terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Ressaca após a queda


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em queda.

Mercado chinês permanece fechado.

Japão -1,69% e Austrália -0,69%.

Europa tem alta generalizada, porém moderada.

Londres +0,50%; Frankfurt +0,23%; Paris +0,39%.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu 0,5% no quarto trimestre na comparação com o anterior, de acordo com dados preliminares divulgados pela Eurostat. Já na comparação anual, o PIB da região teve avanço de 1,8%. Ambos os resultados vieram acima do estimado por analistas, de +0,4% e +1,7%, respectivamente.

Em uma base anualizada, a economia da zona do euro teve crescimento de 2,0% no quarto trimestre, comparado ao avanço de 1,8% no terceiro trimestre.

Para todo o ano de 2016, a economia expandiu 1,7%, valor melhor quando comparado com avanço de 1,6% nos EUA, mas menor em relação ao crescimento de 2,0% em 2015.

A recuperação do quarto trimestre permitiu que a economia da zona do euro crescesse mais rapidamente do que a americana durante 2016 como um todo. Esta é a primeira vez que isso acontece desde o ano de crise de 2008.

Com feriado do Ano-Novo lunar na China, o preço do minério de ferro também não foi atualizado hoje. Na sexta-feira, o preço do insumo com teor de concentração de 62% de ferro, cotado no Porto de Tianjin, fechou estável em US$ 82,4 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index.

Importantes executivos de Wall Street criticaram as novas restrições do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contra certos imigrantes, dizendo que a medida prejudicaria a força de trabalho global das companhias e vai contra os seus valores.

Ao criticar a proibição, executivos de bancos, incluindo o Goldman Sachs e o Morgan Stanley, arriscam provocar a ira de um governo que também planeja reduzir impostos e regulamentações que beneficiariam suas empresas.

As restrições atingem imigrantes de sete países predominantemente muçulmanos. A resposta mais dura veio do executivo-chefe do Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, um democrata que apoiou Hillary Clinton na corrida presidencial do ano passado. Em uma mensagem aos funcionários do banco, ele disse que essas políticas causam "perturbações na empresa, e especialmente para alguns de nossos funcionários e seus familiares".

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) deverá disputar a presidência da Câmara na eleição marcada para a manhã da próxima quinta-feira, 2.

Segundo deputados, Bolsonaro deve se lançar candidato para "marcar posição". "Tive essa informação ontem. É o esforço do Centrão para tentar o segundo turno", disse Orlando Silva (PCdoB-SP), aliado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disputará reeleição.

A candidatura de Bolsonaro é bem vista entre os adversários de Maia, porque ajuda a pulverizar os votos e, dessa forma, a levar a disputa ao segundo turno. "Seria muito bom", disse André Figueiredo (PDT-CE), único candidato da oposição até agora.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa apresenta um candle de força vendedora, confirmando o sinal de topo alertado nos últimos informes.

Um repique não está descartado, mas a venda provavelmente será dominante no curto prazo, ou seja, temos mais espaço para correção.

Bons negócios!

Wagner Caetano, para o Cartezyan
Diretor da TopTraders
contato@toptraders.com.br

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Eike Batista no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem queda.

China não operou e Japão -0,51%.

Europa tem baixa generalizada.

Londres -0,82%; Frankfurt -0,74%; Paris -0,89%.

Petróleo WTI sobe 0,41%, a US$ 53,39 por barril, na Nymex, enquanto o Brent avança 0,22%, a US$ 55,82 por barril, na ICE.

Em meio à avaliação do Banco Central de que a atividade segue "aquém do esperado", o Relatório de Mercado Focus indicou manutenção nas projeções de atividade para 2017 e 2018. Pelo documento divulgado hoje, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano seguiu com alta de 0,50%. Há um mês, a perspectiva também era de avanço de 0,50%.

Para 2018, o mercado manteve a previsão de alta de 2,20%. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,30%.

No dia 11, o Banco Central reduziu a Selic (a taxa básica de juros) de 13,75% para 13,00% ao ano. Uma das principais justificativas para o corte de 0,75 ponto porcentual foi justamente a fraqueza da atividade econômica. No último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado no fim de dezembro, o BC projetou recuo de 3,3% do PIB em 2016 e avanço de 0,8% para 2017. Já o Ministério da Fazenda trabalha com estimativa de crescimento de 1,0% para este ano.

No relatório Focus de hoje, as projeções para a produção industrial indicaram um cenário de leve recuperação neste e no próximo ano. O avanço projetado para 2017 seguiu em 1,00%. Há um mês, estava em 0,88%. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 2,10%, mesmo porcentual de quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 passou de 50,82% para 50,90% no Focus. Há um mês, estava em 50,74%. Para 2018, as expectativas no boletim Focus foram de 54,75% para 55,00%, ante projeção apontada um mês atrás de 54,50%. 

O advogado de Eike Batista, Fernando Martins, disse que a estratégia de defesa do empresário ainda está indefinida, inclusive sobre uma possível delação premiada. 

De acordo com Martins, não houve negociação com a Polícia Federal ou o Ministério Público Federal na busca de melhores condições de detenção para o ex-bilionário.

Eike não tem o ensino superior completo, por isso poderá ficar em um presídio comum. "Não houve negociação nenhuma. Isso (o presídio) fica a cargo das autoridades. Ele vai se apresentar e a Polícia Federal vai definir (seu destino)", disse Martins.

Em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, Eike confirmou que vai chegar ao Brasil nesta segunda-feira, 30, pela manhã. "Eu tô voltando para responder à Justiça, como é meu dever. Tá na hora de ajudar a passar as coisas a limpo", disse, enquanto aguardava um voo para o Galeão, na noite deste domingo, no Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York. "Estou à disposição da Justiça", completou.

O empresário será detido assim que pisar no Brasil, já que teve a prisão decretada na quinta-feira, 26, no âmbito da Operação Eficiência. A investigação apura esquema usado pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral Filho (PMDB) e outros investigados para ocultar mais de US$ 100 milhões remetidos ao exterior. 

Clique para ampliar

O Ibovespa mostra cansaço da compra no gráfico diário, com diminuição de volume e um candle de reduzida amplitude no pregão de sexta-feira.

Isso abre espaço para um processo corretivo que deverá ter início nessa segunda-feira.

Boa semana e bons negócios!

Wagner Caetano
Contato@TopTraders.Com.BR



sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Correção à vista


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China não operou e Japão +0,34%.

Minério de ferro fechou o pregão estável a US$ 82,4 a tonelada seca.

Europa tem viés de baixa.

Londres +0,02%; Frankfurt -0,24%; Paris -0,55%.

Petróleo WTI recua 0,84%, a US$ 53,33 por barril, na Nymex, enquanto o Brent cai 1,07%, a US$ 55,64 por barril, na ICE.

Futuros norte-americanos operam estáveis.

Sinalizando que Trump vai ter trabalho para cumprir a promessa de uma meta de crescimento anual de 4% da economia americana, hoje (11h30), a primeira estimativa do PIB/4T dos EUA deve desacelerar para 2,2%, contra 3,5% no 3T.

Por aqui, a Petrobras pregou uma surpresa no início da noite de ontem, ao anunciar um corte nos preços dos combustíveis nas refinarias a partir de hoje, respeitando a política de paridade praticada.

IBOVESPA durante o dia de ontem e abertura de hoje

O Ibovespa deixou ontem uma estrela cadente no gráfico diário.

Apesar de ser verde e com a sombra superior limitada, o sinal de topo não pode ser ignorado.

Veio acompanhado de bom volume e a perda da mínima em 65.841 acionará o padrão.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan
contato@toptraders.com.br

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Pós-feriado


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,31% e Japão +1,81%.

O crescimento do lucro industrial da China desacelerou em dezembro, indicando que a economia do país continua enfrentando obstáculos, apesar de um avanço melhor que o esperado no crescimento do quarto trimestre.

O lucro industrial subiu 2,3% em dezembro ante o mesmo período do ano anterior. Em novembro, o ganho foi de 14,5%, de acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas.

A desaceleração foi conduzida principalmente por uma flutuação dos preços de petróleo e a reestruturação de algumas companhias, de acordo com comentários do economista He Ping, no relatório oficial. 

A China registrou déficit na balança de serviços no valor de US$ 26,1 bilhões em dezembro, maior que o saldo negativo de US$ 25,4 bilhões observado em novembro, segundo dados publicados hoje pela Administração Estatal de Câmbio (Safe, na sigla em inglês).

No comércio de bens, o país asiático teve superávit de US$ 43,9 bilhões em dezembro, ante resultado positivo em US$ 45,9 bilhões no mês anterior, informou a Safe.

Combinando serviços e bens, a China apresentou superávit de US$ 17,9 bilhões no mês passado, ante superávit de US$ 20,5 bilhões em novembro. 

Europa tem alta generalizada, dando sequência ao pregão eufórico da véspera.

Londres +0,15%; Frankfurt +0,46%; Paris +0,18%.

O combalido banco italiano Banca Monte dei Paschi di Siena disse hoje que emitiu 7 bilhões de euros em bônus garantidos sob um esquema que o governo italiano aprovou em dezembro.

O Banco toscano disse que emitiu 3 bilhões em bônus com vencimento em 20 de janeiro de 2018, que paga um cupom de 0,5%, e uma emissão de 4 bilhões de euros em bônus com vencimento em 25 de janeiro de 2020, com um cupom de 0,75%. 

O índice de confiança do consumidor da Alemanha subiu para 10,2 na pesquisa de fevereiro do instituto GfK, de 9,9 na leitura de janeiro. 

 O GfK atribui a melhora do índice à força do mercado de trabalho alemão e ao crescimento da renda pessoal, mas ressalta que incertezas relacionadas a futuras políticas do presidente dos EUA, Donald Trump, a eleições em várias partes da Europa (inclusive na Alemanha), ao avanço da inflação e ao início das negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (o chamado Brexit) podem eventualmente afetar a confiança.

O instituto de pesquisa alemão utiliza dados do mês atual para estimar a confiança do mês seguinte.

A Polícia Federal deflagrou a Operação Eficiência, no âmbito da Operação Lava Jato, na manhã desta quinta-feira (26), segundo informa a Globo News.

O empresário Eike Batista é um dos alvos e contra ele há um mandado de prisão preventiva, no Rio de Janeiro. Os policiais estão na casa dele para cumprir a prisão.

O ex-governador Sérgio Cabral também é alvo de outro mandado, sendo que ele já está preso. Há quatro mandados de condução coercitiva sendo cumpridos, um deles contra Suzana Neves Cabral, ex-mulher de Sérgio Cabral. Além disso, estão sendo feitas buscas e apreensões no Rio de Janeiro.

O minério de ferro com pureza de 62%, cotado no porto de Tianjin, subiu 0,2% no mercado à vista chinês e foi a US$ 82,4 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index. Já o insumo com teor de concentração de 62% de ferro e 2% de alumínio avançou 0,2% no porto de Qingdao, negociado em US$ 82,8 a tonelada seca.

O gráfico diário do Ibovespa mostra um pico de volume no pregão de terça-feira.

IBOVESPA agora às 10:40 - clique para ampliar

Hoje deveremos ter uma abertura positiva, seguida de pressão vendedora e realização de lucros.

Um teste de 65.300 deverá ocorrer entre hoje e amanhã e será um desdobramento importante para as sinalizações de curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan
TopTraders

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Tereza May terá de consultar o parlamento sobre o Brexit


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,18% e Japão -0,55%.

Velho mundo tem leve alta.

Londres +0,18%; Frankfurt +0,24%; Paris +0,08%.

Petróleo opera de forma lateral em Londres e Nova York.

O minério de ferro subiu 2,5%, fechando cotado a US$ 82,8 a tonelada seca, na China.

A Suprema Corte do Reino Unido decidiu nesta terça-feira que a primeira-ministra, Theresa May, deve consultar o Parlamento antes de iniciar o processo de saída do país da União Europeia (UE), conhecido como Brexit.

Anteriormente, May tinha dito que tal decisão não afetaria seu cronograma e espera-se que ela obtenha o consentimento dos legisladores. No entanto, o Partido Trabalhista, de oposição, disse que poderia complicar o processo através da adição de emendas destinadas a influenciar como o novo relacionamento do Reino Unido com a UE deve seguir.

A postura protecionista do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aumentou a aversão ao risco dos mercados ontem, mas ainda persiste nesta terça-feira frustração dos investidores com a falta de detalhamento sobre os estímulos econômicos e investimentos prometidos pelo republicano durante sua campanha.

Enquanto as diretrizes para estimular a economia norte-americana nos próximos anos seguem como um mistério, os mercados tentam uma recuperação e voltam-se nesta manhã à agenda de indicadores.

O destaque é o PMI de janeiro dos EUA, que pode ajudar a calibrar as apostas em relação aos próximos passos do Federal Reserve e seu plano de promover três altas de juros neste ano. Também merece atenção uma reunião de Trump com representantes das principais montadoras instaladas no país, incluindo GM, Fiat Chrysler e Ford.

Nos mercados locais, o exterior deve continuar influenciando os ativos nesta terça-feira, mas o ímpeto dos investidores pode ser limitado pelo feriado municipal em São Paulo, amanhã.

Internamente, os investidores seguem à espera de uma definição sobre o novo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), após a morte de Teori Zavascki, na semana passada. A presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, avalia a possibilidade de autorizar que a equipe de juízes auxiliares de Teori continue trabalhando com as delações durante a próxima semana. Em paralelo, seguem as investigações sobre a queda do avião que levava o ministro a Paraty, mas em sigilo.

IBOVESPA desde 2005 = clique para ampliar

O desafio do Ibovespa será manter-se acima dos 65.300 e evitar um padrão de rompimento falso.

Um retorno para testar esse ponto como suporte seria o desdobramento mais natural no curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Red Monday no exterior


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,44% e Japão -1,29%.

O minério de ferro subiu 0,9% na China, fechando cotado a US$ 80,8 a tonelada seca.

O forte desempenho macroeconômico da China segue sendo um importante fator de força para os ratings do país, mas a continuidade de políticas que têm como prioridade metas de crescimento no curto prazo está se tornando um risco significativo para a estabilidade macroeconômica no médio prazo, segundo avaliação da Fitch.

O Produto Interno Bruto (PIB) chinês teve ligeira aceleração no quarto trimestre, com expansão anual de 6,8%, confirmando que medidas de estímulo adotadas por Pequim conseguiram manter o crescimento dentro da meta oficial de 2016, que era de 6,5% a 7%, nota a agência de classificação de risco.

De acordo com a Fitch, a expansão fiscal e estímulos fornecidos por meio de estatais foram fundamentais para estabilizar o crescimento em 2016 e a economia chinesa também foi sustentada por uma política monetária acomodatícia e pelo relaxamento de regras para compras de moradias no início do ano passado.

Europa trabalha com baixa generalizada.

Londres -0,39%; Frankfurt -0,38%; Paris -0,29%.

Petróleo Brent cai 0,96%, a US$ 54,96 por barril, na ICE, enquanto o WTI recua 1,16%, a US$ 52,60 por barril, na Nymex.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem uma agenda recheada de reuniões nesta segunda-feira, seu primeiro dia na Casa Branca.

O republicano toma café da manhã com líderes empresariais na primeira parte do dia, depois se reúne com líderes sindicais e trabalhadores durante a tarde. À noite, ele recebe congressistas para discutir as mudanças no serviço de saúde pública norte-americano, entre eles o presidente da Câmara, Paul Ryan.

Os encontros sugerem que o novo presidente quer se manter aberto a sugestões e acontecem após um final de semana tumultuado, em que ele foi alvo de protestos massivos em Washington e outras cidades do país e voltou a criticar a imprensa por relatar corretamente o número de presentes em sua cerimônia de posse.

Em meio à avaliação do Banco Central de que a atividade segue "aquém do esperado", o Relatório de Mercado Focus indicou manutenção nas projeções de atividade para 2017 e 2018. Pelo documento divulgado hoje, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano seguiu com alta de 0,50%. Há um mês, a perspectiva também era de avanço de 0,50%.

Para 2018, o mercado manteve a previsão de alta de 2,20%. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,25%.

No dia 11, o Banco Central reduziu a taxa básica de juros, Selic, de 13,75% para 13,00% ao ano. Uma das principais justificativas para o corte de 0,75 ponto porcentual foi justamente a fraqueza da atividade econômica.

No último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado no fim de dezembro, o BC projetou recuo de 3,3% do PIB em 2016 e avanço de 0,8% para 2017. Já o Ministério da Fazenda trabalha com estimativa de crescimento de 1,0% para este ano. Esta projeção deve ser revisada, conforme o ministro Henrique Meirelles, nos próximos dias.

No relatório Focus de hoje, as projeções para a produção industrial indicaram um cenário de leve recuperação neste e no próximo ano. O avanço projetado para 2017 seguiu em 1,00%. Há um mês, estava em 0,88%. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 2,10%, mesmo porcentual de quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 seguiu em 50,82% no Focus. Há um mês, estava em 50,74%. Para 2018, as expectativas no boletim Focus permaneceram em 54,75% ante projeção apontada um mês atrás de 55,00%.

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra o terceiro teste em quatro pregões da região de 64.770, importante topo marcado em novembro.

A região sugere correção de preços, pelo menos até 62.935.

Bons negócios!


Wagner Caetano
TopTraders
Cartezyan

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Ibovespa sinaliza correção


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas sem direção única.

China -0,38% e Japão +0,94%.

O minério de ferro com pureza de 62% cotado no porto de Tianjin na China, caiu 1% no mercado à vista, indo a US$ 80,4 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index.

Já o insumo com teor de concentração de 62% de ferro com 2% de alumínio, negociado no porto de Qingdao, caiu 1%, para US $80,7 a tonelada seca.

Velho mundo tem viés de baixa.

Londres -0,49%; Frankfurt -0,02%; Paris -0,14%.

O cobre opera em baixa de 0,67%, na Comex.

Petróleo avança 0,75%  em Londres e Nova York.

Futuros norte-americanos operam em queda marginal.

A taxa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em janeiro foi a menor para o mês desde 1994, quando foi criado o Plano Real, informou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IPCA-15 registrou alta de 0,31% em janeiro, após subir 0,19% em dezembro. Em janeiro de 2016, a inflação tinha sido de 0,92%.

Como resultado, o IPCA-15 acumulado em 12 meses diminuiu de 6,58% em dezembro para 5,94% em janeiro - a menor taxa desde março de 2014, quando estava em 5,90%. 

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa apresenta sinal de topo, indicando correção no curto prazo.

Trata-se de um pinça de topo o padrão identificado.

No 60 minutos é possível traça uma LTA.

Se essa linha for perdida, seria um sinal técnico de queda, um vez que ela guiou o mercado desde o final de dezembro.

Bons negócios!


Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Tensão Pré-Trump


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,14% e Japão +0,43%.

Europa tem um leve viés comprador.

Londres +0,21%; Frankfurt +0,15%; Paris -0,38%.

Petróleo WTI recua 1,45%, a US$ 52,49 por barril, na Nymex, enquanto o Brent cai 1,50%, a US$ 56,64 por barril, na ICE.

Futuros norte-americanos operam de lado, após cederem de forma importante na véspera.

Na agenda doméstica hoje estão previstos mais um leilão de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional (US$ 600 milhões) para dois vencimentos, destinado à rolagem de vencimentos de fevereiro (11h30) e os dados de fluxo cambial semanal (12h30).

O recall da delação de executivos da empreiteira Camargo Corrêa deve levar a Operação Lava Jato a fazer uma devassa em contratos de obras municipais e estaduais em São Paulo. A necessidade de a construtora refazer seu acordo é um efeito colateral da delação de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, que mencionaram casos de corrupção em contratos de outras empresas e não foram citados anteriormente.

No caso da Camargo, fontes ligadas à negociação do recall consideram que a Lava Jato pretende resgatar suspeitas de corrupção apuradas pela Operação Castelo de Areia, de 2009, que havia identificado indícios de irregularidades em pelos menos 12 obras paulistas. A operação foi invalidada pela Justiça.

A agenda carregada de indicadores nos Estados Unidos deve dar o tom dos negócios nesta quarta-feira, às vésperas da posse de Donald Trump, que assume o comando da Casa Branca na sexta-feira. Ontem, o presidente eleito dos EUA fez críticas ao dólar "demasiadamente forte" e influenciou as cotações da moeda em todo o mundo, aumentando as preocupações sobre o impacto econômico das futuras declarações e políticas do republicano.

Hoje, a expectativa dos investidores é por um discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, previsto apenas para o fim da tarde, mas ao longo do dia saem indicadores importantes da economia norte-americana, como o índice de preços ao consumidor (CPI) e os números da produção industrial, ambos referentes a dezembro. Também será conhecido o teor do Livro Bege, elaborado pelo Federal Reserve.

Clique para ampliar

O Ibovespa buscou o objetivo mais otimista do movimento comprador, ao se aproximar de 64.770.

O caminho mais natural seria uma correção de preços ao longo do pregão.

O primeiro suporte é 62.935.

Bons negócios!

Wagner Caetano
TopTraders
para o Cartezyan

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Bolsas mundiais sinalizam pregão baixista


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,17% e Japão -1,48%.

O governo da China provavelmente manterá uma postura "prudente e neutra" e reduzirá sua meta de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano para 6,5%, segundo a agência de notícias Reuters.

A meta de 2016 era de expansão de 6,5% a 7%. Nas últimas semanas, autoridades disseram que o PIB chinês provavelmente cresceu 6,7% no ano passado.

Dados do PIB da China do quarto trimestre e de 2016 deverão ser divulgados na sexta-feira (20).

Europa tem novo pregão de queda.

Londres -0,44%; Frankfurt -0,95%; Paris -0,71%.

O índice de expectativas econômicas da Alemanha avançou de 13,8 em dezembro para 16,6 em janeiro, segundo dados publicados nesta terça-feira pelo instituto alemão ZEW. A previsão era de alta maior, para 18,8.

Já o chamado índice para as condições atuais medido pelo ZEW teve alta de 63,5 em dezembro para 77,3 em janeiro, bem acima da previsão de 65,0. 

O minério de ferro caiu 2,2% na China, fechando cotado a US$ 81,7 a tonelada seca.

A mega delação premiada da Odebrecht - que envolve 77 executivos e aguarda homologação da Justiça - deve desencadear uma nova fase de colaborações na Operação Lava Jato: a do núcleo políticos da organização criminosa acusada de corrupção na Petrobras.

Procuradores da República, das forças-tarefas de Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro, estão preparados para um aumento da procura por acordos de delação, por assessores e ex-assessores de políticos, em especial, de parlamentares.

“O maior espaço que se existe hoje para delações é para assessores de políticos e políticos. Quanto antes eles procurarem por um acordo, mais benefícios podem obter”, afirmou um investigador, em reservado.

O anúncio do Banco Central de que retomará leilões de swap cambial surpreendeu parte do mercado. Discutia-se entre especialistas a possibilidade de que a autarquia aproveitaria as cotações ainda baixas do dólar para diminuir sua exposição cambial. No entanto, o posicionamento divulgado ontem indica que a autoridade monetária busca dar mais segurança ao mercado antes de importantes eventos no exterior.

Para os próximos dias, está prevista uma agenda carregada de eventos internacionais. Amanhã, por exemplo, a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, poderá dar mais detalhes sobre a separação frente à União Europeia ("Brexit"). Já na sexta-feira, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, assume o cargo em meio a incertezas sobre suas políticas econômicas.

Petróleo sobe 1,5% em Londres e Nova York e cobre despenca 2%.

Futuros norte-americanos caem cerca de 0,50%.

clique para ampliar

O gráfico do Ibovespa tem sinal de topo e sugere teste de 62.935.

Nesse ponto teremos uma visão maia clara da força compradora, caso seja efetivamente tocado.

Bons negócios!

Wagner Caetano, diretor da TopTraders
para o Cartezyan

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O ano das oportunidades!


Bom dia investidor!

Após o recesso voltamos com o Cenário.

As cotações em vermelho são predominantes mundo afora.

China fechou a sessão em queda de 0,30%, enquanto no Japão tivemos baixa de 1,00%.

Europa tem Londres operando estável, enquanto Frankfurt cede 0,57% e Paris recua 0,51%.

O minério de ferro subiu 4,1% na China, fechando cotado a US$ 83,5 a tonelada seca.

O cobre opera em queda de 0,20% em Londres, a US$ 5.901 a tonelada.

Petróleo opera em baixa marginal.

Aumentou a pressão sobre a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, para que ela forneça mais detalhes sobre sua visão da saída do país da União Europeia (UE).

Um comitê do Parlamento exigiu que o governo publique seus planos até meados de fevereiro para dar tempo suficiente aos legisladores para que os examine antes que May acione os procedimentos de separação.

Em seu primeiro relatório, o Comitê de Saída da União Europeia disse que quer que o governo explique seus objetivos para o futuro relacionamento comercial, incluindo possíveis acordos transicionais no caso de o Brexit não ser concluído em dois anos. Além disso, os legisladores ainda devem votar sobre o acordo final.

Após se esquivar de perguntas por meses, dizendo que não queria comprometer sua estratégia de negociação, May prometeu revelar mais em um discurso na terça-feira.

Analistas e investidores estarão atentos a sinais que mostrem se May está se inclinando mais para um Brexit "difícil" ou "fácil".

Na esteira do corte de juros e da divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br) de novembro, na semana passada, o Relatório de Mercado Focus indicou manutenção nas projeções de atividade para 2017 e leve piora para 2018. Pelo documento divulgado hoje, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 seguiu com alta de 0,50%. Há um mês, a perspectiva era de avanço de 0,58%.

Para 2018, o mercado reduziu a previsão de alta de 2,30% para avanço de 2,20% no PIB. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,30%.

Na semana passada, o Banco Central reduziu a taxa básica de juros, a Selic, de 13,75% para 13,00% ao ano. Uma das principais justificativas para o corte de 0,75 ponto porcentual foi a atividade econômica, que está "aquém do esperado". Na sexta-feira, o BC informou que o IBC-Br subiu 0,20% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal. No acumulado de 2016 até novembro, porém, a atividade cai 4,59%, conforme o IBC-Br.

No último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado no fim de dezembro, o BC projetou recuo de 3,3% do PIB em 2016 e avanço de 0,8% para 2017. Já o Ministério da Fazenda trabalha com estimativa de crescimento de 1,0% para este ano.

No relatório Focus de hoje, as projeções para a produção industrial indicaram um cenário de leve recuperação neste e no próximo ano. O avanço projetado para 2017 seguiu em 1,00%. Há um mês, estava em 0,75%. No caso de 2018, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 2,10%, mesmo porcentual de quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2017 foi de 50,67% para 50,82% no Focus. Há um mês, estava em 50,75%. Para 2018, as expectativas no boletim Focus foram de 54,30% para 54,75%, ante projeção apontada um mês atrás de 55,35%.


O gráfico diário do Ibovespa mostra um movimento forte de alta iniciado dia 22/12/2016, praticamente em linha reta.

O caminho mais natural seria uma correção de preços.

Temos um sinal de topo deixado no pregão de sexta-feira, um harami.

Como o movimento de compra foi muito forte, somente a perda do último topo seria um sinal forte de baixa no curto prazo, no caso 62.935.

Bons negócios!


Wagner Caetano 
Diretor Top Traders

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

A Bovespa em 2016


O principal índice da nossa bolsa avançou 39% no ano de 2016.

Esse número, isolado, indica um sucesso extraordinário. Mas, como toda média, o número esconde alguns insucessos e alguns sucessos bem mais expressivos.

E o Índice Bovespa, o nosso popular IBOV, é uma média. Uma média ponderada, com pesos maiores para as ações mais negociadas. Hoje é composto por 59 ações, com pesos de 1% a 10%.

Entre essas ações - apelidadas Blue Chips em analogia às fichas mais valiosas de jogos de cartas - 47 se valorizaram no ano, 5 permaneceram em torno do mesmo preço, e 6 perderam valor. A maior valorização chegou a quase 300% com a Eletrobras e a maior queda ficou para Embraer com quase 50%.


Principais ações da Bolsa em 2016
Clique para ampliar

O caminho para a valorização deste ano não foi suave. O tombo iniciado com a eleição presidencial continuou forte até o final de janeiro, seguido de recuperação em duas ou três ondas até o topo no final de outubro - com ganho total de 73%. A acomodação no final do ano, com queda de 10%, fechou a conta nos 39%.


Maior valorização de 2016 chegou a 73%
Clique para ampliar

Considerando-se todas as 420 ações negociadas no ano, 257 ganharam e 54 ficaram em torno dos preços com que começaram o ano. Perderam preço 108 - a maioria entre 10% e 30% - e mais de 100 estiveram listadas mas não foram negociadas.


Quadro de todas as 500 ações da bolsa
Clique para ampliar

As informações são das Ferramentas de Topologia do Cartezyan.

Equipe Cartezyan
02/01/2017