quinta-feira, 12 de julho de 2018

IBOV em correção tem recompra


Bom dia, investidor!

IBOV apresenta uma correção no tempo, após a forte escalada recente. >>> LEIA MAIS >>>

As bolsas asiáticas fecharam em território positivo nesta quinta-feira, recuperando-se da fraqueza do dia anterior, quando a cautela com o comércio prejudicou o apetite por risco. Hoje, houve uma retomada regional, com as praças se recuperando do mau humor visto anteriormente.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei teve alta de 1,17%, a 22.187,96 pontos. A praça japonesa teve o terceiro ganho de ao menos 1% nos últimos cinco dias de negociações. Nesta quinta-feira, o fortalecimento do dólar ante o iene beneficiou ações de exportadoras locais. O avanço, porém, foi apoiado pelas chamadas ações defensivas, menos afetadas pelos ciclos da atividade de negócios global. Entre as ações em foco, a fabricante de medicamentos Eisai subiu 8%.

Na China, o índice Xangai Composto fechou em alta de 2,16%, a 2.837,66 pontos, enquanto o Shenzhen Composto, menos abrangente, teve ganho de 2,7%, a 1.597,17 pontos. Trata-se da segunda alta forte dos mercados acionários chineses nesta semana, o que puxou a recuperação regional após a fraqueza provocada pela cautela com o comércio global um dia antes.

O humor na China foi ajudado pela retirada da proibição dos EUA a fazer negócios com a companhia ZTE, que atingiu o patamar máximo de valorização diária na bolsa chinesa, de 10%, o que também ocorreu hoje com várias outras empresas do setor de tecnologia.

Na Bolsa de Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 0,60%, a 28.480,83 pontos. O papel da ZTE negociado na praça local teve ganho de 25%, seu maior avanço diário em uma década. Sunny Optical subiu 6,7%, seu maior avanço em dois meses. Developer Country Garden teve avanço de 3,3%, mas alguns papéis do setor de tecnologia caíram.

O Ministério do Comércio da China informou que o investimento estrangeiro direto no país teve crescimento de 5,8% em junho, na comparação anual, a US$ 15,66 bilhões. No período entre janeiro e junho, a alta na comparação anual foi de 4,1%, para US$ 68,32 bilhões.

O investimento estrangeiro direto dos EUA representou 29% do total no período entre janeiro e junho. Uma disputa comercial com os americanos, reclamações de empresas estrangeiras sobre regulações injustas e ventos contrários na economia nacional levaram Pequim a redobrar os esforços para atrair investimento do exterior. 

Os preços do petróleo operam em alta nesta quinta-feira, recuperando-se das fortes perdas de ontem, com os investidores reavaliando as notícias que levaram o petróleo do tipo Brent ao maior declínio em quase dois anos e meio.

Às 9h40 (de Brasília), o barril do Brent para setembro subia 1,08% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 74,19, enquanto o do WTI para agosto avançava 0,61% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 70,81.

O preço do petróleo bruto caiu ontem em meio à preocupação com o ressurgimento da oferta da Líbia e com a disputa comercial entre EUA e China, com os investidores temerosos com retaliações. O Brent fechou em queda de quase 7% depois que a National Oil Corporation (NOC), da Líbia, anunciou a suspensão da força maior nos portos de Ras Lanuf, Es Sider, Hariga e Zuetina, depois que as instalações foram entregues à empresa durante a manhã. 

De acordo com comunicado da NOC divulgado na quarta-feira, a produção e a exportação de petróleo voltariam ao nível normal em algumas horas. Analistas estimam que esses portos poderiam contribuir com aproximadamente 700.000 barris de petróleo por dia para o mercado global.

Membros do Comitê de Política Monetária do Banco Central Europeu (BCE)deixaram explicitamente em aberto a opção de renovar seu programa de compra de bônus (QE, na sigla em inglês) de 2,5 trilhões de euros (US$ 3 trilhões), em meio a preocupação de que os conflitos internacionais possam agravar a recente desaceleração da economia da zona do euro, apontou a ata da reunião de política monetária de junho, divulgada nesta quinta-feira.

Em uma medida amplamente esperada no mês passado, o BCE disse que "antecipou" a eliminação gradual de suas compras de títulos, conhecidas como flexibilização quantitativa ou QE, até dezembro - um passo significativo no caminho para elevar suas taxas de juros.

No entanto, o BCE disse que não espera iniciar a elevação das taxas de juros de curto prazo, atualmente em -0,4%, antes do verão de 2019 - uma medida que ajudou a conter a reação dos mercados financeiros ao fim de um grande programa de estímulo.

A ata da reunião, que ocorreu nos dias 13 e 14 de junho, apontou também que as autoridades estão preocupadas com sinais de desaceleração econômica da zona do euro e ameaças decorrentes do "aumento do protecionismo, tensões geopolíticas e novos riscos no mercado financeiro".

As vendas do comércio varejista caíram 0,6% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Na comparação com maio de 2017, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 2,7% em maio de 2018. Nesse confronto, as projeções iam de uma queda de 4,90% a alta de 4,60%, com mediana positiva de 2,80%.

As vendas do varejo restrito acumularam crescimento de 3,2% no ano. No acumulado em 12 meses, houve avanço de 3,7%.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas caíram 4,9% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal. 

Na comparação com maio de 2017, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram alta de 2,2% em maio de 2018. Nesse confronto, as projeções variavam desde uma redução de 7,70% a uma expansão de 7,00%, com mediana positiva de 4,10%.

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 6,3% no ano. Em 12 meses, o resultado foi de avanço de 6,8%. 

O IBOV apresenta uma correção no tempo, após a forte escalada recente.

A expectativa para hoje é de alta moderada, com a compra no comando dos negócios desde a abertura.

A região de 75.000 foi a barreira que impediu uma continuidade da força compradora nas últimas cinco sessões, sendo o primeiro obstáculo a ser vencido.

IBOV no momento desta publicação, às 11h22 = clique para ampliar.





Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário