sexta-feira, 11 de março de 2016

Green Friday


Bom dia investidor!

Ásia fechou em alta generalizada. China +0,20% e Japão +0,51%.

A China atraiu 141,88 bilhões de yuans (US$ 22,52 bilhões) em investimento estrangeiro direto (IED) no primeiro bimestre do ano, 2,7% mais que em igual período de 2015, segundo dados do Ministério de Comércio chinês.

Apenas no setor de serviços, o IED avançou 5,7% na mesma comparação, a 89,16 bilhões de yuans, informou o ministério, em comunicado divulgado em sua página na internet. 

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) voltou hoje a orientar o yuan para cima em relação ao dólar, por meio da taxa de paridade que baliza os negócios no câmbio, um dia após o Banco Central Europeu (BCE) anunciar um agressivo pacote de medidas de estímulos.

Nas duas sessões anteriores, o PBoC havia guiado a moeda chinesa para baixo.

O PBoC estabeleceu a taxa desta sexta-feira em 6,4905 yuans por dólar, ante 6,5127 yuans/dólar ontem, representando valorização de 0,34% da divisa chinesa, no maior ajuste para cima do yuan neste ano.

Nos negócios de ontem, o yuan fechou em baixa frente ao dólar pelo segundo dia consecutivo, seguindo a orientação do PBoC. 

No velho continente a compra prevalece. Figuras de alta despontam em praças importantes, como Frankfurt (DAX), onde temos o esboço de um ombro-cabeça-ombro-invertido.

Londres +1,69%; Frankfurt +2,74%; Paris +2,93%.

Dow Jones futuro sobe 0,96%; S&P 500 avança 1,07%; Nasdaq ganha 1,30%.

Cobre opera com valorização de 1,04% na Comex.

Petróleo WTI sobe 2,48% na Nymex, cotado a US$ 38,78 por barril, enquanto na ICE o Brent avança 2,07%, cotado a US$ 40,88.

O pedido de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinado por promotores do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), assim como a denúncia feita ontem, tem um caráter político e foi vista como "frágil", pelo Palácio do Planalto.

Segundo interlocutores da presidente Dilma Rousseff o pedido às vésperas das manifestações contrárias ao governo, marcadas para o próximo domingo, 13, é "estranho" e "tem segundas intenções".

A possibilidade de Lula assumir um ministério em Brasília também teria contribuído para a reação "de guerra política" da Justiça de São Paulo.

A avaliação agora, segundo fontes que têm insistido para que Lula aceite um cargo no governo, é que a decisão do MP-SP poderia ajudar a acelerar esse processo para evitar uma possível prisão do ex-presidente, já que ele passaria a ter foro privilegiado.

Apesar disso, Lula ainda tem mostrado resistência à ideia de voltar a ocupar um lugar no Planalto.

O pedido de prisão do MP-SP já foi distribuído para a juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Criminal da Justiça. A juíza não tem prazo para tomar a decisão. 

A Promotoria sustenta que o petista cometeu os crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica ao supostamente ocultar a propriedade do imóvel - oficialmente registrado em nome da OAS.

A acusação tem base em longa investigação realizada pelos promotores Cássio Conserino e José Carlos Blat.


CLIQUE PARA AMPLIAR

O gráfico diário do Ibovespa mostra que o benchmark continua preso entre a região de 50.000 (resistência) e um batalhão de suportes circulados em azul na imagem.

IBOV. DETALHE. CLIQUE PARA AMPLIAR

A sobrecompra é evidente, mas os desdobramentos políticos alimentam a tomada de risco.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan


Nenhum comentário:

Postar um comentário