sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Ibovespa no fio da navalha e inflação de outubro


Bom dia investidor!

IPCA de outubro é a notícia do dia



***

Novas preocupações sobre o avanço da reforma tributária nos EUA pressionam os negócios das bolsas europeias nesta manhã. Também no radar de investidores na Europa, contudo, estão balanços corporativos e indicadores macroeconômicos locais.

Incertezas sobre a capacidade do presidente Donald Trump de aprovar mudanças na legislação tributária ressurgiram ontem, após republicanos do Senado apresentarem um plano tributário diferente do que havia sido anunciado na semana passada por deputados republicanos. Pela proposta dos senadores, o muito aguardado corte nos impostos de empresas ficaria só para 2019.

Diante da perspectiva de que os EUA demorem mais para reduzir impostos, ficaram em segundo plano notícias positivas da economia britânica e da temporada de balanços.

O IPCA de outubro deve ajudar a guiar o mercado de juros nesta sexta-feira, mas a movimentação do governo pela reforma da Previdência segue no radar. Clique na tabela para ampliar.

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou outubro com alta de 0,42% ante um avanço de 0,16% em setembro, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa acumulada pela inflação no ano foi de 2,21%. No acumulado em 12 meses, o IPCA foi de 2,70%.

No exterior o dólar tem sinais mistos, tendo como pano de fundo a preocupação com a reforma tributária dos Estados Unidos. Ontem as taxas fecharam em queda, especialmente as mais longas, diante do esforço do Planalto para garantir que a reforma seja aprovada ainda este ano na Câmara.

A estratégia do governo para tentar aprovar a reforma da Previdência é permitir a exclusão de mudanças que podem ser encaminhadas depois, por meio de projetos de lei ou medidas provisórias, que precisam de quórum menos qualificado do que as mudanças constitucionais para serem aprovados.

O investidor também deve ponderar sobre o impacto que o racha dentro do PSDB pode gerar para a aprovação da reforma da Previdência e nas eleições de 2018, após ontem o senador Aécio Neves (MG) ter decidido destituir ontem o senador Tasso Jereissati (CE) da presidência interina do partido.

Cobre e petróleo operam de lado.

Minério de ferro cedeu 1,39% na China, na bolsa de Dalian.


O Ibovespa tem uma verdadeira briga de foice entre ursos e touros.

Ontem cedeu no período da tarde e fechou levemente abaixo da importante região de suporte entre 73.093 e 73.125, que deverá usada como referência pelos investidores. Clique no gráfico para ampliar.

Dentro do contexto externo e interno, o cenário mais provável, na minha visão pessoal, seria de uma abertura em leve baixa ou lateral, seguida de recuperação ao longo do dia.



Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário