quinta-feira, 22 de junho de 2017

BC em destaque


Bom dia investidor!

O cobre opera com ganhos, embora perto da estabilidade em Nova York. O dólar mais fraco ante algumas moedas e problemas na produção de uma importante mina indonésia contribuem para o movimento.

Às 10h12 (de Brasília), o cobre para três meses subia 0,74%, a US$ 5.767 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). O cobre para entrega em julho, por sua vez, avançava 0,15%, a US$ 2,6060 a libra-peso, na Comex.

Influi no mercado uma greve na mina Grasberg, na Indonésia, a segunda maior do mundo na produção de cobre. Além disso, o dólar mais fraco deixa o metal mais barato para detentores de outras moedas, o que ajuda a aumentar o apetite dos investidores.

Diretor de estratégia de commodities do ING Bank, Hamza Khan afirma que, mesmo com a greve na mina Grasberg, ainda haveria cobre sendo enviado dali e o mercado continua a estar bem suprido, o que reduz preocupações com eventuais problemas na oferta.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o alumínio subia 0,64%, a US$ 1.878 a tonelada, o chumbo avançava 1,21%, a US$ 2.207 a tonelada, o zinco ganhava 2,12%, a US$ 2.699 a tonelada, o níquel tinha alta de 0,06%, a US$ 8.975 a tonelada, e o estanho ganhava 0,38%, a US$ 19.585 a tonelada. 

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos subiu 3 mil na semana encerrada em 17 de junho, para 241 mil, no cálculo com ajustes sazonais, segundo o Departamento do Trabalho do país. 

Já a média móvel das últimas quatro semanas, que reduz a volatilidade do indicador, subiu 1.500 na semana passada, para 244.750. O número da semana anterior foi revisado, passando de 237 mil para 238 mil.

Já o número de pessoas que continuaram a receber benefícios de auxílio-desemprego nos EUA subiu 8 mil na semana até 10 de junho, para 1,94 milhão. 

A despeito do aumento das incertezas, o Banco Central reafirmou a avaliação de que estatísticas reforçam o entendimento de "estabilização e perspectiva de retomada gradual da atividade econômica". No Relatório Trimestral de Inflação, os diretores do BC reconhecem, porém, que a manutenção das incertezas sobre reformas pode prejudicar a atividade.

Mesmo com a avaliação relativamente positiva sobre as perspectivas da economia, o BC avalia que a "economia segue operando com alto nível de ociosidade dos fatores de produção, refletido nos baixos índices de utilização da capacidade da indústria e, principalmente, na taxa de desemprego".

Sobre o cenário externo, o Relatório de Inflação diz que essa influência "tem se mostrado favorável". A avaliação é feita com base na percepção de que "a atividade econômica global mais forte tem mitigado os efeitos sobre a economia brasileira de possíveis mudanças de política econômica nos países centrais". 




Ontem tivemos um doji no Ibovespa, indefinição após um candle de forte baixa.

Se a região de 60.500 for perdida teremos suporte forte em 60.315.

Se houver bom volume nessa sessão com fechamento acima da máxima de ontem (61.187) as chances de repique são grandes.





IBOV às 13h38 - clique para ampliar



Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@TopTraders.Com.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário