quinta-feira, 6 de julho de 2017

Maia ganha força



Bom dia investidor!

O índice de referência Nikkei, da Bolsa de Tóquio, encerrou o pregão desta quinta-feira abaixo dos 20 mil pontos pela primeira vez desde 18 de junho. Na sessão, a queda foi de 0,44%, para 19.994,06 pontos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu que os países aliados confrontem o que chamou de "mau comportamento" da Coreia do Norte e disse que algo precisa ser feito em relação ao país.

Na terça-feira, a Coreia do Norte anunciou que havia feito um teste de míssil balístico que teria capacidade de chegar até o Alasca. Os Estados Unidos e a Coreia do Sul reagiram com simulações militares, com o objetivo de intimidar a retórica beligerante de Pyongyang.

O setor privado dos EUA criou 158 mil empregos em junho, segundo pesquisa divulgada hoje pela Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA).

O dado de criação de vagas pelo setor privado em maio foi revisado para baixo, de 253 mil para 230 mil.

A pesquisa da ADP/MA é considerada uma prévia do relatório mensal sobre o mercado de trabalho do governo dos EUA (o chamado "payroll"), que engloba também dados do setor público e será divulgado amanhã.

Os contratos futuros do cobre operam em leve alta nesta manhã, influenciados pela expectativa de manutenção dos estoques do metal na London Metal Exchange (LME).

Há pouco, a tonelada do cobre para três meses na LME subia 0,19%, para US$ 5.860,50. O metal com entrega para setembro avançava 0,08%, para US$ 2,6625 por libra-peso.

Entre os demais metais básicos negociados na LME, a tonelada do alumínio subia 0,57%, para US$ 1.942,00, a do zinco aumentava 0,50%, para US$ 2.791,00; e a do chumbo avançava 0,40%, para US$ 2.286,00.

O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (PMDB-CE), afirmou ontem que convocará uma sessão plenária para votar pendências antes do recesso parlamentar, que vai do dia 18 a 31 de julho. A ideia é votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 e o crédito suplementar de R$ 102,4 milhões para regularizar as emissões de passaportes.

Na véspera da viagem hoje para a Alemanha, onde participará de encontro do G-20, o presidente Michel Temer mudou a agenda e realizou ontem à noite uma reunião ministerial no Palácio do Planalto.

Temer deve retornar ao Brasil na madrugada de sábado para domingo. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), embarca nesta quinta-feira para a Argentina e evita assim assumir a Presidência da República na ausência de Temer. Com ambos fora do País, quem assume o comando do Palácio do Planalto será o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Parlamentares da base aliada já admitem que o relator da denúncia contra Temer, deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), deve se manifestar pela admissibilidade da denúncia. O relatório deverá ser apresentado na CCJ na próxima segunda-feira (10).

Já o presidente da comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), disse que é possível que a conclusão da apreciação da denúncia aconteça antes do recesso, mas que isso vai depender da dinâmica do processo. Ele disse ainda que não se opõe à suspensão do recesso parlamentar.

No PSDB, o movimento pró-desembarque do governo começou a ganhar força entre os senadores. A avaliação de uma ala majoritária da bancada na Casa, formada por pelo menos seis dos 11 integrantes, é de que a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) e a escolha do relator da denúncia contra o presidente na Câmara dos Deputados são fatores que podem intensificar a crise no governo.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa tem um OCOI rompido e correção são oportunidades, mesmo que intradiárias.

Pelo jeito temos uma correção lateral, a famosa correção no tempo, para tomar fôlego e esticar na compra posteriormente.


Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan

Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário