sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Red Friday


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em baixa, com exceção da China que subiu 0,06%.

O minério de ferro caiu 0,2% na China, fechando cotado a US$ 90,5 a tonelada seca.

Hong Kong -0,62% e Japão -0,45%.

Os preços do cobre operam em alta nesta sexta-feira na sequência de um dólar mais fraco e preocupações de abastecimento em minas na Indonésia e no Chile.

Perto das 9h40 (de Brasília), o contrato para três meses da London Metal Exchange (LME) subia 0,75%, a US$ 5.896 a tonelada.

O cobre para maio avançava 0,71%, a US$ 2,6780 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

Uma greve sindical na mina de Escondida no Chile, a maior mina de cobre do mundo, está agora em sua terceira semana. A mina é de propriedade majoritária da BHP Billiton e produz cerca de 5% da oferta mundial. Na Indonésia, a Freeport-McMoRan e o governo indonésio ainda não chegaram a um acordo sobre os termos de uma licença de exportação para a mina de cobre Grasberg, também uma das maiores do mundo.

Europa opera no vermelho.

Londres -0,75%; Frankfurt -1,52%; Paris -1,43%.

Os futuros de petróleo operam em baixa nesta manhã, num aparente movimento de realização de lucros, após subirem ontem entre 1,3% e 1,6% na esteira de dados mistos do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano.

Às 9h36 (de Brasília), o petróleo tipo Brent para abril caía 0,65% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 56,21 por barril, enquanto o WTI para o mesmo mês recuava 0,51% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 54,17 por barril.

Ontem, o DoE informou o que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA avançou pela sétima semana consecutiva, embora o aumento de 564 mil barris tenha vindo bem abaixo do acréscimo de 3,4 milhões de barris previsto por analistas.

O chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, pediu ao vice-diretor do FBI, Andrew McCabe, que desmentisse as reportagens que revelaram que assessores da campanha de Donald Trump estavam frequentemente em contato com agentes de inteligência da Rússia durante as eleições, segundo um funcionário do palácio do governo americano. O caso foi revelado pela CNN.

No começo do mês, o New York Times informou que agências norte-americanas interceptaram telefonemas no ano passado entre funcionários russos de inteligência e membros da equipe de campanha de Trump. O caso provocou a queda do então indicado para conselheiro de Segurança Nacional, general Michael Flynn.

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,6% no trimestre encerrado em janeiro de 2017, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados há pouco pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em igual período de 2016, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 9,5%. No quarto trimestre de 2016, o resultado ficou em 12,0%.

Na Bovespa, assim como antecipado no relatório de ontem, tivemos a formação de um topo no diário.

O candle tem massa, sombra superior e marcou queda de ponta-a-ponta da sessão.

Também chama a atenção o volume acima da média. Clique para ampliar.

O fechamento abaixo do topo anterior em 68.455 mostra aversão ao risco.

A prova de fogo será nos 66.600, onde também se contra a média móvel exponencial de 21 períodos, sendo que esse patamar vai indicar se estamos diante de uma correção técnica ou queda mais aguda.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Corte de 0,75% na Selic no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em baixa.

China -0,30% e Japão -0,04%.

Europa opera sem direção única.

Londres -0,08%; Frankfurt -0,04%; Paris +0,10%.

Os futuros de petróleo operam em alta significativa nesta manhã, recuperando-se das perdas de cerca de 1,4% da sessão anterior, após dados favoráveis sobre os estoques dos EUA.

Às 9h45 (de Brasília), o petróleo tipo Brent para abril subia 1,24% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 56,53 por barril, enquanto o WTI para o mesmo mês avançava 1,25% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 54,26 por barril.

Ontem, o American Petroleum Institute (API) estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA teve redução de 884 mil barris na última semana. O API, que é uma associação de refinarias, também apontou quedas nos estoques de gasolina, de 893 mil barris, e de destilados, de 4,2 milhões de barris.

Os contratos futuros de cobre recuam na manhã desta quinta-feira, pressionados por temores sobre a demanda mais fraca que estão ofuscando preocupações em relação à interrupções na produção da commodity.

Perto das 9h39 (de Brasília), o contrato para três meses da London Metal Exchange (LME) caía 0,90%, a US$ 5.973 a tonelada.

O cobre para março recuava 0,71%, a US$ 2,7135 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O mercado deve se ajustar nesta manhã ao comunicado do Copom, após a autoridade monetária ter confirmado as previsão da maioria de analistas ao cortar a Selic em 0,75 ponto porcentual, para 12,25% ao ano, e deixar aberta a porta para novo corte da mesma magnitude em abril ou mesmo acelerar o ritmo. 

Contrato futuro de JUROS despenca após COPOM
Clique para ampliar

No radar também está o pedido de demissão de José Serra do Ministério das Relações Exteriores, criando mais uma dor de cabeça para o presidente Michel Temer, que ainda não decidiu quem irá para o Ministério da Justiça, no lugar de Alexandre de Moraes, aprovado esta semana para ser ministro do Supremo Tribunal Federal.

No exterior, o dólar mostra sinais mistos, prevalecendo a queda ante várias moedas emergentes, enquanto os juros dos Treasuries também recuam, após a ata do Federal Reserve sinalizar que pode haver nova alta de juros em breve, mas ao mesmo tempo manifestar incertezas sobre quais influências a política fiscal do governo americano exercerá sobre a política monetária.

O Ibovespa deixou ontem um sinal de topo no gráfico diário.

Algo parecido com uma pinça, porém vale salientar que fechou acima do topo anterior em 68.455.

Somente um fechamento abaixo desse ponto sinaliza inflexão de preços no curto prazo.

Hoje deveremos ter uma abertura em alta, seguida por pressão vendedora ao longo do pregão.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders
Para o Cartezyan



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Mercado à espera do Copom


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,24%; Hong Kong + 0,99% e Japão estável.

O aumento dos preços das moradias da China em janeiro refletiu os esforços do governo para manter o mercado de trabalho estável. O preço médio das casas novas subiu 10,7% em janeiro ante o mesmo período do ano passado. Em dezembro, o aumento havia sido de 10,8%.

Na comparação mensal, o preço médio de moradias novas em 70 cidades chinesas aumentou 0,24% em janeiro ante dezembro, de acordo com cálculos do Wall Street Journal, com base em dados divulgados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas da China. Em dezembro, o ganho havia sido de 0,26% ante novembro.

Em um comunicado divulgado na internet, o governo chinês atribuiu a estabilidade ao impacto das restrições na compra de propriedades em cidades de primeira e segunda linha.

Os preços de moradias novas subiu em 45 de 70 cidades em janeiro ante o mês anterior, ante 46 cidades em dezembro. Na comparação anual, os preços de moradias novas subiu em 66 cidades em janeiro ante o mesmo mês do ano passado, contra 65 em novembro.

Em Pequim e Xangai, os preços de moradias ficaram estáveis em janeiro ante dezembro. Os preços em Shenzhen caíram 0,5%.

O minério de ferro com pureza de 62% caiu 1% no mercado à vista e foi a US$ 93,6 a tonelada seca no porto de Tianjin, de acordo com dados do The Steel Index. Já o insumo cotado no porto de Qingdao, com teor de concentração de ferro de 62% e com 2% de alumínio recuou 0,9% para US$ 94 a tonelada seca.

Europa opera sem direção única.

Londres +0,03%; Frankfurt +0,11%; Paris -0,05%.

O índice de sentimento das empresas da Alemanha subiu para 111 em fevereiro, de 109,9 em janeiro, segundo o instituto alemão Ifo.

Apenas o subíndice sobre as expectativas das empresas para os próximos seis meses avançou para 104 em fevereiro, de 103,2 em janeiro. Já o subíndice de condições atuais subiu neste mês para 118,4, de 116,9 em janeiro.

O Ifo entrevista cerca de 7.000 empresas dos setores de manufatura, construção, atacado e varejo para sua pesquisa mensal.

Os futuros de cobre operam em baixa nesta manhã, devolvendo parte dos fortes ganhos recentes, apesar da interrupção da produção de duas grandes minas e à espera da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Por volta das 9h (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) recuava 0,5%, a US$ 6.025,00 por tonelada.

Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em março tinha queda mais acentuada, de 1,13%.

IBOVESPA agora, às 10:41, perdeu o primeiro suporte

O gráfico diário do Ibovespa mostra o rompimento do topo anterior em 68.455.

Acima desse patamar a escalada tende a continuar.

Porém uma violação desse ponto sinalizaria um rompimento falso, padrão que tem ocorrido com frequência nas últimas semanas.

Uma perda de 68.455, especialmente se for em fechamento, seria uma indicação clara de queda para o curto prazo.

Bons negócios

Wagner Caetano, da TopTraders
para o Cartezyan


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Alexandre Moraes sabatinado no Senado


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,41% e Japão +0,68%.

O minério de ferro subiu 1,9% na China, fechando cotado a US$ 94,5 a tonelada seca.

Europa opera sem direção única.

Londres -0,05%; Frankfurt +0,52%; Paris +0,28%.

O petróleo Brent sobe 1,60%, a US$ 57,08 por barril, na ICE, enquanto o WTI avança 1,73%, a US$ 54,71 por barril, na Nymex.

Os futuros de cobre operam sem direção única nesta manhã, com os de Londres pressionados pela valorização do dólar e realização de lucros e os de Nova York avançando após o feriado de ontem nos EUA.

Por volta das 9h35 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) caía 0,30%, a US$ 6.053,00 por tonelada.

O índice do dólar avança nos negócios da manhã, tornando o cobre da LME menos atraente para investidores que utilizam outras moedas.

Além disso, há um movimento de realização de lucros, após o cobre acumular fortes ganhos em reação a disputas que comprometem a oferta do metal no Chile e na Indonésia.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, terá capacidade de remodelar o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ao indicar três ou quatro vagas para o conselho de sete diretores da instituição. Trump tende a indicar candidatos do mundo bancário e financeiro, em vez de economistas acadêmicos.

Após suas críticas na campanha às políticas de juro baixo do banco central, muitos observadores especularam que iriam buscar candidatos mais "hawkish", favoráveis a uma política monetária com juros mais altos. Mas as escolhas dele poderiam ser movidas menos por essas questões e mais pela experiência prática deles, julgando-se por suas indicações iniciais para outros postos importantes da política econômica no governo - tirados de bancos de investimentos, de private equity e do mundo dos negócios - e pelos nomes com potencial para as vagas no Fed.

A principal agenda política do dia é a sabatina que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado com Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente Michel Temer para uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF).

O governo espera rapidez neste processo, para que a indicação do ministro possa ser votada ainda hoje no plenário da Casa. Os aliados pretendem ser econômicos nas perguntas. Em contrapartida, a oposição promete trabalhar para atrasar a sessão.

Nos bastidores do Palácio do Planalto, continua a movimentação para a definição do novo ministro da Justiça. Temendo eventual contaminação na sabatina de Moraes no Senado, Temer avisou que o nome do titular será anunciado apenas quando o Legislativo bater o martelo sobre a indicação de Moraes ao STF.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa indica um ponto decisivo para o curto prazo.

Enquanto acima de 68.455, máxima da estrela cadente circulada na imagem, teremos avanço dos preços.

Se perder essa região, um cenário rompimento falso e topo duplo poderá guiar as operações.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Feriado nos EUA e Focus em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,85% e Japão +0,09%.

Europa segue o mesmo caminho.

Londres +0,30%; Frankfurt +0,47%; Paris -0,65%.

Os futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, enquanto investidores continuam ponderando os esforços da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para reduzir sua oferta e sinais de avanço na produção dos EUA.

Às 9h30 (de Brasília), o petróleo tipo Brent para abril subia 0,70% Na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 56,20 por barril. Já no pregão eletrônico da New York Mercantile Exchange (Nymex), o WTI para março tinha alta de 0,32%, a US$ 53,95 por barril, em dia de feriado nos EUA.

Os últimos dados da Opep mostram que o cartel conseguiu cumprir pelo menos 90% de sua meta de cortar a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd), estabelecida em acordo no fim do ano passado.

A abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus, divulgado hoje pelo Banco Central, mostra que os economistas projetam uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,50% em 2016. Essa expectativa é igual a de uma semana antes.

O Banco Central passou a publicar em janeiro, no Focus, as projeções para 2017 e 2018, uma vez que a maior parte dos indicadores econômicos do ano passado já foi divulgada. Este não é o caso do PIB consolidado de 2016, que será anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apenas em 7 de março.

Pelo sistema de expectativas disponibilizado no site do BC, no entanto, é possível verificar quais são as projeções mais recentes do mercado para o PIB de 2017

Após a divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), na última quinta-feira, o Relatório de Mercado Focus indicou manutenção nas projeções de atividade para 2017 e 2018. Pelo documento divulgado hoje, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano seguiu em alta de 0,48%. Há um mês, a perspectiva era de avanço de 0,50%.

Para 2018, o mercado manteve a previsão de alta de 2,30%. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,20%.

Em janeiro, o Banco Central reduziu a Selic (a taxa básica de juros) de 13,75% para 13,00% ao ano. Uma das principais justificativas para o corte de 0,75 ponto porcentual foi justamente a fraqueza da atividade econômica. Na última quinta-feira, o BC informou que o IBC-Br fechou 2016 com recuo de 4,34% em relação a 2015, na série sem ajuste sazonal.

No relatório Focus de hoje, as projeções para a produção industrial indicaram um cenário de leve recuperação neste e no próximo ano. O avanço projetado para 2017 seguiu em 1,00%. Há um mês, estava em no mesmo patamar. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial foi de 2,05% para 2,10%, ante os mesmos 2,10% de quatro semanas antes. No início do mês, o IBGE informou que a produção industrial fechou 2016 com recuo acumulado de 6,6% em relação a 2015.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 seguiu em 51,45% no Focus. Há um mês, estava em 50,82%. Para 2018, as expectativas no boletim Focus seguiram em 55,00%, ante projeção apontada um mês atrás de 54,75%. 

O gráfico diário do Ibovespa mostra um estrela cadente, sinal de topo.

Sexta-feira tivemos uma correção intradiária com máxima e mínimas mais baixas que a sessão anterior, porém com uma longa sombra inferior que indica um pregão de recuperação.

O caminho mais provável para  o pregão de hoje seria o caminho inverso, com abertura em campo positivo seguida por pressão vendedora moderada ao longo da sessão.


Bolsa abre em alta, puxada por VALE - 11:41


Bons negócios!


Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

BB, IBC-BR e minério devem guiar o pregão


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,52% e Japão -0,47%.

O Banco do Povo da China (PBoC) enxerga que o forte crescimento do volume de empréstimos no mês anterior é "bastante apropriado", apesar de preocupações sobre o endividamento do país. Segundo Yi Gang, vice-presidente da instituição, o posicionamento neutro da política monetária sugere que as políticas não precisam ser nem tão restritivas nem muito frouxas. "Um nível de empréstimos pouco acima de 2 trilhões de yuans é bastante apropriado", afirmou, segundo comentários publicados pela agência estatal de notícias Xinhua. Em dezembro, o volume de empréstimo foi metade, ou 1,04 trilhão de yuans.

Velho mundo tem baixa generalizada.

Londres -0,48%; Frankfurt -0,14%; Paris - 0,45%.

O minério de ferro caiu 1,6% na China, fechando cotado a US$ 89,5 a tonelada seca.

O petróleo WTI avança 0,04%, a US$ 53,62 por barril, na Nymex, enquanto o Brent sobe 0,13%, a US$ 55,82 por barril, na ICE.

Após subir 0,10% em novembro (dado já revisado), a economia brasileira registrou recuo em dezembro de 2016. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) do mês teve baixa de 0,26% ante novembro, com ajuste sazonal, informou há pouco a instituição.

O índice de atividade calculado pelo BC passou de 133,26 pontos para 132,92 pontos na série dessazonalizada de novembro para dezembro.

Na comparação entre os meses de dezembro de 2016 e dezembro de 2015, houve queda de 1,82% na série sem ajustes sazonais. A série observada encerrou com o IBC-Br em 133,74 pontos ante 133,00 pontos de novembro e 136,22 pontos de dezembro de 2015.

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro teve uma retração de 3,6% no ano de 2016, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), por meio do Monitor do PIB. O indicador antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

O Banco do Brasil encerra hoje a temporada de balanços dos grandes bancos ao reportar lucro líquido ajustado de R$ 1,747 bilhão no quarto trimestre de 2016, cifra 34,0% menor que a registrada um ano antes, de R$ 2,648 bilhões. Em relação aos três meses anteriores, quando totalizou R$ 2,337 bilhões, houve declínio de 25,2%.

O lucro líquido do BB considerando eventos extraordinários foi a R$ 963 milhões de outubro a dezembro, queda de 61,6% na comparação com 12 meses, quando o resultado ficou em R$ 2,512 bilhões. Já em relação aos três meses anteriores, de R$ 2,246 bilhões, encolheu 57,1%.

Bovespa abre em torno da estabilidade,
com 64 papéis ganhando, contra 37 no negativo.
Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra um candle de força, massa e convicção acima do decisivo 66.600.

O volume acima da média reforça a leitura de domínio comprador.

Pesam a favor de uma correção a distância considerável da média móvel exponencial de 21 períodos.

Ontem o mercado ignorou o fluxo cambial negativo na semana passada, liderança de Lula na pesquisa espontânea e estimulada para a corrida presidencial de 2018, a declaração de Lindberg Farias de que o PT pretende antecipar o lançamento da candidatura de Lula para a disputa, sem contar a piora em todos os aspectos relativos ao governo Temer, como rejeição e desempenho pessoal.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Vencimento do índice futuro agitará o pregão


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização, com exceção da China que cedeu 0,15%.

Japão teve alta de 1,03% e Hong Kong subiu 1,23%.

Velho mundo tem alta moderada e generalizada.

Londres +0,43%; Frankfurt +0,26%; Paris +0,46%.

Futuros norte-americanos operam de lado.

Os preços do cobre operam em direções mistas nesta quarta-feira, antes das novas negociações entre os trabalhadores em greve e a administração da maior mina de cobre do mundo.

O preço do cobre de três meses da London Metal Exchange (LME) caiu 0,21%, a US$ 6,034.50 por tonelada métrica por volta das 9h, continuando em queda em relação aos máximos de 20 meses alcançados na segunda-feira. Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para março tinha alta de 0,09%, a US$ 2,7395 por libra-peso, às 9h21 (de Brasília).

O preço do minério de ferro com pureza de 62% ficou estável em US$ 91 a tonelada seca no porto de Tianjin, de acordo com dados do The Steel Index. O insumo com teor de concentração de 62% de ferro e com 2% de alumínio, cotado no porto de Qingdao, também fechou estável, em US$ 91,4 a tonelada seca.

As taxas do mercado monetário da China atingiram os maiores níveis em 19 meses nesta quarta-feira, em meio à tendência do banco central chinês (PBoC) de retirar liquidez do sistema financeiro nas duas últimas semanas. A taxa do contrato de recompra (repo) de sete dias, por exemplo, avançou quase 25 pontos-base, a 2,77%.

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, ao redigir a decisão que garantiu o cargo de ministro e o foro especial a Moreira Franco (PMDB), foi cauteloso para não colidir com a decisão do ministro Gilmar Mendes que impediu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de se tornar ministro no governo Dilma Rousseff. Entretanto, houve algumas diferenças claras.

O principal ponto de discordância entre os dois foi a hipótese de desvio de finalidade na nomeação de um ministro de Estado, que lhe confere a prerrogativa de foro privilegiado - que estabelece o Supremo Tribunal Federal como a instância onde deve ser processado, exceto para ação de improbidade administrativa.

Mello rejeitou essa possibilidade, sem discutir o caso em si - a nomeação do ministro Moreira Franco, citado em delações da Odebrecht com o apelido de "Angorá", que tomou posse quatro dias depois da homologação das delações de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht.

O gráfico diário do Ibovespa mostra uma movimentação interessante.

Ontem tivemos queda, porém o candle mostra longa sombra inferior, mostrando recuperação intradiária.

A máxima de ontem foi colada na máxima de anteontem, o que poderá configurar uma pinça de topo, desde que hoje tenhamos um pregão lateral ou de baixa.
Indice Futuro abriu em alta, acima da primeira resistência
Clique para ampliar

O vencimento do índice futuro deverá agitar as operações ao longo do dia.

A região de 66.600 continua sendo decisiva, pois acima dela deveremos ter a continuidade da escalada e abaixo rompimento falso.

Bons negócios!

Wagner Caetano, da TopTraders, para o Cartezyan

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

China no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,03% e Japão -1,13%.

Os bancos chineses liberaram 2,03 trilhões de yuans (US$ 294,98 bilhões) em novos empréstimos em janeiro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

Contratos de financiamento de médio e longo prazos para empresas não financeiras, que medem a demanda do setor corporativo, avançaram para 1,52 trilhão de yuans em janeiro, de 695,4 bilhões de yuans no mês anterior, de acordo com cálculos do WSJ baseados nos números do PBoC.

Os financiamentos imobiliários, também de médio e longo prazos, somaram 629,3 bilhões de yuans em janeiro, ante 421,7 bilhões de yuans em dezembro.

Já a base monetária da China (M2) teve aumento anual de 11,3% em janeiro, após avançar no mesmo ritmo em dezembro. Analistas haviam previsto para o mês passado avanço de 1,4%.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da China avançou para o maior nível em dois anos e meio, apoiado por um aumento dos preços de alimentos antes do feriado do Ano Novo Lunar, de acordo com dados divulgados hoje pelo governo.

O CPI subiu 2,5% em janeiro ante o mesmo período do ano passado, na comparação com um ganho de 2,1% em dezembro, segundo o Escritório Nacional de Estatísticas.

Na comparação mensal, o CPI subiu 1% em janeiro. Em dezembro, o dado havia avançado 0,2% ante novembro.

Já o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu pelo quinto mês consecutivo em janeiro ante o ano anterior. O dado subiu 6,9% ante um aumento anual de 5,5% em dezembro. Economistas esperavam aumento de 6,5%.

Na leitura mensal, o PPI subiu 0,8% em janeiro ante dezembro, quando o dado havia avançado 1,6% na comparação com o mês anterior.

Europa segue o mesmo caminho do mercado asiático.

Londres +0,12%; Frankfurt -0,08%; Paris +0,17%.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu um pouco menos do que estimado originalmente no último trimestre de 2016, segundo revisão publicada hoje pela Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia.

No quarto trimestre, o PIB da área que compartilha o euro avançou 0,4% ante os três meses anteriores e registrou expansão anual de 1,7%.

Os resultados vieram abaixo das expectativas de analistas e dos cálculos iniciais, que eram de ganho de 0,5% na comparação trimestral e de acréscimo de 1,8% no confronto anual.

O índice de expectativas econômicas da Alemanha recuou de 16,6 em janeiro para 10,4 em fevereiro, segundo dados publicados nesta terça-feira pelo instituto alemão ZEW. A previsão era de queda menor, para 15,0.

Já o chamado índice para as condições atuais medido pelo ZEW teve queda de 77,3 em janeiro para 76,4 em fevereiro, abaixo da previsão de 77,2.

O imbróglio sobre a indicação de Moreira Franco como ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República deve ser definido na tarde de hoje pelo ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal. Outro indicado pelo presidente Michel Temer, Alexandre de Moraes, para a vaga que foi de Teori Zavascki no STF, deve receber parecer favorável do senador Eduardo Braga, relator deste processo na CCJ.

Rallye do IBOVESPA deixou para trás a máxima do ano
Clique para ampliar

O Ibovespa, que tem feito movimentos falsos há algum tempo, vide acionamento do OCO recentemente, depois abortando o padrão e subindo de forma rápida e forte, deixou para trás a máxima do ano ao fechar acima de 66.600.

O desafio é manter-se acima desse patamar, pois um pregão baixista com fechamento abaixo desse nível, sinalizaria um rompimento falso e consequentemente queda à vista para o curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders
wagner@cartezyan.com.br

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ibovespa em ponto decisivo


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,63% e Japão +0,41.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Japão cresceu a uma taxa anualizada de 1,0% no trimestre de outubro a dezembro, segundo dados oficiais. Foi o quarto trimestre consecutivo de expansão da economia japonesa, a maior sequência desde 2013. 

Europa segue o fluxo comprador e opera com todas as cotações verdes.

Londres sobe +0,06%; Frankfurt +0,58%; Paris +0,73%.

A Comissão Europeia elevou ligeiramente nesta segunda-feira as previsões de crescimento econômico na Alemanha para este ano e o próximo, citando emprego e consumo robustos e uma possível recuperação no investimento em máquinas. A União Europeia (UE) prevê que a maior economia da Europa cresça 1,6% em 2017 em relação ao ano anterior, citando menos dias de trabalho do que em 2016. Além disso, a projeção de crescimento em 2018 é de 1,8%.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está avançando com suas medidas de repressão à imigração ilegal, lançando uma onda de deportação de imigrantes sem documentos nos Estados Unidos.

O aumento da repressão em várias cidades resultou na detenção de centenas de imigrantes no país nesta semana, de acordo com procuradores e grupos de advocacia, que dizem esperar que a maioria dos detidos seja deportada.

Os imigrantes foram cercados nas zonas metropolitanas de Atlanta, Austin, Texas, Charlotte e no sul do estado da Califórnia, de acordo com as fontes.

A perspectiva para a inflação no Brasil teve melhora significativa, mas a taxa de desemprego deve seguir elevada este ano e no próximo e pode cair só em 2019, prevê a agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) na sexta-feira em relatório sobre a manutenção do rating do País. Outra estimativa é que o Brasil só vai voltar a ter superávit primário em 2020.

A S&P prevê que a taxa de desemprego deve subir de 11,5% em 2016 para 12,4% este ano, valor que deve ser mantido em 2018. Só em 2019 é que a taxa pode começar a cair, recuando para 12%. No ano seguinte, pode apresentar novo recuo, para 11,8%.

Sob influência dos dados de inflação de janeiro, divulgados na semana passada, os economistas do mercado financeiro reduziram suas projeções para o IPCA neste ano.

O Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central(BC), mostra que a mediana para o IPCA - o índice oficial de inflação - em 2017 foi de 4,64% para 4,47%. Há um mês, estava em 4,80%. Já a projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,50%, mesmo patamar de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas hoje no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação se aproxime do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual (inflação até 6,0%). No comunicado que se seguiu à decisão de política monetária do dia 11 de janeiro, o Banco Central atualizou as projeções para a inflação em seu cenário de referência: 4,0% para 2017 e 3,4% em 2018.

IBOV abre em alta nesta segunda-feira. Clique para ampliar.

O gráfico diário do Ibovespa mostra que semana passada o benchmark testou por três pregões seguidos a média móvel exponencial de 21 períodos e respeitou a região.

O pregão de sexta-feira refletiu a força compradora no momento.

Hoje deveremos ter uma abertura em alta, o que vai mostrar como irão reagir os compradores perto da máxima do ano em 66.600.

Bons negócios!

Wagner Caetano
contato@toptraders.com.br


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

China vs Política


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,42% e Japão +2,49%.

As importações de petróleo e de minério de ferro da China subiram na comparação anual de janeiro, mas as de cobre diminuíram, segundo dados preliminares divulgados pela Administração Geral de Alfândega do país.

No mês passado, as compras chinesas de petróleo bruto registraram avanço anual de 28%, a 34,03 milhões de toneladas, o equivalente a 8,05 milhões de barris por dia. O volume de janeiro é o segundo maior já registrado, só menor que o de dezembro (36,4 milhões de toneladas). Já as importações de minério de ferro subiram 12% na mesma comparação, a 92 milhões de toneladas.

Por outro lado, as importações de cobre tiveram queda anual de 14% em janeiro, a 380 mil toneladas.

Os dados também mostraram que a China exportou 480 mil toneladas de petróleo bruto em janeiro, 380% mais que no mesmo mês do ano passado.

Europa opera sem direção única.

Londres +0,26%; Frankfurt +0,12%; Paris -0,10%.

Dow Jones futuro sobe 0,12%; Nasdaq avança 0,10%; S&P 500 tem alta de 0,08%.

O minério de ferro subiu 4,6% na China, fechando cotado a US$ 87 a tonelada.

Os contratos futuros de petróleo avançam na manhã desta sexta-feira, após a divulgação do relatório da Agência Internacional de Energia (AIE), segundo o qual a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cumpre 90% de sua meta de corte na produção da commodity.

O petróleo WTI para março opera em alta de 1,02%, a US$ 53,54 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e o Brent para abril avança 1,20%, a US$ 56,30 o barril, na plataforma Ice, em Londres, às 9h50 (de Brasília).

A atividade econômica do Brasil registrada pelo IBC-Br, considerando o conjunto das cinco regiões, cedeu 0,5% na margem, no trimestre encerrado em novembro, na série dessazonalizada. A informação é do Boletim Regional do Banco Central (BC), divulgado hoje em Belo Horizonte.

De acordo com o documento, "a atividade econômica do País tem apresentado dinamismo inferior ao projetado anteriormente, trajetória evidenciada pela continuidade de resultados negativos no trimestre encerrado em novembro".

O BC afirma ainda que o cenário reforça as perspectivas de que a retomada da atividade econômica "seja mais demorada e gradual que a antecipada previamente". Além disso, o cenário reforça a expectativa de que "a economia brasileira siga operando com nível de ociosidade dos fatores de produção superior à média histórica". 

O ministro Edson Fachin, novo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou ontem a abertura de inquérito contra o ex-presidente José Sarney, os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR) e o ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado, para a apuração de supostas manobras para atrapalhar as investigações da Lava Jato.

Considerando apenas processos relacionados à Lava Jato, este é o nono inquérito contra Calheiros, o terceiro contra Jucá e o segundo contra Sérgio Machado. Quanto ao ex-presidente Sarney, é o primeiro inquérito no âmbito da operação. Este foi também o primeiro inquérito autorizado por Edson Fachin como relator da Lava Jato - um sorteio na semana passada lhe destinou a herança dos processos que estavam sob a supervisão do ministro Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo em janeiro.

O pedido de abertura de inquérito foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em uma petição de 53 páginas na segunda-feira (6), com base na delação de Machado, do ano passado, sob a suspeita de um possível crime de embaraço às investigações.

O gráfico diário do Ibovespa mostra uma briga entre ursos e touros na reta pescoço do ombro-cabeça-ombro acionado dia 06/02.

Podemos considerar esse patamar como um divisor de águas.

Hoje, com todos os ventos soprando para um pregão de alta, caso tenhamos baixa, seria uma sinalização de que o cenário político está se deteriorando e o mercado precificou esse risco, abrindo caminho para a queda no curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano, da TopTraders, para o Cartezyan

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Política em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,51% e Japão -0,53%.

O yuan fechou em alta frente ao dólar nesta quinta-feira, após o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) orientar a moeda para cima por meio de uma taxa de referência diária que ajuda a balizar os negócios no câmbio.

No encerramento da sessão em Xangai, o dólar estava em 6,8672 yuans, abaixo dos 6,8780 yuans do fim das transações de ontem.

O minério de ferro subiu 0,50% na China fechando cotado a US$ 83,2 a tonelada.

Europa opera em alta. Londres +0,33%; Frankfurt +0,44%; Paris +0,90%.

Petróleo WTI sobe 1,03%, a US$ 52,88 por barril, na Nymex, enquanto o Brent avança 1,09%, a US$ 55,72 por barril, na ICE.

Cobre sobe 0,23%, a US$ 2,6725 por libra-peso, na Comex.

Os esforços do governo Michel Temer estão concentrados hoje na derrubada da liminar que suspendeu a indicação de Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência. A nomeação para Secretaria-Geral da Presidência deu ao peemedebista, que é citado nas delações da Odebrecht, no âmbito da Lava Jato, foro privilegiado.

Na Câmara, devem ser instaladas as comissões que irão discutir duas reformas que estão causando muita polêmica, a da Previdência e a trabalhista. No Senado, um dos destaques é a instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presidida por Edison Lobão, também citado nas delações da Lava Jato.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) decidiu hoje cassar o mandato do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do vice-governador, Francisco Dornelles, por abuso de poder econômico e político, tornando-os inelegíveis por oito anos.

Procurados, o governador e vice-governador informaram que vão recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A decisão tomada hoje pelo TRE só pode entrar em vigor após o fim do julgamento pelo suprema corte eleitoral. Pezão e Dornelles têm três dias após a publicação do acórdão para recorrer.

Clique para ampliar

Ontem o Ibovespa teve um forte recuperação na reta final do pregão, impulsionado especialmente pelas ações da Petrobras e bancos.

Fechou colado na reta pescoço do ombro-cabeça-ombro acionado recentemente.

Fazendo uma contagem de candlesticks com base na simetria do gráfico diário, estaríamos na iminência de uma pernada de baixa, a ser iniciada hoje.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Reservas internacionais na China em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em queda.

China -0,12% e Japão -0,35%.

A China ainda possui reservas internacionais bastante robustas, apesar das reduções vistas nos últimos meses, segundo a Administração Estatal do Câmbio da China (Safe, na sigla em inglês).

Em comunicado, a Safe enfatizou que as reservas da China continuam sendo as maiores do mundo. "Seja medidas pelo tamanho absoluto ou por outros indicadores, as reservas do país são suficientes", disse o regulador.

Os comentários da Safe vieram após a divulgação dos números de janeiro. No mês passado, as reservas internacionais da China caíram US$ 12,31 bilhões, a US$ 2,998 trilhões, ficando abaixo de US$ 3 trilhões pela primeira vez desde fevereiro de 2011. Analistas previam queda bem menor nas reservas de janeiro, de US$ 1 bilhão.

De qualquer forma, a redução do mês passado foi bem menor que a de janeiro de 2016 e também que a de dezembro, sugerindo que as pressões de capital diminuíram em janeiro, avaliou o regulador.

Europa tem alta moderada.

Londres +0,51%; Frankfurt +0,35%; Paris +0,16%.

A produção industrial da Alemanha caiu 3% em dezembro ante novembro, considerando-se ajustes sazonais, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis.

O tombo de dezembro veio após ganhos na produção em novembro e outubro. Apenas na manufatura, a produção diminuiu 3,4% em dezembro ante o mês anterior, enquanto o setor de construção registrou contração de 1,7%.

Dow Jones futuro sobe 0,23%; S&P 500 avança 0,20%; Nasdaq ganha 0,19%.

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) da Filadélfia, Patrick Harker disse nesta segunda-feira que ele pode apoiar a elevação da taxa de juros na próxima reunião de política monetária da instituição em março.

"Eu acho que março é uma possibilidade (para elevar os juros). Eu nunca tiraria uma reunião como uma possibilidade", disse Harker para repórteres após um discurso em San Diego. Ele também reiterou que apoia subir os juros três vezes esse ano.

O dirigente acrescentou que ele ainda não decidiu totalmente o que irá ocorrer na próxima reunião, afirmando que o resultado será baseado em como a economia e a política fiscal estiverem se comportando. Se a economia estiver indo bem, "então eu acho que março pode ser considerado como uma data em potencial para mais uma elevação de 25 pontos base", declarou.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra um OCO (ombro-cabeça-ombro) acionado no pregão de ontem.

Também houve perda da mínima da semana anterior.

A tendência daqui em diante seria queda para o curto prazo.

Para a sessão dessa terça-feira, o caminho mais provável é uma abertura em alta, seguida de pressão vendedora ao longo do dia, ou mesmo um repique para testar a resta pescoço do OCO como resistência entre hoje e amanha seguido de uma queda mais aguda no final da semana.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders
Para o Cartezyan

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Ibovespa terá semana decisiva


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização, na esteira do mercado americano que terminou a semana sob domínio comprador.

China +0,54% e Japão +0,31.

É prematuro dizer que a China entrou num ciclo de alta de taxas de juros, após Pequim decidir elevar as taxas de acordos de recompra reversa (repos) e de sua linha de crédito permanente na última sexta-feira, segundo o Macquarie.

A decisão dos repos "tem o objetivo de desalavancar o mercado de bônus, não de esfriar uma economia super aquecida", avalia o banco de investimento australiano.

De acordo com o Macquarie, a perspectiva da China continua incerta e a direção de sua política futura dependerá do desempenho econômico do país.

Europa opera com viés de alta, porém sem força.

Londres +0,24%; Frankfurt estável; Paris +0,26%.

Futuros norte-americanos estáveis.

Cobre opera em alta de 1,03%, a US$ 2,6430 por libra-peso, na Comex.

Petróleo Brent recua 0,37%, a US$ 56,60 por barril, na ICE, enquanto o WTI cai 0,07%, a US$ 53,79 por barril, na Nymex.

À espera dos dados de inflação de janeiro, a serem divulgados na próxima quarta-feira, os economistas do mercado financeiro reduziram suas projeções para o IPCA neste ano.

O Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central (BC), mostra que a mediana para o índice oficial de inflação em 2017 foi de 4,70% para 4,64%. Há um mês, estava em 4,81%. Já a projeção para o IPCA de 2018 permaneceu em 4,50%, mesmo patamar de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas hoje no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação se aproxime do centro da meta, de 4,5%, em 2017 e 2018. A margem de tolerância para estes anos é de 1,5 ponto porcentual (inflação até 6,0%). No comunicado que se seguiu à decisão de política monetária do dia 11 de janeiro, o Banco Central atualizou as projeções para a inflação em seu cenário de referência: 4,0% para 2017 e 3,4% em 2018.

Entre as instituições que mais se aproximam do resultado efetivo do IPCA no médio prazo, denominadas Top 5, a mediana das projeções para 2017 seguiu em 4,45%. Para 2018, a estimativa seguiu em 4,50%. Quatro semanas atrás, as expectativas eram de, respectivamente, 4,55% e 4,50%.

Já a inflação suavizada para os próximos 12 meses foi de 4,76% para 4,70% de uma semana para outra - há um mês, estava em 4,84%.

Entre os índices mensais mais próximos, a estimativa para janeiro de 2017 passou de 0,51% para 0,47%. Um mês antes, estava em 0,58%. No caso de fevereiro, a previsão de inflação do Focus foi de 0,60% para 0,57%, ante 0,60% de quatro semanas atrás.

Clique para ampliar

O Ibovespa marcou uma semana negativa após forte sequência de alta.

Veremos nos próximos pregões se o sinal de topo no semanal é firme ou apenas uma pausa para tomar fôlego.

No diário o gráfico aponta a formação de um ombro-cabeça-ombro, cuja reta pescoço já foi testada duas vezes e segurou o mercado.

Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders, contato@toptraders.com.br

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Relatório de emprego no radar


Bom dia investidor!

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta sexta-feira, com os investidores mostrando apreensão com as políticas do presidente dos EUA, Donald Trump, e com uma sinalização de aperto monetário na China.

Os mercados chineses retomaram os negócios hoje em tom negativo, após permanecerem fechados por uma semana devido ao feriado do ano novo lunar. O índice Xangai Composto recuou 0,60%, a 3.140,17 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,39%, a 1.909,79 pontos.

As perdas vieram após o Banco do Povo da China (PBoC) elevar as taxas de juros de sua linha de crédito permanente e dos acordos de recompra reversa (os chamados "repos"), sugerindo que Pequim adotou um viés de retirada de estímulos monetários.

Também foi divulgado pela Markit um índice de atividade industrial chinesa, que caiu a 51,0 em janeiro, de 51,9 em dezembro, mas apontou expansão da manufatura pelo sétimo mês consecutivo, ainda que em ritmo mais fraco.

Europa tem sessão de alta generalizada.

Londres +0,39%; Frankfurt +0,12%; Paris +0,72%.

A agenda de indicadores dos Estados Unidos desta sexta-feira traz como destaque o relatório de emprego (11h30), conhecido como payroll, e as encomendas de bens duráveis (13h). Os horários são de Brasília.

O cobre cai 1,28%, a US$ 2,6510 por libra-peso, na Comex.

O petróleo WTI avança 0,60%, a US$ 53,86 por barril, na Nymex, enquanto o Brent sobe 0,67%, a US$ 56,94 por barril, na ICE.

Luiz Edson Fachin é o novo relator da Operação Lava Jato no STF e diz que ação terá 'celeridade' e 'transparência'; Maia foi eleito novamente presidente da Câmara e afirma que nova administração será reformista; Temer anuncia nomeação de Antônio Imbassahy para a Secretaria de Governo da Presidência da República; ao Legislativo, presidente repete que reformas são necessárias.

Clique para ampliar

Gráfico diário do Ibovespa parece desenhar um ombro-cabeça-ombro, padrão de baixa.

Ontem testou a reta pescoço da figura e respeitou na primeira batida.

A perda dessa linha e da mínima da barra de ignição do dia 30/01 em 64.164, serão gatilhos para vendas, caso esse cenário se materialize.

Bons negócios!



Wagner Caetano 
Diretor Top Traders
para o Cartezyan

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Mercado digere o FED


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em queda generalizada.

China mercado fechado e Japão -1,22%.

Europa opera sem direção única.

Londres +0,25%; Frankfurt -0,38%; Paris +0,02%.

A inflação medida pelo índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) na zona do euro superou as expectativas em dezembro, tanto na comparação mensal quanto na anual.

Dados da Eurostat, a agência oficial de estatísticas da União Europeia, mostram que o PPI do bloco subiu 0,7% em dezembro ante novembro e avançou 1,6% no confronto anual, registrando neste segundo caso a maior alta desde janeiro de 2013.

Já o núcleo do PPI, que exclui os preços de energia, subiu 0,3% em dezembro ante novembro e mostrou alta de 0,9% ante igual mês de 2015, informou a Eurostat.

Cobre opera estável.

Petróleo Brent sobe 1,07%, a US$ 57,41 por barril, na ICE, enquanto o WTI avança 0,76%, a US$ 54,29 por barril, na Nymex.

Dow Jones futuro cai 0,25%; S&P 500 recua 0,26%; Nasdaq perde 0,35%.

A agenda de indicadores dos Estados Unidos desta quinta-feira traz como destaque o índice de produtividade da mão de obra para o quarto trimestre (11h30) e o índice de condições empresariais de Nova York (12h15), medido pelo Instituto para a Gestão da Oferta (ISM). 

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse ontem que o sorteio para a definição do novo relator da Operação Lava Jato deve ser realizado quinta-feira (2).

Decano da Corte, o ministro afirmou que a distribuição dos processos há de ser realizada entre os juízes da Segunda Turma, à qual pertencia o ministro Teori Zavascki, morto em acidente aéreo no mês passado. Para Celso de Mello, a Operação Lava Jato "não está e nem estará" sob risco.

O Federal Reserve (Fed, o banco central americano), manteve ontem, 1º, a taxa de juros na primeira reunião desde que Donald Trump assumiu a presidência dos EUA, mas projetou cenário relativamente positivo da economia, sugerindo que estava no caminho para apertar a política monetária neste ano.

O Fed informou que os ganhos no emprego continuaram sólidos, que a inflação havia subido e que a confiança econômica estava crescendo, embora não tenha dado nenhum sinal firme sobre o momento de seu próximo ajuste nos juros.

“As medidas de confiança de consumidores e das empresas melhoraram”, informou o Fed em declaração unânime após a reunião de dois dias, na qual deixou sua taxa de juros na faixa de 0,50% a 0,75%.

Os membros do Fed também destacaram que o desemprego ainda está perto de sua recente baixa, atualmente em 4,7%, nível que muitos consideram ser de pleno emprego.

Clique para ampliar

O Ibovespa teve uma sessão positiva, porém deixou longa sombra superior, mostrando pressão vendedora ao longo da sessão.

Podemos esboçar o desenho de um ombro-cabeça-ombro inclinado, padrão de queda no gráfico diário.

Se a linha que une os últimos fundos for perdida, acionará a figura.

Bons negócios!

Wagner Caetano, da TopTraders, para o Cartezyan
contato@toptraders.com.br

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

PMIs chineses, FED e política em destaque


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China mercado fechado e Japão +0,56%.

Preço do minério de ferro segue estável com o feriado lunar.

Petróleo opera estável em Londres e Nova York.

Europa tem sessão de domínio comprador, após o tombo da véspera.

Londres +0,75%; Frankfurt +0,96%; Paris +1,21%.

Sem previsão do início de eventual rolagem do vencimento de swap cambial de US$ 7 bilhões em março e com o dólar forte no exterior nesta manhã, o mercado de câmbio doméstico pode ter viés de alta.

O rumo da taxa no dia tende a ser determinado pela reação dos investidores globais aos dados de emprego no setor privado dos Estados Unidos, que sai no fim da manhã, além da decisão de política monetária do Fed, às 17 horas.

Para o dado de emprego, é esperada abertura de 164 mil vagas no setor privado, acima das 153 mil registradas em dezembro. O dado é um indicativo para o relatório oficial do mercado de trabalho, o payroll, que sai na sexta-feira.

À tarde, os investidores vão acompanhar de perto o comunicado do BC americano em busca de sinais de quantos aumentos poderão ocorrer este ano, uma vez que a previsão majoritária é de que o Fed manterá os juros básicos nos níveis atuais, após elevá-los pela primeira vez em 13 meses em dezembro.

Além disso, devem monitorar a abertura dos trabalhos no STF, que poderá escolher o novo relator da ação da Lava Jato por meio de sorteio, e o cenário político com a eleição para presidente do Senado.

O indicador oficial da atividade industrial da China recuou em janeiro, embora tenha ficado em território expansionário, de acordo com dados oficiais divulgados hoje.

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria recuou para 51,3 em janeiro de 51,4 no mês anterior, apontando para uma leve desaceleração e a segunda queda seguida do indicador.

Números acima de 50 indicam expansão das atividades, enquanto uma leitura abaixo desse patamar representa contração.

O subíndice de novas encomendas caiu para 52,8 de 53,2 em dezembro, enquanto o subíndice de produção caiu para 53,1 de 53,3, de acordo com o governo.

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços da China subiu para 54,6 em janeiro de 54,5 em dezembro, de acordo com informações do Escritório Nacional de Estatísticas.

O subíndice de serviços subiu para 53,5 de 53,2 em dezembro, mas o subíndice de construção caiu para 61,1 de 61,9, segundo o governo. O indicador de novas encomendas caiu para 51,3, de 52,1.

O PMI de serviços cobre serviços incluindo varejo, aviação e software bem como o setores imobiliários e de construção.

O Ibovespa apresentou ontem um sessão de repique, movimento natural após a forte queda de segunda-feira.

Deveremos ter uma abertura em alta, com teste da média móvel exponencial de 5 períodos como resistência.

IBOVESPA às 11:27

A tendência seria de uma queda ao longo do dia.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor da Top Traders
para o Cartezyan e para o InfoMoney