segunda-feira, 28 de março de 2016

PMDB em destaque


Bom dia investidor!

Na Ásia tivemos fechamentos sem direção única. China - 0,73% e Japão +0,77%.

No velho continente as bolsas permanecem fechadas.

O petróleo Brent cai 0,02% na ICE, enquanto o WTI sobe 0,41% na Nymex.

O Cobre para maio sobe 0,07% na Comex.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos avançou 1,4% na taxa anualizada do quarto trimestre de 2015, informou nesta sexta-feira o Departamento do Comércio.

O número divulgado é a leitura final e representa uma revisão para cima ante a estimativa anterior de uma alta de 1,0%.

Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam que o avanço do PIB no período se mantivesse em 1,0%.

Animados com o apoio do PMDB do Rio, os aliados do vice-presidente Michel Temer já apostam em uma vitória arrebatadora na votação do diretório nacional do partido marcado para terça-feira (29).

Agora, tentam negociar com a ala governista uma unanimidade em favor do rompimento com o governo.

O encontro da sigla deve aprovar a entrega de cargos à presidente Dilma Rousseff, a começar pelos sete ministérios que o partido comanda.

Temer chegou ontem à noite a Brasília para uma série de reuniões para combater focos de resistência governista.

Para o vice-presidente, alcançar a unanimidade é importante para sinalizar politicamente que o PMDB está unido em torno dele e de seu eventual governo. Ele cogita inclusive presidir o encontro se sentir que pode transformá-lo num ato político a favor de sua chegada ao comando do País, aprovando o rompimento por aclamação.

A agência de classificação de risco Moody's afirmou, em nota divulgada nesta sexta-feira, que a "forte contração" da economia brasileira e a rigidez nos gastos públicos pressionam os ratings do Brasil.

De acordo com a agência, isso ocorre apesar de uma economia "grande e diversificada".

A Moody's atualmente qualifica o rating do Brasil como Ba2, com perspectiva negativa. A agência rebaixou a nota do País em dois degraus de uma vez em 24 de fevereiro.

Na ocasião, a Moody's mencionou a deterioração nos indicadores de dívida do governo, diante de um quadro de uma economia fraca e de um "ambiente político desafiador".

O gráfico diário do Ibovespa mostra uma sessão de recuperação na sexta-feira, deixando uma longa sombra inferior.

Pelo menos o início da sessão deverá ser de alta, com rompimento de 49.750.
O desafio será também romper e consolidar acima de 50.165.

Bons negócios!

Wagner Caetano

Diretor da TopTraders e do Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário