quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Governo vence no Senado e perde na Câmara


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em baixa.

China -0,23% e Japão -0,18%.

Europa tem o mesmo viés.

Londres -0,14%; Frankfurt -0,22%; Paris -0,16%.

O cobre tem alta de 2,28%, na Comex.

O petróleo Brent recua 0,13%, a US$ 44,92 por barril, na ICE, enquanto o WTI tem queda de 0,44%, a US$ 42,58 por barril, na Nymex.

O preço do minério de ferro no porto de Tianjin, na China, com pureza de 62%, caiu 1,1% no mercado à vista e foi a US$ 60,7 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index. Já o minério com teor de concentração de 62% de ferro e de 2% de alumínio no porto de Qingdao foi a US$ 61 a tonelada seca, também queda de 1,1%.

O plenário do Senado decidiu na madrugada desta quarta-feira, 10, dar continuidade ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Por 59 votos a favor e 21 contra, a Casa aprovou parecer da Comissão Especial de Impeachment, tornando-a, com isso, ré no processo. A decisão abre caminho para que ela seja julgada por crime de responsabilidade.

A definição se deu após quase 16 horas de sessão, na qual 48 senadores discursaram. O número de congressistas que votaram contra Dilma foi maior que o necessário para aprovar o afastamento definitivo dela - são necessários no mínimo 54 na fase final. Não houve abstenção.

A Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira, 10, o texto-base do projeto de Lei que trata da renegociação da dívida dos Estados com a União. O texto foi aprovado por 282 votos a 140. Houve ainda duas abstenções. Neste momento, parlamentares votam emendas e destaques à proposta.

A aprovação do texto-base selou a derrota do governo do presidente em exercício Michel Temer, em especial do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Isso porque o projeto foi aprovado sem o trecho que proibia a concessão de aumentos acima da inflação a servidores estaduais por dois anos, considerado "inegociável" pelo ministro até então.

A retirada do trecho foi anunciada pelo relator da matéria, deputado Esperidião Amin (PP-SC), antes do início da votação. De acordo com ele, Temer autorizou a mudança em conversa por telefone durante a discussão da proposta em plenário. A alteração era defendida por líderes da base aliada e pela oposição e ajudou a viabilizar a aprovação do projeto.

O veto à realização de concursos estaduais por dois anos, outra contrapartida que havia sido mencionada por Meirelles, já havia ficado fora do texto apresentado pelo relator. A Fazenda argumentou, porém, que a proibição estava"implícita" na instituição de um teto de gastos, que na prática inviabiliza novas contratações.

O Ibovespa tem novo movimento travado e lateral, com perda de volume.


Clique para ampliar

O benchmark mostra cansaço, sem forças para alçar novos vôos, mas também sem drivers para gerar uma correção de preços.



Clique para ampliar

Ontem tivemos a máxima intraday do ano, relevante sombra superior e um candle que indica baixa (doji lápide).

Com o minério e petróleo patinando, se no exterior corrigir, aqui poderá seguir a mesma toada, pois a votação do Impeachment no Senado era amplamente esperada, enquanto na Câmara a aprovação, sem o trecho que proibia a concessão de aumentos acima da inflação a servidores estaduais por dois anos, considerado "inegociável" pelo ministro até então, como citado acima, não estava nos planos.

Bons negócios!

Wagner Caetano
contato@toptraders.com.br
wagner@cartezyan.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário