segunda-feira, 21 de março de 2016

Política e China no radar

Olá Investidor!

Bolsas asiáticas fecharam em direções mistas.

China +2,15% e Japão -1,25%.

As importações de petróleo chinesas atingiram nova máxima em fevereiro, já que as refinarias do país continuaram a aproveitar o prolongado período de preços baixos da commodity.

A Administração Geral da Alfândega da China confirmou nesta segunda-feira que as importações de petróleo aumentaram 24,4% no ano em fevereiro, para 31,8 milhões de toneladas, o equivalente a cerca de 8 milhões de barris por dia, o maior patamar diário já registrado pelo país.

Europa no vermelho.

Londres -0,36%; Frankfurt -0,07%; Paris -0,63%.

O minério de ferro iniciou a semana com valorização de 3%, a US$ 58 a tonelada na China.

O petróleo WTI avança 0,46% na Nymex e o petróleo Brent sobe 0,63% na ICE.

Futuros norte-americanos operam em leve queda.

O mercado financeiro manteve nesta semana a expectativa de que a taxa básica de juros da economia sofrerá corte apenas em janeiro do ano que vem, segundo abertura do Relatório de Mercado Focus, apresentado há pouco. 

Assim como no documento passado, a projeção aponta para um corte de 0,50 ponto porcentual, levando a taxa atual de 14,25% ao ano para 13,75% a.a.

A continuidade da redução, antes projetada para março do ano que vem, foi antecipada para fevereiro, agora com uma taxa de 13,50% a.a.


A expectativa é que a Selic continue caindo até 12,75% a.a. em maio, repetindo o valor em junho e voltando a cair, até atingir 12,25% a.a. em setembro. 

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e juristas entraram com um habeas corpus neste domingo, 20, no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do ministro Gilmar Mendes sobre o petista na Casa Civil do Governo Dilma.

O ministro suspendeu a nomeação de Lula para a pasta e determinou o retorno do inquérito envolvendo o ex-presidente para o juiz Sérgio Moro, que conduz as ações penais da Operação Lava Jato na 1ª instância.

A defesa alega que a decisão de Mendes é nula, pois caberia ao Ministro Teori Zavascki, como relator prevento, examinar a decisão do Juiz Sérgio Moro de remeter os processos ao STF.

Além disso, argumentam que Gilmar Mendes já havia se manifestado sobre o assunto fora dos autos, com prejulgamento da causa.

"A ação pede ao STF que suspenda do trecho da decisão de Gilmar Mendes que determinou o retorno das ações ao Juiz Sergio Moro, apontada a relevância dos fundamentos e, ainda, o fato de Lula já haver sido vítima de arbitrariedades praticadas pela 13a. Vara Federal Criminal de Curitiba", informou nota divulgada pela defesa do petista.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o benchmark em uma região de forte resistência.

Um fechamento acima de 50.895 seria um sinal positivo, enquanto se ocorrer abaixo de 50.165 negativo.

Bons negócios e até amanhã!

Wagner Caetano
Cartezyan
Top Traders

Nenhum comentário:

Postar um comentário