segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Eleição impulsiona o IBOV


Bom dia, investidor!

As bolsas asiáticas fecharam em território negativo nesta segunda-feira, com as ações chinesas em quedas fortes, na volta de um feriado prolongado. As bolsas chinesas reagiram hoje à onda de vendas de ativos globais que ocorreu em alguns dos últimos dias, quando elas estavam fechadas, e um indicador misto não ajudou o ânimo dos investidores no país.

A Bolsa de Xangai fechou em baixa de 3,72%, a 2.716,51 pontos, e a de Shenzhen teve queda de 3,84%, a 1.449,28 pontos. Os recuos foram generalizados, inclusive de ações de bancos e do setor de tecnologia, que estão na linha de frente na escalada da disputa comercial entre a China e os Estados Unidos. O movimento ocorreu mesmo após Pequim cortar o compulsório bancário no fim de semana, liberando mais dinheiro para os bancos para apoiar a economia.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da China subiu de 51,2 em agosto a 52,0 em setembro, abaixo da previsão de 52,5 dos analistas. O PMI de serviços, por sua vez, avançou de 51,5 em agosto a 53,5 em setembro, segundo a IHS Markit e a Caixin Media.

A produção industrial da Alemanha caiu 0,3% em agosto ante julho, segundo dados com ajustes sazonais publicados hoje pela Destatis, a agência de estatísticas do país. O resultado frustrou a expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam estabilidade na produção.

Apenas o setor de construção registrou queda de 1,8% na comparação mensal de agosto, enquanto a produção manufatureira diminuiu 0,1%.

Em relação a igual mês do ano passado, a produção geral da indústria alemã recuou 0,1% em agosto. 

A Qualicorp anuncia algumas medidas de governança tendo em vista a repercussão do contrato de não competição assinado com o diretor presidente José Seripieri Filho, que fez as ações da companhia caírem quase 30% no dia de sua divulgação, segunda-feira passada. As principais queixas de investidores foram quanto ao valor da indenização pago ao executivo, de R$ 150 milhões, considerado bastante alto, e o fato de que a decisão não envolveu acionistas minoritários.

Conforme o fato relevante da noite de ontem, entre as medidas tomadas o conselho de administração determinou que quaisquer novas operações com partes relacionadas envolvendo a companhia e acionistas serão obrigatoriamente submetidas à aprovação em assembleia geral de acionistas.

O petróleo opera em território negativo no início da semana, em meio a relatos de que os Estados Unidos poderiam dar licenças para alguns compradores do petróleo do Irã, assim que as sanções americanas contra o setor do país persa entrarem em vigor, no próximo mês. Além disso, o dólar em geral mais valorizado contribui para o movimento.

Às 8h50 (de Brasília), o petróleo WTI para novembro caía 1,30%, a US$ 73,37 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para dezembro recuava 1,53%, a US$ 82,87 o barril, na ICE.

O presidente americano, Donald Trump, retirou em maio os EUA do acordo internacional para conter o programa nuclear iraniano, o que abriu caminho para a volta de sanções econômicas ao país. As medidas específicas contra o setor de petróleo entram em vigor em 4 de novembro. Analistas preveem que cerca de 1 milhão de barris por dia dos quase 2,5 milhões de barris por dia das exportações do Irã estariam em risco.

Investidores monitoram se a Arábia Saudita e a Rússia podem elevar sua produção no próximo mês, apesar de uma decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para que o patamar atual seja mantido.

No câmbio, o dólar mais forte tende a pressionar o petróleo, já que torna a commodity mais cara para os detentores de outras moedas.

A combinação da demonstração de força do candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, no primeiro turno da eleição presidencial com a onda anti-establishment que marcou a disputa por vagas no Senado e governos estaduais aumenta as chances de vitória do capitão da reserva no segundo turno de 60% para 75%, diz a consultoria norte-americana de risco político Eurasia. Bolsonaro recebeu 46% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PT) em segundo lugar, teve 29%. Anteriormente, a empresa chegou a trabalhar com 20% de chances de vitória de Bolsonaro no primeiro turno.

No segundo turno, o aumento da probabilidade de Bolsonaro ganhar decorre do fato de ele ter ficado muito perto de alcançar a metade de todos os votos válidos neste domingo (7), justifica a consultoria. Na prática, ele precisa convencer uma parcela relativamente pequena de eleitores de outros candidatos, continua a Eurasia. "Mas o ponto é que Haddad agora enfrenta um caminho difícil pela frente", acrescenta, pontuando que mesmo que o petista recebesse todos os votos de Ciro Gomes - o que é uma visão otimista -, ainda segundo a consultoria, ele alcançaria 41% de apoio contra os 46% de Bolsonaro.

Clique para ampliar

O gráfico diário do IBOV mostra uma LTB (reta vermelha) e uma espécie de canal de alta, cuja linha superior foi testada semana passada assim como a LTB citada.

Ambas serviram como trincheira para o ursos, que venderam na região, seja para realizar lucros ou especular.

O índice futuro deve abrir em gap de alta seguindo a forte escalada do EWZ em Nova York (+6,49%).

A grande questão é saber o quanto dos fatos materializados já estava nos preços e se haverá sustentação total ou parcial ao longo da sessão.

A única certeza para hoje é de volatilidade.





Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário