sexta-feira, 10 de março de 2017

Payroll dará as cartas na sessão de hoje


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,12% e Japão +1,48%.

A Bolsa de Tóquio fechou no maior nível em mais de um ano nesta sexta-feira, impulsionada pela perspectiva de um ambiente de juros mais altos e pelo enfraquecimento do iene após o Banco Central Europeu (BCE) sinalizar um possível afastamento de sua política de relaxamento monetário.

Velho mundo opera em alta.

Londres +0,44%; Frankfurt +0,58%; Paris +0,50%.

A Alemanha teve superávit comercial de 18,5 bilhões de euros (US$ 19,6 bilhões) em janeiro, um pouco maior que o saldo positivo de 18,3 bilhões de euros de dezembro, segundo dados com ajustes sazonais publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis.

Os preços do petróleo operam em leve alta nesta sexta-feira, com os investidores em um movimento de correção após dois dias de vendas acentuadas, que levaram os preços para o menor nível em três meses em meio a preocupações de que os estoques permanecem altos, apesar dos cortes coordenados na produção.

Às 9h30 (de Brasília), o Brent para maio subia 0,63% na ICE, a US$ 52,52 por barril, enquanto o WTI para abril avançava 0,69% na Nymex, a US$ 49,62 por barril.

As fortes quedas aconteceram depois que os investidores, que nas últimas semanas haviam anunciado um número recorde de apostas de que os preços do petróleo se movimentariam para cima, foram pegos de surpresa pelo aumento surpreendente dos estoques norte-americanos

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pretende enviar na próxima segunda-feira, 13, ao Supremo Tribunal Federal (STF) os inquéritos com base na delação dos executivos da Odebrecht, segundo fonte com acesso às investigações.

O grupo que auxilia Janot na Lava Jato tem trabalhado na finalização do material sobre as 78 delações de executivos da empreiteira baiana. Os pedidos encaminhados por Janot deverão ser analisados pelo ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo.

Apenas se Fachin autorizar a derrubada do sigilo das delações é que o material se tornará público. Devido à extensão do material, a decisão de Fachin pode levar dias após o recebimento dos pedidos da PGR. Não há prazo para que o ministro dê os despachos sobre o material.

O payroll nos EUA (10h30) deverá vir forte o bastante para levantar suspeitas de uma ação mais agressiva do FED. 

Esse será o grande driver do pregão.

Como previsto, IBOV rompe a resistência em 65.300 (11h25)
Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra, na véspera, um pregão orientado pelo forte 64.770, uma vez que as negociações ocorreram ao redor desse patamar de preços.

O volume foi acima da média e chama a atenção máximas e mínimas mais baixas que a sessão anterior.

O caminho mais provável para hoje seria uma abertura em alta, testando a região de 65.300 como resistência, seguido por uma entrada de pressão vendedora ao longo do dia.

Bons negócios!


Wagner Caetano
Diretor Top Traders

Nenhum comentário:

Postar um comentário