quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Até onde vai o rali?


Bom dia investidor!

TEMER veta aumento à educação básica, visando evitar rebaixamento da nota de crédito >>> LEIA MAIS >>>

As principais bolsas da Ásia encerraram o pregão desta quarta-feira em alta, influenciadas pelo avanço dos mercados de ações americanos na véspera e pela diminuição da tensão geopolítica entre as duas Coreias.

Mais uma vez, o destaque de alta nos mercados asiáticos foi o de ações de tecnologia, ecoando o ganho de 1,50% da véspera do índice Nasdaq, em Nova York.

Na China continental, o índice Xangai Composto subiu 0,82%, para 3.369,11 pontos, e o Shenzhen composto teve valorização de 0,77%, encerrando em 1.934,00 pontos.

A Bolsa de Tóquio somente volta a operar nesta quinta-feira. 

A taxa de desemprego ajustada da Alemanha ficou em 5,5% em dezembro, inalterada ante a revisão do mês anterior e permanecendo no menor nível da série histórica iniciada em janeiro de 1992, de acordo com dados oficiais divulgados hoje. 

Os pedidos de auxílio-desemprego na maior economia da zona do euro caíram 29 mil em dezembro, após recuarem 20 mil em novembro. Os analistas esperavam queda de 10 mil no mês passado.

Em termos não ajustados, a taxa de desemprego alemã permaneceu em 5,3% no último mês do ano. Por sua vez, o número de desempregados no país avançou de 2,368 milhões em novembro para 2,385 milhões em dezembro.

Integrantes da ala política do governo esperam para os próximos dias a sanção da lei aprovada pelo presidente Michel Temer, que permite a capitalização em até R$ 15 bilhões da Caixa Econômica Federal com recursos do FGTS. Segundo uma fonte do governo envolvida nas negociações da proposta, a operação deverá ser aprovada num "prazo muito rápido" após a sanção do presidente.

A fonte informou que a costura política já foi feita no Conselho Curador do FGTS para aprovação do empréstimo à Caixa com recursos do fundo. O empréstimo funciona como uma espécie de capitalização. A proposta terá que ser aprovada também pelo conselho de Administração do banco, presidido pela secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi.

A agenda de hoje segue fraca tendo a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve como destaque do dia.

A situação fiscal do País e o risco de rebaixamento da nota de crédito soberano seguem no radar e hoje foi publicado no Diário Oficial a Lei Orçamentária Anual (LOA), com veto de recursos de R$ 1,5 bilhão ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Ainda sobre as contas públicas, o governo deve fechar 2017 com déficit de R$ 129 bilhões em 2017, R$ 30 bilhões abaixo da meta de R$ 159 bilhões para o ano, segundo a colunista Miriam Leitão, do jornal O Globo.

Minério de ferro cedeu 0,74% na China e o cobre recua 0,52% em Londres.

Petróleo opera de lado na ICE e na Comex, a US$ 60,42 e US$ 66,62, respectivamente.

Clique para ampliar


Quanto ao Ibovespa, que começou o ano com a adrenalina a mil, podemos entender que ele praticamente atingiu o alvo do triângulo simétrico, sugerindo correção de preços no curto prazo.

Um rompimento de 78.025 não está descartado, mas isso isso ocorrer dificilmente sustentará no curtíssimo prazo.

A distância em relação à média móvel de 21 períodos chama a atenção.


Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders

contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário