quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Último pregão de 2017


Bom dia investidor!

China e Coreias >>> LEIA MAIS >>>

Ministério de Relações Exteriores da China defendeu a aplicação das sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra a Coreia do Norte, na sequência de relatos de que navios chineses transferiram, de maneira inapropriada, petróleo a navios norte-coreanos no mar.

Hua Chunying, porta-voz do ministério chinês, disse que não tinha informações sobre tais relatos. Mas ela afirmou que seu país tem restringido o comércio com os norte-coreanos, para desencorajar o regime de Pyongyang de desenvolver a tecnologia de mísseis nucleares.

O jornal sul-coreano Chosun Ilbo citou autoridades não identificadas nesta semana, que teriam dito que os navios chineses transferiram petróleo aos norte-coreanos pelo menos trinta vezes desde outubro. 

A China teve superávit em conta corrente de US$ 40,5 bilhões no terceiro trimestre, enquanto a conta de capital e financeira teve saldo positivo de US$ 14,2 bilhões. As informações foram divulgadas pelo regulador de capitais chinês nesta quinta-feira.

Nos nove primeiros meses do ano, a conta corrente teve superávit de US$ 109,8 bilhões. Já a conta de capital teve saldo positivo de US$ 53,1 bilhões. 

Os principais mercados acionários da Europa começaram a sessão desta quinta-feira à procura de uma direção, enquanto os investidores entram em ritmo pré-feriado de ano-novo. O índice pan-europeu Stoxx 600 operava pór volta das 9h25 (de Brasília) em 390,53 pontos, inalterado em relação à sessão anterior.

Como já era esperado, a liquidez desta semana entre o Natal e o réveillon é bastante fraca. Nesta quinta-feira, sobretudo, o noticiário econômico dá pouca base para o direcionamento dos negócios.

Na agenda, destaque apenas para o boletim econômico do Banco Central Europeu (BCE), que apontou que a expansão da zona do euro é sólida e baseada no cenário externo. No front interno, destaca a instituição, as condições financeiras da região da moeda comum continuam a "ser muito favoráveis".

Os contratos futuros de petróleo operam em leve alta durante a manhã desta quinta-feira, influenciados pela redução de estoques apontada pelo American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias) na véspera. A expectativa dos investidores é de que os dados do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) confirmem a baixa.

Às 9h28 (de Brasília), o Brent para março negociado na Intercontinental Exchange (ICE) tinha alta de 0,12%, para US$ 66,07 por barril. Já o WTI para fevereiro subia 0,12%, para US$ 59,71, na New York Mercantile Exchange (Nymex).

Na noite de quarta-feira, o API divulgou as estimativas para estoques de petróleo nos Estados Unidos na semana encerrada em 22 de dezembro. De acordo com o instituto, o volume estocado do óleo bruto no país recuou 6 milhões de barris.
IBOVESPA agora 10h40 com abertura em alta. Clique para ampliar.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o benchmark subindo a ladeira, com redução de volume, movimento típico dessa época do ano.

Curiosamente, ontem fechou no meio do caminho entre 75.075 e 77.060, suportes e resistência imediatos, respectivamente.

Daí fica a pergunta: mesmo que a tendência de alta permaneça inalterada, seria mais fácil um voo até 77.060 sem escalas ou um recuo até 75.075 com posterior reação?

Talvez a resposta esteja na distância para a média móvel de 21 períodos.



Bons negócios! Até 2018.


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário