terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Reservas internacionais na China em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em queda.

China -0,12% e Japão -0,35%.

A China ainda possui reservas internacionais bastante robustas, apesar das reduções vistas nos últimos meses, segundo a Administração Estatal do Câmbio da China (Safe, na sigla em inglês).

Em comunicado, a Safe enfatizou que as reservas da China continuam sendo as maiores do mundo. "Seja medidas pelo tamanho absoluto ou por outros indicadores, as reservas do país são suficientes", disse o regulador.

Os comentários da Safe vieram após a divulgação dos números de janeiro. No mês passado, as reservas internacionais da China caíram US$ 12,31 bilhões, a US$ 2,998 trilhões, ficando abaixo de US$ 3 trilhões pela primeira vez desde fevereiro de 2011. Analistas previam queda bem menor nas reservas de janeiro, de US$ 1 bilhão.

De qualquer forma, a redução do mês passado foi bem menor que a de janeiro de 2016 e também que a de dezembro, sugerindo que as pressões de capital diminuíram em janeiro, avaliou o regulador.

Europa tem alta moderada.

Londres +0,51%; Frankfurt +0,35%; Paris +0,16%.

A produção industrial da Alemanha caiu 3% em dezembro ante novembro, considerando-se ajustes sazonais, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis.

O tombo de dezembro veio após ganhos na produção em novembro e outubro. Apenas na manufatura, a produção diminuiu 3,4% em dezembro ante o mês anterior, enquanto o setor de construção registrou contração de 1,7%.

Dow Jones futuro sobe 0,23%; S&P 500 avança 0,20%; Nasdaq ganha 0,19%.

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) da Filadélfia, Patrick Harker disse nesta segunda-feira que ele pode apoiar a elevação da taxa de juros na próxima reunião de política monetária da instituição em março.

"Eu acho que março é uma possibilidade (para elevar os juros). Eu nunca tiraria uma reunião como uma possibilidade", disse Harker para repórteres após um discurso em San Diego. Ele também reiterou que apoia subir os juros três vezes esse ano.

O dirigente acrescentou que ele ainda não decidiu totalmente o que irá ocorrer na próxima reunião, afirmando que o resultado será baseado em como a economia e a política fiscal estiverem se comportando. Se a economia estiver indo bem, "então eu acho que março pode ser considerado como uma data em potencial para mais uma elevação de 25 pontos base", declarou.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra um OCO (ombro-cabeça-ombro) acionado no pregão de ontem.

Também houve perda da mínima da semana anterior.

A tendência daqui em diante seria queda para o curto prazo.

Para a sessão dessa terça-feira, o caminho mais provável é uma abertura em alta, seguida de pressão vendedora ao longo do dia, ou mesmo um repique para testar a resta pescoço do OCO como resistência entre hoje e amanha seguido de uma queda mais aguda no final da semana.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders
Para o Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário