terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Ursos saem da toca


Bom dia investidor!

Ontem IBOVESPA recuou, no topo histórico >>> LEIA MAIS >>>

As bolsas asiáticas tiveram robustas perdas generalizadas nesta terça-feira, à medida que investidores da região decidiram realizar lucros após os mercados acionários de Nova York fecharem em baixa ontem.

Nos últimos meses, as bolsas da Ásia registraram fortes ganhos e atingiram sucessivas máximas, em parte acompanhando Wall Street, que também vem acumulando recordes. Ontem, porém, os principais índices de ações dos EUA caíram entre 0,5% e 0,7%, interrompendo o rali.

Investidores aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que será anunciada amanhã, embora não haja expectativa de nova alta de juros no momento. Antes disso, ficarão atentos ao discurso do Estado da União do presidente dos EUA, Donald Trump, a partir da 0h (de Brasília) desta quarta-feira.

Em Tóquio, o Nikkei teve queda de 1,43% hoje, a maior desde 6 de dezembro, encerrando os negócios a 23.291,97 pontos.

Na China, o índice Xangai Composto recuou 0,99%, a 3.488,01 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,53%, a 1.909,57 pontos.

Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 2,5% em 2017, mostrando forte aceleração ante o avanço de 1,8% observado no ano anterior e exibindo seu melhor desempenho desde 2007, segundo dados preliminares divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

Apenas no quarto trimestre, a economia do bloco teve expansão de 0,6% ante os três meses anteriores e de 2,7% na comparação anual. A variação trimestral veio em linha com a projeção de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, mas o resultado anual superou a previsão de +2,6%.

Em termos anualizados, o PIB do bloco cresceu 2,3% entre outubro e dezembro. No mesmo período, os EUA registraram crescimento de 2,6%. 

O presidente Michel Temer (MDB) disse, em entrevista ao apresentador Ratinho, no SBT, que espera aprovar a reforma da Previdência "em fevereiro, março". Na sequência das participações em programas populares para angariar apoio às mudanças no sistema de aposentadorias do País, foi a primeira vez que o presidente citou o mês de março dentro do prazo para votar a emenda da Previdência na Câmara. Mesmo assim, ele reforçou que o ideal é aprovar a proposta no mês que vem.

Temer disse que a demora em aprovar a reforma prejudica a economia do País. "Aprovando a reforma, nós vamos melhorar a economia." O presidente afirmou que a aprovação do texto deve, ainda, mexer na nota de crédito do Brasil, recentemente rebaixada pela agência S&P Global. "Se aprovar a reforma, muda completamente", citou.

IBOV recuando 0,5% às 10h30
Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa sinalizou topo novamente, dessa vez com algo "novo", fora da banda de bollinger superior, o que mostra que os preços estavam realmente esticados.

Trata-se de um pinça de topo, quando as máximas de dois candles consecutivos são iguais ou muito próximas.

Se hoje tivermos uma sessão negativa, o sinal ganhará força, especialmente se fechar perto da mínima da sessão e abaixo de 83.680.


Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário