terça-feira, 28 de novembro de 2017

Mercado pode ter encontrado suporte


Bom dia investidor!

Mercados mundiais animados com notícias sobre crescimento mundial e dos EUA >>> LEIA MAIS >>>

O petróleo WTI opera em queda de 0,88%, a US$ 57,60 o barril, na Nymex, enquanto o Brent recua 0,76%, a US$ 62,90 o barril, na ICE.

Os preços do cobre operam em quedas consideráveis na manhã desta terça-feira, diante de preocupações com a demanda da China. Além disso, o dólar um pouco mais forte contribui para o movimento.

Às 9h40 (de Brasília), o cobre para três meses recuava 1,8%, a US$ 6.803 a tonelada, na London Metal Exchange (LME).O cobre para março tinha queda de 1,93%, a US$ 3,0965 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Analistas atribuem a fraqueza do preço a preocupações sobre a demanda na China, maior consumidora de metais usados na indústria. Na semana passada, Pequim advertiu sobre uma possível bolha nos mercados acionários e começou a tomar medidas para reduzir os riscos no mercado financeiro.

Os investidores projetam agora mais de 90% de possibilidade de uma elevação de juros na reunião de dezembro do BC americano, segundo os futuros dos Fed funds monitorados pelo CME Group. Analistas do Morgan Stanley notam que a pressão de baixa no cobre passa também pela expectativa de um ciclo de aperto monetário gradual do Fed em 2018, de fortalecimento nos mercados acionários e de recuperação no dólar.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o zinco caía 1,6%, a US$ 3.136,50 a tonelada, o alumínio recuava 1%, a US$ 2.110 a tonelada, o estanho tinha baixa de 0,1%, a US$ 19.480 a tonelada, o níquel recuava 2,2%, a US$ 11.335 a tonelada, e o chumbo caía 1,4%, a US$ 2.429 a tonelada. 


Clique para ampliar


As bolsas europeias e o dólar se fortaleceram após a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgar relatório elevando sua projeção de crescimento econômico mundial em 2017, de 3,5% para 3,6%, que seria o melhor resultado desde 2010.

A entidade também elevou as previsões de expansão econômica dos EUA e da zona do euro neste e no próximo ano e opinou que o Banco Central Europeu (BCE) deveria aguardar até 2020 antes de começar a elevar seu juro básico. 

Após uma reunião de duas horas na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes com o senador Tasso Jereissati (CE), o governador de Goiás, Marconi Perillo e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador Geraldo Alckmin disse que "topa" assumir a presidência do PSDB em nome da unidade partidária.

"Ambos (Tasso e Perillo) disseram que abririam mão (da candidatura à presidência do partido) se eu tivesse disposição de participar do processo de escolha. Eu agradeci a generosidade e o desprendimento de ambos. Se meu nome puder unir o partido, como vigoroso instrumento de mudança para o Brasil, é o nosso dever", disse Alckmin.

Diante da insistência dos jornalistas sobre se isso significa que aceitaria o cargo, Alckmin respondeu: "Topo". "Se for esse o caminho para unir o partido, nosso nome está à disposição", afirmou o governador. 


O gráfico diário do Ibovespa apresenta um possível sinal de fundo, marcado ontem.

Temos sombra inferior e fechamento acima das médias.

Se fechar acima da máxima de ontem (74.160) aciona o sinal.

Resistência imediata em 74.480, seguido pela LTB e pelo decisivo 75.075.

Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário