segunda-feira, 24 de junho de 2019

Cenário 24/06/2019

As maiores bolsas asiáticas fecharam em leve alta nesta segunda-feira, na expectativa de que os líderes dos EUA e da China consigam retomar discussões comerciais nos próximos dias, mas atentas também à recente escalada das tensões no Oriente Médio.

Investidores aguardam com ansiedade um encontro entre os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, em busca de sinais de reversão na disputa comercial que está prejudicando a economia global e afetando a confiança das empresas. Trump e Xi vão se reunir às margens da cúpula do G20 que ocorrerá no Japão no fim da semana.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto subiu 0,21% hoje, a 3.008,15 pontos, mas o menos líquido Shenzhen Composto teve baixa marginal de 0,09%, a 1.576,09 pontos.

Também no radar está a tensa situação no Oriente Médio desde que o Irã derrubou um drone dos EUA que teria supostamente sobrevoado águas iranianas na semana passada. O episódio chegou perto de gerar um confronto armado na região. No fim de semana, Trump anunciou planos de impor novas sanções ao regime iraniano, mas também mostrou disposição de negociar com Teerã sem impor precondições.

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei avançou 0,13% em Tóquio hoje, a 21.285,99 pontos - ajudado por suave valorização do dólar frente ao iene durante a madrugada -, enquanto o Hang Seng subiu 0,14% em Hong Kong, a 28.513,00 pontos, e o sul-coreano Kospi teve ligeira alta de 0,03% em Seul, a 2.126,33 pontos, mas o Taiex caiu 0,23% em Taiwan, a 10.779,45 pontos, depois de acumular ganhos por cinco pregões seguidos.

O índice de sentimento das empresas da Alemanha caiu de 97,9 pontos em maio para 97,4 pontos em junho, atingindo o menor nível desde novembro de 2014, segundo pesquisa divulgada hoje pelo instituto alemão Ifo. O resultado ficou um pouco abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam queda do indicador a 97,6 pontos neste mês.

O chamado subíndice de expectativas econômicas do Ifo diminuiu de 95,2 pontos em maio para 94,2 pontos em junho. Por outro lado, o subíndice de condições atuais apresentou leve melhora, de 100,7 para 100,8 pontos.

A pesquisa mensal do Ifo envolve cerca de 9.000 empresas dos setores de manufatura, serviços, comércio e construção.

A agenda semanal traz a terceira leitura do PIB dos EUA, enquanto no Brasil tem ata do Copom e IPCA-15, em meio às apostas de que o ciclo de afrouxamento monetário pode começar no Copom de julho. 

Na semana passada, bancos estrangeiros mudaram suas projeções e agora esperam até três cortes da Selic este ano, podendo fechar 2019 em 5%. 

O relatório Focus da segunda-feira passada pela primeira vez apontou a possibilidade de redução de juros este ano. Na agenda de Brasília, as atenções estão na reforma da Previdência, cujo texto do relator com ajustes finais deve ser apresentado na quarta-feira na Comissão Especial da Câmara. 

O presidente Jair Bolsonaro disse no fim de semana não estar preocupado sobre um possível adiamento da votação do relatório por causa das festas juninas desta semana. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), articula para tentar votar o texto também em plenário antes do recesso parlamentar. 

No radar estão ainda novos diálogos atribuídos ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, e ao procurador da República Deltan Dallagnol revelados pelo site The Intercept Brasil junto com a Folha de S.Paulo, desta vez sugerindo evitar tensões com o Supremo Tribunal Federal (STF). Nas mensagens trocadas em 2016, Moro também chama os membros do Movimento Brasil Livre de "tontos". O ministro enviou áudio ontem ao MBL pedindo desculpas. "Consta ali um termo que não sei se usei mesmo, acredito que não, pode ter sido adulterado, mas queria assim pedir minhas escusas, se eu eventualmente utilizei (o termo)", disse o ministro em áudio. 

Após ir ao Senado na semana passada para falar sobre as mensagens vazadas, Moro adiou para a primeira semana de julho sua ida à Câmara, que estava prevista para esta quarta-feira. No depoimento no Senado, Moro afirmou pela primeira vez não ter apego ao cargo e admitiu a possibilidade de deixar o governo caso seja constatada ilegalidade.

A Caixa anuncia lucro líquido de R$ 3,920 bilhões no primeiro trimestre, alta de 22,9% sobre o mesmo período de 2018. O resultado é atribuído pela administração a maiores receitas de prestação de serviços, redução das despesas de calotes (PDD), e estabilidade da margem financeira em relação ao primeiro trimestre de 2018. No quarto trimestre de 2018, o banco público teve prejuízo de R$ 1,113 bilhão.

O lucro recorrente ficou em R$ 3,870 bilhões, alta de 5,8% em doze meses e de 740,8% sobre o resultado de R$ 460 milhões no trimestre anterior.

As receitas com prestação de serviços aumentaram 2,3% em 12 meses, para R$ 6,5 bilhões, sendo 19,8% maiores as receitas de serviços com fundos de investimento e 8,5% as de convênios e cobrança bancária. Já as despesas de provisões para créditos de liquidação duvidosa caíram 24,4% ante o primeiro trimestre de 2018, para R$ 2,827 bilhões. Também influenciado por esse dado, o resultado bruto da intermediação financeira soma R$ 9,580 bilhões, 10,6% maior em 12 meses.

O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta manhã pelo Banco Central, mostrou que a mediana das projeções do IGP-M de 2019 passou de alta de 5,98% para elevação de 6,12%. Há um mês, estava em 5,91%. No caso de 2020, o IGP-M projetado foi de alta de 4,10% para elevação de 4,13%, ante 4,00% de quatro semanas antes.

Calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os Índices Gerais de Preços (IGPs) são bastante afetados pelo desempenho do câmbio e pelos produtos de atacado, em especial os agrícolas.



O gráfico diário do Ibovespa mostra uma forte sequência de alta, rompendo a máxima histórica com facilidade e surpreendendo muitos participantes do mercado.



Para muitos é somente o início da escalada, para outros houve exagero e haverá correção.

Na minha visão os drivers externos terão mais impacto essa semana, portanto o momento é de cautela e muita atenção.

A "antiga" máxima histórica (100.440) é suporte imediato.

Bons negócios!

Excelente semana.

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário