sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Relatório de emprego no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em direções mistas.

China +0,13% e Japão -0,01%.

Velho mundo opera em alta.

Londres +0,88%; Frankfurt +0,12%; Paris +1,12%.

Nos EUA, a economia criou 151 mil empregos em agosto; previsão +180 mil.

A taxa de desemprego ficou em 4,9%; previsão 4,8%.

Cobre tem alta de 0,67%, na Comex.

Petróleo Brent ganha 2,16%, a US$ 46,43 por barril, na ICE, enquanto o WTI avança 2,06%, a US$ 44,06 por barril, na Nymex.

O presidente Michel Temer disse estar acostumado a "pequenos embaraços" como a mais recente crise em sua base parlamentar, provocada pela manobra que permitiu a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, essa questão acabará sendo decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF). "Ela sai do plano exclusivamente político para um quadro de avaliação de natureza jurídica, o que convém às instituições brasileiras", afirmou.

A nova crise na base aliada abala a mensagem de estabilidade política que o presidente pretende transmitir a investidores em sua primeira viagem internacional. "Ontem mesmo, antes de sair de lá, eu falei com companheiros do PMDB, do PSDB, do DEM e essa questão toda estará superada. Não se tratou de uma manobra, mas de uma decisão que se tomou."

O Senado enviou a comunicação oficial do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes, despachou o documento ao corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Herman Benjamin. Com a notificação, o TSE deve debater agora o que fazer com as ações que tramitam na Corte e têm Dilma como alvo.

O relator das ações é Benjamin, responsável pelas quatro investigações que pedem a cassação da chapa formada por Dilma e pelo atual presidente da República e então vice, Michel Temer. As ações foram propostas pelo PSDB entre o final de 2014 e início de 2015, após a derrota dos tucanos na disputa presidencial. Os tucanos alegaram que houve abuso de poder político e econômico na campanha que elegeu Dilma e Temer.

Com a cassação do mandato de Dilma em razão do impeachment, o Tribunal precisa decidir o que acontece com as investigações a partir de agora. A defesa do presidente Michel Temer chegou a pedir, no início do ano, a separação da situação dele da investigação relacionada à campanha petista.

A Corte eleitoral precisa definir se os processos continuam a existir após o impeachment de Dilma ou se perdem o objeto. Se avaliarem que as investigações sobrevivem mesmo após a condenação da petista, ainda precisam decidir se Dilma e Temer devem ser investigados em conjunto.

O TSE finalizou recentemente a fase de perícias em documentos de empresas que prestaram serviços à campanha presidencial. O laudo indicou irregularidades contábeis. Agora, o processo entra na fase de oitiva de testemunhas. Ao menos dez pessoas, incluindo delatores da Operação Lava Jato, vão prestar depoimento para a Justiça Eleitoral. 

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa apresenta um movimento de curto prazo de contração, com redução de volatilidade.

Em breve deveremos ter um rumo para os negócios, melhor definido e consistente.

A perda de 57.260 acionaria um pivô de baixa.

Um fechamento firme acima de 58.950 atrairia compradores

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan
TopTraders
contato@toptraders.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário