar a Nova York para participar das próximas reuniões da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) subiu 1,5 ponto na passagem de novembro para dezembro, para 89,9 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador avançou 0,9 ponto.

O Indicador Coincidente de Desemprego (ICD) caiu 0,8 ponto em dezembro ante novembro, para 95,3 pontos. Em médias móveis trimestrais, porém, o indicador subiu 0,8 ponto.

O ICD é um indicador com sinal semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto menor o número, melhor o resultado. Já o IAEmp sugere expectativa de geração de vagas adiante, quanto maior o patamar, mais satisfatório o resultado.

O ICD é construído a partir dos dados desagregados, em quatro classes de renda familiar, da pergunta da Sondagem do Consumidor que procura captar a percepção sobre a situação presente do mercado de trabalho. O IAEmp é formado por uma combinação de séries extraídas das Sondagens da Indústria, de Serviços e do Consumidor, todas apuradas pela FGV. O objetivo é antecipar os rumos do mercado de trabalho no País.

O gráfico diário do IBOV mostra o benchmark levemente abaixo da média móvel de 5 períodos no diário, buscando apoio na linha de tendência de alta traçada em azul.

Por pouco ela não foi tocada ontem e poderá ocorrer esse teste na sessão de hoje, sendo um importante termômetro para o curto prazo.

Enquanto isso, a média móvel exponencial de 21 períodos se aproxima lentamente do preço.

Vale destacar a importância de 115.600 - 115.645, minimas da última sessão de 2019 e primeira de 2020.


Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário