terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Franca tendência de alta


Bom dia, investidor!

IBOV em franca tendência de alta, renovando máximas históricas e acima das MMs >>> LEIA MAIS >>>


As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta terça-feira, recuperando-se de perdas do pregão anterior, à medida que o governo da China reiterou que irá ampliar esforços para estimular sua economia após divulgar números de comércio externo bem mais fracos do que o esperado.

Os mercados chineses se destacaram na região. O índice Xangai Composto subiu 1,36%, a 2.570,34 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,49%, a 1.323,16 pontos.

Autoridades econômicas da China prometeram hoje que vão reduzir impostos, intensificar gastos em infraestrutura e melhorar condições de crédito para pequenas empresas, como parte de uma estratégia para combater a maior desaceleração econômica do país desde a crise financeira de 2008.

O anúncio de Pequim veio um dia depois de dados oficiais mostrarem inesperadas quedas nas exportações e importações chinesas em dezembro, num momento em que o gigante asiático tenta superar divergências comerciais com os Estados Unidos.

Queixas sobre desequilíbrios no comércio bilateral e a suposta prática da China de forçar empresas americanas a transferir tecnologia levaram os EUA a elevar tarifas sobre US$ 250 bilhões em produtos chineses a até 25% durante a segunda metade do ano passado. Em retaliação, Pequim impôs tarifas punitivas a US$ 110 bilhões em bens americanos no mesmo período.

Na semana passada, negociadores americanos e chineses discutiram o impasse no comércio por três dias em Pequim. A expectativa é que o diálogo seja retomado no fim do mês, desta vez em Washington. Desde o começo de dezembro, EUA e China vêm cumprindo uma trégua de três meses na troca de "agressões" tarifárias.

Em Tóquio, o Nikkei teve alta de 0,96%, a 20.555,29 pontos, depois de não operar ontem devido a um feriado nacional. O índice japonês foi impulsionado por ações de fabricantes de máquinas e eletrônicos.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha cresceu 1,5% em 2018 ante o ano anterior, segundo dados preliminares divulgados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis. Analistas consultados pela Trading Economics previam avanço maior do PIB alemão, de 1,7%.

O resultado do ano passado mostrou que houve forte desaceleração da economia da Alemanha, cujo PIB havia expandido 2,2% tanto em 2017 quanto em 2016.

Os contratos futuros de petróleo operam em alta na manhã desta terça-feira, apoiados pelas novos esforços do governo chinês para estimular a economia após uma série de indicadores mais fracos do que o esperado pelos investidores nas últimas semanas. Além disso, a possibilidade de sanções dos Estados Unidos contra o setor de petróleo da Venezuela também está no radar dos agentes e ajuda os preços da commodity.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para entrega em fevereiro subia 0,71%, para US$ 50,87 por barril. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para março também avançava 0,71%, para US$ 59,41.

Fontes do Wall Street Journal relataram, durante a noite de ontem, que os EUA estão avaliando a imposição de novas sanções contra a indústria militar venezuelana, na tentativa de pressionar Nicolás Maduro a realizar eleições livres no país. O governo de Donald Trump considera uma série de medidas, incluindo a redução do fluxo de petróleo do país sul-americano para os EUA, disse um funcionário da Casa Branca ao jornal, no que poderia ser o mais duro golpe para a oferta monetária do país. Nenhuma decisão final foi tomada ainda.

A equipe econômica estuda propor que o período de transição da reforma da Previdência dure 15 anos. O projeto enviado pelo então presidente Michel Temer ao Congresso, em 2016, previa um prazo de 20 anos. Inicialmente, a equipe econômica de Jair Bolsonaro trabalhava com o período de dez anos. 

Se a decisão de fato recair sobre os 15 anos, ao fim do período, a idade mínima para aposentadoria seria fixada em 62 anos para homens e 57 anos para mulheres - como disse Bolsonaro em entrevista no início do ano. Quanto menor o tempo de transição, maior será a economia de recursos. A medida geraria economia extra de R$ 120 bilhões em relação ao projeto que está na Câmara.

Os investidores estrangeiros ingressaram com R$ 269,024 milhões na B3 no pregão da última quinta-feira (10). Naquele dia, o Ibovespa fechou em alta de 0,21%, aos 93.805,93 pontos.

Em janeiro, a bolsa acumula saldo negativo de R$ 869,602 milhões, resultado de compras de R$ 53,511 bilhões e vendas de R$ 54,381 bilhões.

As vendas do comércio varejista subiram 2,9% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Na comparação com novembro de 2017, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 4,4% em novembro de 2018, coincidindo com o teto do intervalo das previsões (4,40%). Nesse confronto, o piso do intervalo era redução de 0,20% e a mediana, positiva de 2,05%.

As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 2,5% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 2,6%.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas subiram 1,5% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal. 

Na comparação com novembro de 2017, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 5,8% em novembro de 2018. Nesse confronto, as projeções variavam desde um aumento de 0,90% a 5,90%, com mediana positiva de 4,20%.

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 5,4% no ano. Em 12 meses, o resultado foi de avanço de 5,5%. 


IBOV às 10h15 = clique para ampliar

O gráfico diário do IBOV mostra o benchmark em franca tendência de alta, renovando máximas históricas e acima da média móvel de 5 períodos desde o início da escalada, o que ocorreu na última sessão de 2018.

Assim sendo, essa média torna-se uma importante variável para o curto prazo, sendo referência para a continuidade da movimentação de compra ou correção.




Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário