segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Dados da China e relatório Focus no radar


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,87% e Japão +0,40%.

Europa segue o mesmo caminho, porém o viés é de baixa.

Londres -0,29%; Frankfurt +0,04%; Paris -0,51%.

Petróleo WTI recua 0,72%, a US$ 41,30 por barril, na Nymex, enquanto o Brent cai 0,80%, a US$ 0,80%, a US$ 43,18 por barril, na ICE.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China caiu para 49,9 em julho, de 50,0 em junho, segundo dados oficiais.  A leitura abaixo de 50,0 sugere que a atividade industrial chinesa voltou a se contrair no mês passado. 

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China subiu para 50,6 em julho, de 48,6 em junho, segundo pesquisa da Caixin Media em parceria com a Markit Economics. A leitura acima da marca de 50,0 indica que o setor industrial do gigante asiático voltou a se expandir no mês passado.

O levantamento da Caixin/Markit usa metodologia diferente da pesquisa oficial da China, que mostrou queda no PMI industrial, de 50,0 em junho para 49,9 em julho. 

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços da China subiu para 53,9 em julho, de 53,7 em junho, segundo dados oficiais. O avanço do PMI acima da marca de 50,0 indica expansão da atividade de serviços em ritmo um pouco mais forte. 

As projeções do mercado financeiro para a inflação do ano que vem caíram pela quarta semana consecutiva no Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco pelo Banco Central (BC). De acordo com o documento, a mediana para 2017 saiu de 5,29% para 5,20%. Há um mês estava em 5,43%. Para o IPCA deste ano, as estimativas ficaram congeladas em 7,21% de uma semana para outra - a taxa estava em 7,27% quatro semanas atrás.

A meta de inflação deste e do próximo ano é de 4,50%, com tolerância de 2 pontos porcentuais em 2016 e de 1,5 ponto porcentual em 2017. O mesmo limite de 1,5 ponto foi determinado para 2018.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o benchmark inclinado para a compra, após alguma correção intradiária semana passada.


Acima de 57.380 poderá puxar até a 57.605, onde encontrará barreira.

Se entrar em queda deverá ser uma correção rápida ao longo da semana, capaz de trazer novos investidores que esperam descontos para entrrar na pontas compradora ou fortalecer posições.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Diretor da TopTraders e do Cartezyan


Nenhum comentário:

Postar um comentário