sexta-feira, 8 de abril de 2016

Janot impulsiona o mercado futuro


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

China -0,78% e Japão +0,46%.

Na Europa temos a compra dominante.

Londres +0,91%; Frankfurt +1,22%; Paris +1,37%.

Dow Jones futuro sobe 0,61%; S&P 500 avança 0,71%; Nasdaq ganha 0,70%.

O petróleo Brent avança 4,54% na ICE, enquanto o WTI sobe 5,02% na Nymex.

O preço do minério de ferro caiu 0,9% no mercado à vista chinês e foi a US$ 53,3 a tonelada, segundo dados do The Steel Index. Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China. 

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou março com alta de 0,43%, ante uma variação de 0,90% em fevereiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Com o resultado, a taxa acumulada em 12 meses ficou em 9,39%, ainda muito acima do teto da meta estipulada pelo governo, de 6,5%.

No ano, o IPCA acumula alta de 2,62%.

Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mudou de opinião sobre a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, agora, se mostra favorável à anulação da sua nomeação como ministro-chefe da Casa Civil.

O parecer foi enviado ontem ao ministro Gilmar Mendes, relator da ação que suspendeu a nomeação do ex-presidente como ministro.

O mérito do caso deverá ser levado para julgamento em plenário do Supremo.

"O decreto de nomeação, sob ótica apenas formal, não contém vício. Reveste-se de aparência de legalidade. Há, contudo, que se verificar se o ato administrativo foi praticado com desvio de finalidade - já que esse é o fundamento central das impetrações -, e ato maculado por desvio de poder quase sempre ostenta aparência de legalidade, pois o desvio opera por dissimulação das reais intenções do agente que o pratica", escreve Janot.


Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa apontava um teste da LTA destacada em azul na imagem.

Uma vez que o índice futuro opera em forte alta, devera romper, logo após a abertura, a tríplice resistência formada pelas médias móveis e por 48.745.

O alvo será 49.750, onde o desafio será uma consolidação acima desse ponto.

Se fraquejar e voltar a cair no intraday, a alta terá sido vôo de galinha.


Intraday de ontem do IBOVESPA. Clique para ampliar.

O fechamento de hoje será crucial para projeções de curto prazo.

Bons negócios!

Wagner Caetano

Diretor da TopTraders e do Cartezyan



Nenhum comentário:

Postar um comentário