quarta-feira, 17 de agosto de 2016

FED no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,02% e Japão +0,90%.

Velho mundo tem sinal de correção nas principais bolsas.

Londres -0,32%; Frankfurt -1,03%; Paris -0,63%.

Petróleo opera em queda de 0,30%, a US$ 46,44 por barril, na Nymex, enquanto o Brent sobe 0,14%, a US$ 49,30 por barril, na ICE.

O minério de ferro entregue no Porto de Tianjin, na China, caiu hoje no mercado à vista 1,1%, cotado em US$ 61,1 a tonelada seca, considerando o minério com pureza de 62%, de acordo com dados do The Steel Index. Já no Porto de Qingdao o insumo com teor de concentração de ferro de 62% e de 2% de alumínio caiu 1,1%, indo a US$ 61,3 a tonelada. 

O presidente em exercício, Michel Temer, informou aos governadores que participaram do encontro no Palácio do Planalto na tarde de ontem que já pediu para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, estuda conceder eventuais compensações na discussão do projeto de renegociação das dívidas dos Estados com a União. Segundo uma autoridade presente ao encontro, ele indicou que está sensível com as demandas de governadores que não foram os principais beneficiários com a proposta, que é o caso dos representantes do Norte e do Nordeste.

Indicadores mistos nos EUA elevam a expectativa para a ata do FED (15h), quando NY balança em suas apostas sobre o timing do aumento do juro, com forte influência para os emergentes e o dólar.

Clique para expandir

O gráfico diário do Ibovespa mostra um sinal de topo no diário.

Podemos interpretar como um harami.

A sessão de hoje será decisiva, indicando o rumo do mercado para os próximos dias.

A perda de 58.575, em fechamento, indicaria coreção rumo a 57.605.

Bons negócios e até amanhã!

Wagner Caetano 
Top Traders / Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário