segunda-feira, 10 de outubro de 2016

PEC do teto de gastos em pauta


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em direções mistas.

China +1,45% e Japão -0,23%.

Velho mundo inicia a semana em terreno positivo.

Londres +0,27%; Frankfurt +0,87%; Paris +0,56%.

Os futuros de petróleo ensaiam uma recuperação nesta manhã, após operarem em baixa durante a madrugada, em meio a dúvidas sobre avanços nas negociações para um acordo que leve a cortes na produção, durante uma conferência nesta semana.

Às 9h04 (de Brasília), o Brent para dezembro subia 1,06% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 52,48 por barril, enquanto o WTI para novembro avançava 0,78% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 50,20 por barril.

Analistas preveem que o petróleo ficará volátil nos próximos dias, em meio a uma conferência de energia que está em andamento em Istambul. A reunião é importante porque integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) vão tentar convencer produtores de fora do cartel, como Rússia e Noruega, a aderir a esforços de reduzir a produção da commodity.

Segundo o Morgan Stanley, é improvável que a Rússia coopere e os ministros de petróleo do Irã e do Iraque não estão participando do evento na cidade turca.

Os mercados locais começam o dia atentos à força-tarefa montada por Michel Temer para garantir no Congresso a aprovação da PEC 241, que estabelece um teto para os gastos públicos. 

O presidente conseguiu reunir ontem, em jantar no Palácio da Alvorada, 420 pessoas, dos quais 210 eram deputados e senadores. O secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida, que participou do encontro, disse hoje que sua percepção é a de que "hoje o governo tem mais votos do que o necessário para aprovar a PEC". Antes do evento, Temer chegou a ligar pessoalmente para vários deputados indecisos. Mais cedo, o presidente já tinha participado de almoço com líderes da base aliada para discutir a matéria.

A intenção do governo é que a proposta seja aprovada hoje no plenário da Câmara. Em meio ao esforço do Planalto, há também um ruído, que o governo já tentou abafar no fim de semana. É que na sexta-feira, a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou ao Congresso uma nota técnica pedindo o arquivamento ou a alteração do texto da PEC 241, afirmando que a matéria é inconstitucional e ameaça as ações de combate à corrupção no País.

Clique para ampliar

O consenso de mercado aponta para 62.300 como alvo do Ibovespa.

Esse ano sempre que algo foi muito óbvio o movimento foi contrário, como os dois OCO's e o diamante.

Somente a perda de 60.310, em fechamento, seria um sinal de venda, apontando topo e queda no curto prazo, pois o movimento seria interpretado como rompimento falso.

Bons negócios!

Wagner Caetano, para a TopTraders e para o Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário