segunda-feira, 13 de junho de 2016

Red Monday?


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em baixa importante.

China -3,21% e Japão -3,51%.

Velho mundo opera no vermelho.

Londres -0,67%; Frankfurt -1,26%; Paris -1,23%.

O preço do minério de ferro teve queda de 0,6% no mercado à vista chinês, cotado a US$ 51,8 por tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index. Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China. 

Os preços do cobre operam em alta nesta segunda-feira apoiados por um dólar mais fraco e expectativas de mais estímulos na China.

Na London Metal Exchange (LME), o cobre para três meses operava em alta de 0,40%, a US$ 4.534 por tonelada, por volta das 9h (de Brasília).

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre para julho subia 0,37%, para US$ 2,0380 por libra-peso, às 8h58.

A produção industrial da China subiu 6,0% em maio ante o mesmo mês do ano passado, o mesmo porcentual observado em abril, de acordo com dados divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas, na noite de domingo.

O dado ficou em linha com a previsão média de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. A produção industrial chinesa avançou 0,45% em maio ante abril, na comparação com o aumento mensal de 0,47% verificado no mês anterior.

Os investimentos em ativos fixos em áreas urbanas da China subiram 9,6% no ano, no período de janeiro a maio, em comparação com o aumento de 10,5% nos primeiros quatro meses do ano.

A alta ficou abaixo da prevista por analistas, de crescimento de 10,4%.

Já as vendas no varejo subiram 10,0% em maio ante o mesmo mês do ano passado, desacelerando de um crescimento de 10,1% em abril.

Os economistas esperavam uma alta de 10,1% em maio.

Em termos mensais, as vendas no varejo subiram 0,76% em maio ante abril, abaixo do avanço de 0,80% no mês anterior. 

O petróleo recua 1,28%, a US$ 48,44 por barril, na Nymex, enquanto cai 1,07%, a US$ 50,00 por barril, na ICE.

O relatório Focus aponta retração do PIB de 3,71% para 3,60% em 2016 e alta do PIB de 0,85% para 1% em 2017.

Após a baixa firme de sexta-feira, o mercado terá chances de repique nesse início de semana.


A retração de Fibonacci aos 49.240 é candidata e suporte no gráfico diário.


Bons negócios e até amanhã! 

Wagner Caetano

Diretor da TopTraders e do Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário