terça-feira, 10 de maio de 2016

Impeachment no radar


Olá Investidor!

Mercado asiático fechou em alta.

China +0,02% e Japão +2,15%.

Velho continente tem a compra dominante, mas sem força.

Londres +0,32%; Frankfurt +0,45%; Paris +0,30%.

O minério de ferro caiu 2,5% na China, fechando cotado a US$ 54,2 a tonelada.

Os contratos futuros do cobre operam em leve alta nesta terça-feira, após dados de inflação melhores do que o esperado na China terem aumentado o apetite do investidor.

A China é a maior consumidora do metal do mundo e indicadores econômicos melhores do que o previsto tendem a beneficiar o metal.

Às 8h15 (de Brasília), o cobre para três meses operava em alta de 0,2%, a US$ 4.693 a tonelada, na London Metal Exchange (LME), após atingir mais cedo o menor patamar em um mês, a US$ 4.677 a tonelada. Às 8h47, o cobre para julho avançava de 0,19%, a US$ 2,1105 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

O índice de preços ao produtor (PPI) da China diminuiu 3,4% em abril ante o ano anterior, mostraram dados oficiais, mas o resultado foi melhor do que a previsão dos economistas, de queda de 3,8%.

Enquanto isso, a taxa de inflação ao consumidor da China manteve-se estável em 2,3% em abril pelo segundo mês consecutivo.

O resultado ficou abaixo da meta de 3% de inflação este ano em Pequim, deixando espaço para o banco central afrouxar a política monetária ainda mais em meio a uma contínua desaceleração no crescimento.

O petróleo Brent avança 1,03% na ICE, enquanto o WTI cai 0,09% na Nymex.

A Executiva Nacional do PP pretende manter a decisão de aprovar na tarde desta terça-feira a suspensão cautelar (temporária) do presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), mesmo após o deputado ter revogado ato em que anulou a sessão na qual a Câmara aprovou o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Da mesma forma, a bancada do PP na Câmara também não deve voltar atrás da decisão de fechar questão a favor da expulsão definitiva do parlamentar maranhense da sigla.

De acordo com o líder da legenda na Casa, deputado Aguinaldo Ribeiro (PB), a reunião em que a questão será definida está mantida para às 10 horas desta terça-feira.

Depois das reações contrárias a ele anunciadas ao longo desta segunda-feira, Waldir Maranhão decidiu revogar no início da madrugada desta terça-feira o ato assinado por ele próprio na manhã anterior, em que tinha anulado a sessão do impeachment na Câmara.

No ato de revogação, ele não apresentou nenhuma justificativa para a decisão.


O gráfico diário do Ibovespa mostra que o benchmark tocou a LTA destacada em vermelho, um desdobramento relevante.

Apesar da maré ser de baixa, se entrar compra com volume importante entre hoje e amanhã poderemos ter um repique de curto prazo, quem sabe uma reversão.

Por outro lado, as médias móveis estão em ponto de cruzamento para baixa, o que seria confirmado se a sessão de hoje for fraca e houver pressão vendedora.

Bons negócios e até amanhã!

Wagner Caetano


Diretor da TopTraders e do Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário