segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Briga de ursos e touros nas alturas


Bom dia investidor!

Focus e RTI melhoram projeções >>> LEIA MAIS >>>

Várias bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, incentivadas por um novo avanço a níveis recordes dos mercados acionários de Nova York na sexta-feira, mas as chinesas recuaram em meio a preocupações com o recente aperto da liquidez financeira e após os últimos dados sobre empréstimos bancários.

O Nikkei subiu 0,26% em Tóquio hoje, encerrando os negócios a 23.714,88 pontos, depois de acumular perdas por três pregões consecutivos. O grupo SoftBank foi destaque no mercado japonês, com alta de mais de 3%, após revelar planos de listar sua operadora móvel, numa oferta que pode chegar a cerca de US$ 18 bilhões, mas ações financeiras também tiveram desempenho positivo.

Na China, por outro lado, o Xangai Composto terminou o dia em baixa de 0,54%, a 3.410,49 pontos, interrompendo uma sequência recorde de 11 sessões de valorização. O menos abrangente Shenzhen Composto teve queda ainda mais expressiva, de 1,80%, a 1.913,77 pontos.

Pesou nas ações chinesas a diminuição recente da liquidez, embora o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) tenha anunciado hoje novas injeções de recursos financeiros, tanto por meio de uma linha de crédito de médio prazo quanto nas operações diárias do mercado monetário.

Além disso, o volume de novos empréstimos bancários na China caiu para cerca de metade em dezembro ante o mês anterior, a 584,4 bilhões de yuans (US$ 90 bilhões), de acordo com números do PBoC divulgados no fim da semana passada.

O mercado financeiro alterou levemente sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. A expectativa de alta para o PIB este ano passou de 2,69% para 2,70% no Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco. Há um mês, a perspectiva estava em 2,64%. Para 2019, o mercado manteve a previsão de alta do PIB em 2,80%. Quatro semanas atrás, a expectativa era de 2,75%.

O Banco Central atualizou suas projeções para o PIB no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado em dezembro. O crescimento projetado para 2017 é de 1,0% e para 2018 de 2,6%.

No Focus de hoje, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de avanço de 3,14% para alta de 3,20%. Há um mês, estava em 3,00%. No caso de 2019, a estimativa de crescimento da produção industrial continuou em 3,00%, ante 2,80% de quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2018 foi de 55,60% para 55,40%. Há um mês, estava em 55,65%. Para 2019, a expectativa no boletim Focus foi de 57,70% para 58,00%, ante 57,65% de um mês atrás.

O vice-presidente nacional do PT e ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que o partido vai reafirmar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência nas eleições de 2018, independente de qual for o resultado do julgamento no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), em Porto Alegre, marcado para o próximo dia 24.

Padilha afirmou que o diretório nacional do PT se reunirá no dia 25, um dia depois do julgamento, para confirmar a candidatura de Lula. Questionado sobre a possibilidade de a candidatura vir a ser impugnada pela Justiça Eleitoral caso haja condenação pelo TRF-4, Padilha reforçou o nome de Lula. "É o nosso candidato até o fim", disse.

Hoje temos vencimento de opções sobre ações no mercado doméstico, o que deverá aumentar o volume negociado e travar uma briga entre comprados e vendidos ao longo do pregão.

Clique para ampliar

O Ibovespa está colado na sua máxima histórica, entre um pivot de alta de forte expressão e a formação de um possível topo duplo.

Podemos considerar essa segunda como o dia "D" para o curtíssimo prazo.



Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário