quinta-feira, 2 de junho de 2016

Plenário da Câmara aprova DRU


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China +0,40% e Japão -2,32%.

Europa tem viés comprador.

Londres +0,34%; Frankfurt +0,28%; Paris + 0,15%.

O petróleo Brent sobe 0,34%, a US$ 49,89 por barril, na ICE, enquanto o WTI avança 0,31%, a US$ 49,16 por barril, na Nymex.

Bancos europeus não acreditam em mudanças do BCE, às 8h45.

Dragui fala às 9h30.

Mas zona do euro e EUA esperam com maior ansiedade a reunião da OPEP hoje para analisar um teto para a produção, que teria impacto sobre o petróleo e as apostas ao Fed.

Aqui, Temer aprova a DRU com ampla maioria na Câmara, mas antes apoiou um pacote de aumentos do funcionalismo público, que pode custar mais de R$ 60 bilhões até 2019.

A DRU é um mecanismo que dá mais liberdade ao governo no uso das receitas obtidas por meio de tributos federais vinculados por lei a fundos ou despesas. Na prática, permite à União aplicar os recursos destinados por lei a áreas como educação, saúde e previdência social em qualquer despesa considerada prioritária e na formação de superávit primário, desde que respeitando os gastos mínimos constitucionais exigidos para cada área.

A PEC tinha sido aprovada na comissão especial da Câmara que analisava o mérito da matéria na manhã desta quarta-feira.

O governo só conseguiu levar a proposta ao plenário da Casa horas depois, após aprovar, em votação simbólica, requerimento de quebra de interstício, para não precisar esperar o prazo regimental de duas sessões plenárias exigido entre a aprovação na comissão e a votação em plenário.

O gráfico diário do Ibovespa mostrou reação dos touros em uma região importante.

O suporte na região de 48.700, outrora perdido, foi testado e rompido, indicando uma possível penetração falsa dessa região.


Se hoje a sessão for positiva, com inclinação e rompimento da média móvel exponencial de 5 períodos, projeta 49.750 para o curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Diretor da TopTraders e do Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário