segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Feriado nos EUA e Focus em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,85% e Japão +0,09%.

Europa segue o mesmo caminho.

Londres +0,30%; Frankfurt +0,47%; Paris -0,65%.

Os futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, enquanto investidores continuam ponderando os esforços da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para reduzir sua oferta e sinais de avanço na produção dos EUA.

Às 9h30 (de Brasília), o petróleo tipo Brent para abril subia 0,70% Na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 56,20 por barril. Já no pregão eletrônico da New York Mercantile Exchange (Nymex), o WTI para março tinha alta de 0,32%, a US$ 53,95 por barril, em dia de feriado nos EUA.

Os últimos dados da Opep mostram que o cartel conseguiu cumprir pelo menos 90% de sua meta de cortar a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd), estabelecida em acordo no fim do ano passado.

A abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus, divulgado hoje pelo Banco Central, mostra que os economistas projetam uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,50% em 2016. Essa expectativa é igual a de uma semana antes.

O Banco Central passou a publicar em janeiro, no Focus, as projeções para 2017 e 2018, uma vez que a maior parte dos indicadores econômicos do ano passado já foi divulgada. Este não é o caso do PIB consolidado de 2016, que será anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apenas em 7 de março.

Pelo sistema de expectativas disponibilizado no site do BC, no entanto, é possível verificar quais são as projeções mais recentes do mercado para o PIB de 2017

Após a divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), na última quinta-feira, o Relatório de Mercado Focus indicou manutenção nas projeções de atividade para 2017 e 2018. Pelo documento divulgado hoje, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano seguiu em alta de 0,48%. Há um mês, a perspectiva era de avanço de 0,50%.

Para 2018, o mercado manteve a previsão de alta de 2,30%. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,20%.

Em janeiro, o Banco Central reduziu a Selic (a taxa básica de juros) de 13,75% para 13,00% ao ano. Uma das principais justificativas para o corte de 0,75 ponto porcentual foi justamente a fraqueza da atividade econômica. Na última quinta-feira, o BC informou que o IBC-Br fechou 2016 com recuo de 4,34% em relação a 2015, na série sem ajuste sazonal.

No relatório Focus de hoje, as projeções para a produção industrial indicaram um cenário de leve recuperação neste e no próximo ano. O avanço projetado para 2017 seguiu em 1,00%. Há um mês, estava em no mesmo patamar. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial foi de 2,05% para 2,10%, ante os mesmos 2,10% de quatro semanas antes. No início do mês, o IBGE informou que a produção industrial fechou 2016 com recuo acumulado de 6,6% em relação a 2015.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 seguiu em 51,45% no Focus. Há um mês, estava em 50,82%. Para 2018, as expectativas no boletim Focus seguiram em 55,00%, ante projeção apontada um mês atrás de 54,75%. 

O gráfico diário do Ibovespa mostra um estrela cadente, sinal de topo.

Sexta-feira tivemos uma correção intradiária com máxima e mínimas mais baixas que a sessão anterior, porém com uma longa sombra inferior que indica um pregão de recuperação.

O caminho mais provável para  o pregão de hoje seria o caminho inverso, com abertura em campo positivo seguida por pressão vendedora moderada ao longo da sessão.


Bolsa abre em alta, puxada por VALE - 11:41


Bons negócios!


Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

Nenhum comentário:

Postar um comentário