sexta-feira, 22 de abril de 2016

Dilma em Nova York


Bom dia investidor!

Bolsas asiáticas fecharam sem direção única.

Praças menores tiverem queda, enquanto a China subiu +0,22% e o Japão +1,20%.

Velho mundo com viés de baixa.

Londres -1,04%; Frankfurt -0,46%; Paris -0,30%.

Futuros norte-americanos perto da estabilidade.

Petróleo Brent sobe 0,22% (US$ 44,63) e o WTI avança 0,37% (US$ 43,34).

Cobre tem valorização de 0,22% na Comex.

Os jornais estrangeiros se tornaram o novo palco do embate entre a presidente, Dilma Rousseff (PT), e o vice, Michel Temer (PMDB).

Poucos dias após a petista denunciar o "golpe de Estado em curso" no Brasil a estrangeiros, o peemedebista usou entrevistas a veículos internacionais, como o Wall Street Journal e o Financial Times, para defender a constitucionalidade do processo de impeachment.

O pano de fundo é a viagem de Dilma aos Estados Unidos, onde deve reforçar o argumento de que a democracia nacional está em perigo em discurso nas Nações Unidas.

Enquanto isso, o já presidente interino se defende das acusações enquanto articula uma possível equipe ministerial. 

Clique para ampliar

O Ibovespa tem um sinal de topo: homem enforcado.

Com a desvalorização das ADR's brasileiras negociadas em Nova York na sessão de ontem durante o feriado de Tiradentes, o pregão de hoje tende a ser de ajustes, com correção técnica.

O primeiro suporte para o movimento seria o topo anterior: 52.260.


Bons negócios!

Wagner Caetano



Diretor da TopTraders e do Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário