segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Ibovespa sente LTB


Bom dia investidor!

Os contratos futuros do petróleo operam em alta nesta segunda-feira, em meio as preocupações sobre uma possível interrupção no fornecimento e produção da commodity devidos as tensões entre o Curdistão, rico em petróleo, e o Iraque.

Às 9h30 (de Brasília), o petróleo WTI para dezembro tinha alta de 0,48%, a US$ 52,09 o barril, na Nymex, enquanto o Brent para o mesmo mês subia levemente 0,05%, a US$ 57,81 o barril, na ICE, após chegar a recuar mais cedo.

Os investidores avaliam os desdobramentos do voto dos curdos pela independência, que gerou uma resposta agressiva do Iraque.

Bagdá enviou tropas para tomar o controle da região, que exporta mais de 500 mil barris por dia de petróleo através de um porto da Turquia.

Os futuros de cobre operam em leve alta em Londres e Nova York, enquanto os investidores aguardam o resultado, na China, do 19º Congresso do Partido Comunista, que começou na último dia 18 e termina amanhã. No evento, que é realizado a cada cinco anos, o presidente Xi Jinping deverá confirmar seu segundo mandato e outras lideranças chinesas serão definidas.

A China é o maior consumidor mundial de metais básicos.

Por volta das 9h35h (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 0,16%, a US$ 6.980,50 por tonelada.

Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em dezembro tinha alta de 0,13%, a US$ 3,1695 por libra-peso.

Na madrugada desta segunda-feira, o banco central chinês (PBoC, pela sigla em inglês) injetou 140 bilhões de yuans líquidos (US$ 21,09 bilhões) por meio de suas operações de rotina no mercado monetário, o maior montante desde 13 de outubro, numa tentativa de conter uma recente turbulência no mercado de bônus e evitar constrangimentos durante a reunião do Partido Comunista.

Outros metais na LME mostravam ganhos generalizados: o zinco avançava 1,02% no horário indicado acima, a US$ 3.134,00 por tonelada; o alumínio ganhava 0,61%, a US$ 2.148,00 por tonelada; o estanho subia 0,77%, a US$ 19.715,00 por tonelada; o níquel aumentava 0,85%, a US$ 11.820,00 por tonelada; e o chumbo tinha valorização de 0,73%, a US$ 2.485,00 por tonelada. 

O Parlamento regional da Catalunha vai realizar uma sessão na quinta-feira (26) para decidir como responder à decisão de Madri, no fim de semana, de invocar o artigo 155 da Constituição espanhola, que prevê a retirada da autonomia da comunidade catalã, afirmou hoje um parlamentar da coalizão separatista catalã.

Há temores de que a sessão ocorrerá para confirmar a declaração de independência da Catalunha em relação à Espanha. No começo do mês, a Catalunha votou por sua independência em um plebiscito não autorizado por Madri.

No último sábado, o presidente catalão, Carles Puigdemont, pediu ao Parlamento local para debater e votar sobre o plano do governo espanhol de assumir o controle da Catalunha, que fica no nordeste e é a mais rica da Espanha.

A dois dias da votação da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) na Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer disse no início da tarde deste sábado (21) que sua relação com o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está "tranquila". Em entrevista coletiva após participar de evento sobre a preservação do Pantanal, no interior do Estado do Mato Grosso do Sul, Temer fez elogios e afagos a Maia e afirmou que não há qualquer ato do parlamentar fluminense que tenha sido prejudicial ao governo.

Os economistas do mercado financeiro projetam um corte de 0,75 ponto porcentual da Selic nesta semana, de 8,25% para 7,50% ao ano, indicou hoje a abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus. Nas últimas semanas, eles já projetavam um corte nesta magnitude.

No dia 6 de setembro, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou o corte de 1 ponto porcentual da Selic, de 9,25% para 8,25% ao ano. Além disso, sinalizou a intenção de reduzir o ritmo de corte da taxa básica no encontro desta semana. Essa intenção foi reforçada pelas comunicações mais recentes do BC.

A abertura dos dados mostra ainda que a projeção para dezembro é de corte de 0,50 ponto. Assim, a Selic encerraria o ano em 7,00% ao ano. Pelas projeções, a Selic passaria por novo corte de 0,25 ponto em fevereiro de 2018, para 6,75% ao ano, e permaneceria neste patamar até novembro, quando subiria 0,25 ponto, novamente em 7,00% ao ano. 

Clique para ampliar

Sexta-feira eu citei que o Ibovespa buscaria, com relativa facilidade a LTB pontilhada em vermelho se abrisse com a compra pressionando, mas que deveria sentir o ponto e ceder em seguida.

Esse cenário foi materializado, pois já havia um topo mais baixo que o anterior cravado em 16/10.

Deixou sombra superior e nesse ponto perde dois suportes importantes: 76.420 e a LTA de médio prazo pontilhada em azul (figura abaixo).

Se permanecer abaixo de 76.000, terá a média móvel de 21 assim como a LTA mais curta e reforçada em azul como suportes.

Clique para ampliar

Bons negócios!


Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário