quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ibovespa sinaliza correção


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas sem direção única.

China -0,38% e Japão +0,94%.

O minério de ferro com pureza de 62% cotado no porto de Tianjin na China, caiu 1% no mercado à vista, indo a US$ 80,4 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index.

Já o insumo com teor de concentração de 62% de ferro com 2% de alumínio, negociado no porto de Qingdao, caiu 1%, para US $80,7 a tonelada seca.

Velho mundo tem viés de baixa.

Londres -0,49%; Frankfurt -0,02%; Paris -0,14%.

O cobre opera em baixa de 0,67%, na Comex.

Petróleo avança 0,75%  em Londres e Nova York.

Futuros norte-americanos operam em queda marginal.

A taxa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em janeiro foi a menor para o mês desde 1994, quando foi criado o Plano Real, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA-15 registrou alta de 0,31% em janeiro, após subir 0,19% em dezembro. Em janeiro de 2016, a inflação tinha sido de 0,92%.

Como resultado, o IPCA-15 acumulado em 12 meses diminuiu de 6,58% em dezembro para 5,94% em janeiro - a menor taxa desde março de 2014, quando estava em 5,90%. 

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa apresenta sinal de topo, indicando correção no curto prazo.

Trata-se de um pinça de topo o padrão identificado.

No 60 minutos é possível traça uma LTA.

Se essa linha for perdida, seria um sinal técnico de queda, um vez que ela guiou o mercado desde o final de dezembro.

Bons negócios!


Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

Nenhum comentário:

Postar um comentário