quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Câmara aprova projeto do Pré-Sal


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam com valorização.

China +0,21% e Japão +0,47%.

Europa opera sem direção única.

Londres +0,03%; Frankfurt -0,31%; Paris -0,18%.

Os dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) advertiram em sua reunião de setembro para os "crescentes desafios" em obter bônus para o programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) da instituição. Além disso, o BCE sinalizou que o programa de estímulos poderia ser expandido novamente.

O programa conhecido pela sigla de QE, por meio do qual o BCE compra 80 bilhões de euros ao mês principalmente de dívida de governos, tem prazo previsto para acabar em março. O presidente do BCE, Mario Draghi, disse após a reunião de setembro que a equipe revisaria os parâmetros da iniciativa, a fim de garantir que o BCE não fique sem bônus para comprar. A ata da última reunião, publicada nesta quinta-feira, mostrou que as projeções de crescimento refletem a expectativa do mercado de mais medidas do BCE.

O petróleo Brent avança 0,83%, a US$ 52,29 por barril, na ICE, enquanto o WTI sobe 0,78%, a US$ 50,22 por barril, na Nymex.

Dow Jones futuro cai 0,17%; Nasdaq recua 0,18%; S&P 500 tem baixa de 0,20%.

Os pedidos de auxílio desemprego caíram 5 mil, para 249 mil na semana; previsão 255 mil, menor nível desde meados de abril.

O minério de ferro com pureza de 62%, entregue no porto de Tianjin, fechou hoje estável em US$ 54,5 a tonelada seca no mercado à vista, de acordo com dados do The Steel Index. O insumo com teor de concentração de 62% de ferro e de 2% de alumínio, cotado no porto de Qingdao, também encerrou estável em US$ 54,9 a tonelada seca.

Na China, os mercados permaneceram fechados em meio ao feriado conhecido como "Semana Dourada". 

A Câmara aprovou ontem à noite o texto principal do projeto de lei que retira da Petrobras a obrigação de ter que investir nos campos do pré-sal. A decisão ocorreu após mais de seis horas de discussão entre a base aliada e a oposição, que recorreu a inúmeras manobras protelatórias para tentar impedir a apreciação da proposta. Foram 292 votos a favor do projeto de lei, 101 contra e uma abstenção.

O projeto, que conta com o apoio da atual diretoria da Petrobras e do governo, prevê que a estatal tenha o direito de escolher em quais campos de petróleo do pré-sal deverá investir. Pela legislação atual, a Petrobras atua como operadora única dos campos de pré-sal, com uma participação mínima de 30% nos consórcios. Agora, a empresa passar a ter o direito de abrir mão de campos que não julgar interessantes economicamente.


O gráfico diário do Ibovespa mostra uma movimentação de alta no pregão de ontem, deixando para trás a LTB que é parte integrante do diamante.

Ultimamente temos muitos movimentos falsos, sendo que o pregão de hoje será importante para mensurar a força do desdobramento, uma vez que estamos na região de máxima do ano, onde haverá forte resistência.

Bons negócios!

Wagner Caetano

Nenhum comentário:

Postar um comentário