segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Até onde vai o rali?


Bom dia investidor!

Mercado continua esticado, fora das bandas de bollinger >>> LEIA MAIS >>>

As bolsas asiáticas ficaram sem direção única nesta segunda-feira, com as chinesas mais uma vez pressionadas por preocupações regulatórias e outras seguindo o tom positivo dos mercados acionários de Nova York, que na sexta-feira renovaram máximas históricas de fechamento.

Na China, o índice Xangai Composto recuou 0,99% hoje, a 3.523,00 pontos, depois de ter acumulado ganhos em 19 dos 21 pregões anteriores, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto teve queda de 1,56%, a 1.919,80 pontos. O mau humor foi atribuído a comentários de um regulador sobre eventuais medidas para conter ações de preço elevado.

Já o Nikkei ficou praticamente estável em Tóquio, com baixa marginal de 0,01%, a 23.629,34 pontos, mas manteve-se no vermelho pela quarta sessão consecutiva.

A defesa do ex-presidente Lula ingressou, na sexta-feira, 26, com habeas corpus pedindo para que passaporte do petista seja devolvido. A defesa também pede cancelamento da inclusão de nome no Sistema de Procurados e Impedidos. O recurso é endereçado ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, contra decisão do juiz federal Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara de Brasília, que atendeu a pedido da Procuradoria da República no DF e mandou confiscar o documento.

O avanço das ações da Petrobras neste início de ano já é o dobro do registrado pelo Ibovespa - o papel ordinário acumula ganho de 28%, o preferencial, de 24%, e o principal índice da bolsa, de 12%. As ações têm sido impulsionadas pelo cenário de forte liquidez global, com elevado interesse por mercados emergentes, como o Brasil, e pelas mudanças na gestão da companhia consideradas positivas por investidores.

Mais recentemente, os ativos subiram com a decisão dos desembargadores do TRF-4 de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última quarta-feira (24). Com isso, o valor de mercado da Petrobras ficou pela primeira vez acima do patrimônio líquido desde o segundo trimestre de 2011, de acordo com levantamento com dados da Economatica.

Com a possibilidade real de o ex-presidente Lula ser impedido de disputar a eleição, o PSB acelerou as articulações para lançar um candidato único à Presidência da República do campo que ele chama de “progressista”. Nas últimas semanas, o secretário-geral do partido, Renato Casagrande, conversou com Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Álvaro Dias (Podemos) e Manuela d’Avila (PCdoB). O dirigente socialista diz que ficou animado com a receptividade à sua proposta. O PT, que também defende a ideia, está fora das negociações.

A um mês do prazo previsto pelo governo para os deputados votarem a reforma da Previdência na Câmara, o presidente Michel Temer (MDB) defendeu a proposta e, em entrevista gravada ao apresentador Silvio Santos, no SBT, disse que a medida não afeta os mais pobres e só vai ter consequência para quem ganha salários maiores no País.

"Esta (reforma da) Previdência não prejudica os pobres, os trabalhadores rurais estão excluídos (do projeto) e os deficientes físicos também", disse Temer, em conversa gravada no último dia 18 e exibida na noite deste domingo, 28. "Quem vai sofrer uma pequena consequência é quem ganha 13, 14, 15, 20 mil reais", afirmou, destacando o estabelecimento de uma previdência complementar para quem deseja se aposentar com valores acima do teto do INSS (hoje em R$ 5.531,31).

No programa, o presidente disse ao apresentador que, se o Brasil não fizer as mudanças no sistema previdenciário, pode chegar a situações de países como Portugal e Grécia, que cortaram vencimentos dos servidores públicos.

Em uma tentativa de esclarecer a necessidade da reforma, o presidente afirmou que é preciso derrubar algumas mentiras sobre a emenda da Previdência, como a que afirma que os trabalhadores vão precisar trabalhar até morrer. "Não é verdade. Hoje quem completa tempo de contribuição pode se aposentar com 55 anos. Vai se aposentar com 65 daqui a 20 anos."

O minério de ferro fechou em baixa de -1,34% na China, enquanto o petróleo opera sem direção única, rondando os US$ 70,00 em Londres e os US$ 66,00 em Nova York.


Clique para ampliar

O Ibovespa futuro começou os negócios no campo negativo, após o rali da semana passada, mais especificamente nos últimos dois pregões.

Vamos ver se a venda tem força para pressionar ou se até mesmo a realização de lucros por parte dos compradores trará uma sessão de baixa nessa segunda-feira.

A tendência é claramente de alta, porém o mercado continua esticado, desta vez fora das bandas de bollinger, algo historicamente incomum para os preços.


Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário