terça-feira, 7 de novembro de 2017

Mercado terá prova de fogo hoje


Bom dia investidor!

As reservas internacionais da China avançaram pelo nono mês consecutivo em outubro, segundo dados publicados hoje pelo banco central chinês (PBoC), graças a esforços de Pequim para conter saídas de capital.

No mês passado, as reservas da segunda maior economia do mundo subiram US$ 7,03 bilhões, a US$ 3,1092 trilhões, após mostrarem expansão de US$ 16,98 bilhões em setembro, informou o PBoC

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, defendeu hoje que haja um esforço conjunto das várias partes envolvidas para reduzir os níveis de empréstimos inadimplentes, destacando um dos maiores desafios enfrentados por supervisores do setor bancário.

O comentário veio um mês depois de o BCE emitir polêmicas diretrizes sobre como lidar com os chamados empréstimos de liquidação duvidosa.

Draghi ressaltou que embora o porcentual desse tipo de empréstimo tenha diminuído nos últimos dois anos, "muitos bancos ainda não têm a capacidade de absorver grandes perdas, uma vez que seu índice de empréstimos inadimplentes e de provisões de capital permanece elevado".

A produção industrial da Alemanha caiu 1,6% em setembro ante agosto, no cálculo com ajustes sazonais, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis. 

Apenas a produção manufatureira alemã registrou queda de 1,6% em setembro ante o mês anterior, mas o setor de construção mostrou expansão de 0,4% no mesmo período.

Apesar do fraco resultado de setembro, a Destatis avalia que a indústria alemã continua forte e que a produção se expandirá nos próximos meses.

Na comparação anual, a produção geral da indústria alemã aumentou 3,6% em setembro, também considerando-se ajustes, informou a agência. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse hoje que está havendo "bom progresso" na questão da Coreia do Norte e pediu a Pyongyang que "venha para a mesa" de negociações e feche um acordo.

Trump, que falou em Seul durante coletiva de imprensa conjunta com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, afirmou que seria sensato o regime norte-coreano "fazer a coisa certa".

Trump, que chegou nesta terça-feira à Coreia do Sul como parte de uma viagem por cinco países asiáticos, declarou estar vendo "um certo movimento" no sentido de solucionar o problema da Coreia do Norte e que a China também está se "esforçando bastante" para resolver o impasse, mas não ofereceu mais detalhes.

O Comitê de Meios e Recursos da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou mudanças no plano de reforma tributária divulgado pelos deputados republicanos na semana passada.

Eles restauraram a isenção de impostos para os empregados que recebem benefícios de cuidados infantis de suas empresas, mas também colocaram novos requisitos sobre o crédito tributário utilizado pelos trabalhadores de meios considerados mais modestos.

Com 24 votos a 16, a comissão, presidida pelo republicano Kevin Brady, votou a favor de adotar a emenda. A votação sobre a alteração gerou confusão entre republicanos e democratas, que se opuseram a ver se a lei realmente ajuda a classe média. 

O presidente da República, Michel Temer, admitiu ontem, 6, pela primeira vez, a possibilidade de uma derrota do governo ao tentar aprovar a reforma da Previdência. Temer reconheceu que a principal reforma do País pode nem sequer ser votada em seu governo e, resignado, fez um apelo para que os parlamentares tentem votar, se não o conjunto do pacote, pelo menos alguns pontos propostos pelo Planalto, durante reunião no Palácio com ministros e deputados de onze partidos da base governista, entre eles líderes de bancada.

Em outra linha, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sustentou que, mesmo faltando na prática apenas quatro semanas para o fim do ano legislativo, é possível concluir a votação da reforma até dezembro. Para isso, reforçou, basta o governo reorganizar a base. Maia cobrou que o Palácio do Planalto "repactue" sua base aliada para que a Casa possa votar em plenário a reforma. E lembrou que os deputados saíram "machucados", ou seja, desgastados da votação das duas denúncias contra o presidente Michel Temer na Casa. "Não adianta culpar A, B ou C. O governo precisa urgentemente reorganizar sua base", disse Maia.

O cobre opera em baixa de 1,07% às 9h30 dessa terça-feira, enquanto o óleo negro cai 0,37% na ICE (US$ 64,03) e cede 0,17% na Nymex (US$ 57,25).

O minério de ferro fechou em alta de 3,08% em Dalian, na China.

O Ibovespa sinalizou fundo no pregão de sexta-feira, ao respeitar a região de 73.125.

Ontem fechou levemente acima de 73.254, ponto que confirma o sinal.

Podemos perceber que encerrou os negócios colado na média móvel de 5 períodos, cujo rompimento projeta teste de algo logo acima de 75k, talvez 75.180, onde também estará a média móvel de 31 períodos, divisor de águas entre repique ou inflexão. Clique no gráfico para ampliar.

Por outro lado, de fraquejar na sessão de hoje perderá força.


Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário