segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Previdência e Focus no radar


Bom dia investidor!

As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta segunda-feira, na esteira de dados positivos do mercado de trabalho dos EUA, em meio à estreia de negociações de contratos futuros da moeda virtual bitcoin e à espera de uma decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) esta semana.

Na sexta-feira, foi divulgado que os EUA criaram 228 mil empregos em novembro, número bem superior às 195 mil vagas previstas por analistas. O resultado ajudou a consolidar expectativas de que o Fed elevará juros pela terceira vez este ano na quarta-feira (13), quando encerrará sua reunião de política monetária de dois dias.


Também esteve no radar a estreia do primeiro contrato futuro de bitcoin, que ontem à noite iniciou negociações na CBOE Global Markets em forte alta. A moeda virtual, que valia US$ 1.000 no fim do ano passado, vem apresentando uma valorização vertiginosa este ano. Nesta manhã, o bitcoin operava em torno de US$ 16.600. Clique no gráfico para ampliar.

Segundo analistas, investidores estão intrigados com o desempenho do bitcoin e podem transferir recursos para a criptomoeda, após o recente movimento de realização de lucros observado na Ásia, motivado pelos fortes ganhos que as bolsas locais acumularam desde o começo do ano.

Os bancos chineses liberaram 1,12 trilhão de yuans (US$ 169,3 bilhões) em novos empréstimos em novembro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O resultado é bem maior que o volume de 663,2 bilhões de yuans registrado em outubro e veio também acima da previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 850 bilhões de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, aumentou para 1,6 trilhão de yuans em novembro, de 1,04 trilhão de yuans no mês anterior.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 9,1% em novembro, após subir 8,8% em outubro. Analistas esperavam avanço de 8,9% no mês passado. 

O mercado financeiro elevou sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 e 2018. A expectativa de alta para o PIB deste ano passou de 0,89% para 0,91% no Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco. Há um mês, a perspectiva estava em 0,73%.

Para 2018, o mercado elevou a previsão de alta do PIB de 2,60% para 2,62%. Quatro semanas atrás, a expectativa era de 2,50%.

Em 1º de dezembro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB cresceu 0,1% no terceiro trimestre, em relação ao segundo trimestre. Apesar de modesto, o número foi bem recebido pelo mercado. Um dos motivos foi o crescimento do investimento produtivo, de 1,6% no trimestre, na primeira alta após 15 quedas consecutivas.

No Focus de hoje, a projeção para a produção industrial deste ano seguiu com avanço de 2,00%. Há um mês, estava em 1,96%. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 2,90%, ante 2,73% quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 foi de 52,10% para 52,15%. Há um mês, estava em 52,30%. Para 2018, a expectativa no boletim Focus foi de 55,55% para 55,70%, ante 55,81% de um mês atrás. 

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República nas eleições de 2018, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu a aprovação da reforma da Previdência. Alckmin disse ser pessoalmente favorável ao fechamento de questão, o que obrigaria todos os deputados e senadores do partido a votarem a favor da proposta.

"Eu pessoalmente sou favorável. Fiz a reforma da previdência em São Paulo em 2011. Minha posição pessoal é pelo fechamento de questão. Mas além do apoio da Executiva Nacional do partido, é preciso do apoio da bancada", afirmou. Segundo ele, o partido deve fazer uma reunião para ouvir a bancada nesta semana.

Alckmin também disse ter compromisso com uma agenda ampla de reformas que deem condições para que o País volte a crescer. Ele disse ser favorável à reforma trabalhista, aprovada neste ano e em vigor desde novembro, e das reformas tributária e política.

O minério de ferro fechou com leve baixa de 0,50% na bolsa chinesa de Dalian, cotado a 495,5 iuanes.

O petróleo WTI tem queda de 0,38%, a US$ 57,14, enquanto o Brent cede 0,06%, a US$ 63,36.


O Ibovespa deverá superar a região de 73.100 após a abertura.

O desafio será consolidar-se acima desse patamar e reunir forças para romper a média móvel de 21 períodos.

O diário mostra que nas últimas cinco sessões o benchmark tentou, mas falhou, na superação dessa média, portanto é o ponto a ser batido no curto prazo.



Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário