quarta-feira, 5 de abril de 2017

Ibovespa em ponto decisivo


Bom dia investidor!

A Bolsa de Tóquio fechou em alta modesta nesta quarta-feira, um dia após cair ao menor nível em dez semanas, uma vez que a busca por segurança no iene arrefeceu um pouco, favorecendo algumas ações de exportadoras.

O índice Nikkei subiu 0,27% na capital japonesa, a 18.861,27 pontos, depois de recuar no pregão anterior ao patamar mais baixo desde 24 de janeiro.

A demanda por ativos considerados mais seguros, como o iene e bônus de governos - que havia sido alimentada por um ataque à bomba ocorrido na Rússia na última segunda-feira -, diminuiu hoje.

O sentimento de cautela, no entanto, restringiu os negócios no mercado japonês, uma vez que os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, iniciam uma reunião de dois dias amanhã e o relatório de emprego americano, que tem forte influência nas decisões de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), será divulgado na sexta-feira.

O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) injetou um total de 727,89 bilhões de yuans (US$ 105,5 bilhões) em liquidez no sistema bancário do país em março, numa tentativa de manter amplos recursos financeiros para os bancos domésticos.

Segundo o PBoC, empréstimos no valor de 497 bilhões de yuans foram liberados por meio da linha de crédito de médio prazo no mês passado.

Além disso, os três bancos que auxiliam na implementação da política chinesa emprestaram em março outros 108,9 bilhões de yuans através da linha de crédito suplementar.

O PBoC também injetou 121,99 bilhões de yuans em liquidez por meio da linha de crédito permanente no último mês.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da Alemanha, que engloba os setores industrial e de serviços, avançou para 57,1 em março, de 56,1 em fevereiro, atingindo o maior nível em 70 meses, segundo dados finais publicados hoje pela IHS Markit.

Apenas o PMI de serviços da maior economia da zona do euro subiu para 55,6 em março, de 54,4 em fevereiro, tocando o maior patamar em 15 meses.

Avanços acima da marca de 50,0 indicam expansão mais forte da atividade econômica. 

Em meio às várias decisões possíveis de serem tomadas - e especuladas nos bastidores -, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entraram nesta terça-feira (4) em plenário com uma disposição: convergir em meio às divergências.

O movimento começou com o recuo do relator, ministro Herman Benjamin, que admitiu dar mais prazo às defesas de Dilma Rousseff e Michel Temer na ação que tramita na Corte Eleitoral e que pode resultar na cassação da chapa eleitoral que ambos compuseram em 2014. A decisão pela reabertura do prazo de cinco dias para as partes era previsível e anunciada como certa por advogados antes da sessão.

O que não se esperava era que Herman, de forma espontânea, propusesse a mudança, em nome do "bom senso". "Eu sou um juiz pragmático", anunciou, ao dizer que defendia o prazo inicialmente concedido de dois dias, mas aceitava se "reposicionar".


IBOVESPA ( longo prazo e detalhe ) - clique para ampliar


O Ibovespa fechou perto de um ponto importante no pregão de ontem.

Acima de 65.775 teremos um pivot de alta e sinalização de valorização à frente.

Porém se fraquejar, ou romper no intraday e voltar abaixo desse patamar vai configurar rompimento falso e a venda entrará com pressão.

Bons negócios!

Wagner Caetano
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário