terça-feira, 14 de março de 2017

Mercados em compasso de espera


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única. China +0,07% e Japão -0,12%.

Velho mundo segue o mesmo caminho. Londres +0,09%; Frankfurt +0,02%; Paris -0,35%.

A produção industrial na China avançou 6,3% nos dois primeiros meses de 2017, na comparação com um ano atrás, acelerando de 6,0% de crescimento em dezembro, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas do país.

Em fevereiro, a produção industrial avançou 0,6% em relação a janeiro. 

Os investimentos em ativos fixos urbanos avançou 8,9% no período que comporta os meses de janeiro e fevereiro, comparado a um aumento de 8,1% registrado no mesmo período de 2016. 

Já as vendas no varejo cresceram 9,5% nos dois primeiros meses do ano na comparação anual, desacelerando de 10,9% em dezembro. 

Em relação ao mês anterior, as vendas no varejo subiram 0,95% em fevereiro.

Em dezembro, a alta foi de 0,89% na comparação com novembro. 

As vendas de moradias na China subiram 22,7% no período entre janeiro e fevereiro, na comparação anual, mostrando leve aceleração ante o ganho de 16,8% verificado em dezembro, segundo cálculos do Wall Street Journal baseados em dados do Escritório Nacional de Estatísticas do país.

O crescimento foi mais lento do que os ganhos registrados no mesmo período do ano passado. Em 2016, as vendas avançaram 49,2% ante o ano anterior nos dois primeiros meses do ano, marcando o início de um boom imobiliário que gerou preocupações com bolas de ativos.

Já os investimentos no desenvolvimento de projetos imobiliários, incluindo imóveis comerciais e residenciais, avançaram 8,9% nos dois primeiros meses de 2017, enquanto, no ano passado, o aumento foi de 8,1%. 

O índice de expectativas econômicas da Alemanha subiu para 12,8 em março, de 10,4 em fevereiro, segundo dados publicados hoje pelo instituto alemão ZEW. 

Já o chamado índice para as condições atuais medido pelo ZEW aumentou para 77,3 em março, de 76,4 em fevereiro, também vindo um pouco abaixo da projeção do mercado, de 77,2.

Petróleo e cobre patinam, operando em leve baixa, assim como os futuros norte-americanos, à espera de uma nova alta de juros nos EUA.

Clique para ampliar

O movimento de ontem do Ibovespa ocorreu com baixo volume, o que deverá configurar muito mais um respiro que a retomada da tendência de alta.

A máxima foi na região da mínima do dia 02/03 (65.593).

Abaixo desse ponto temos um pivô de baixa acionado, o que deverá levar ao teste de 63.740 nos próximos dias, onde haverá uma prova de fogo, grande batalha entre ursos e touros.

Bons negócios!


Wagner Caetano, diretor da Top Traders, para o Cartezyan
contato@toptraders.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário