sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Red Friday?


Bom dia investidor!

Ásia fechou em baixa, com exceção do Japão que valorizou 0,97%. China - 0,61%.

Europa opera em queda generalizada. Londres -0,92%; Frankfurt -1,31%; Paris -1,22%.

Dow Jones futuro cai 0,73%; S&P 500 recua 0,66%; Nasdaq perde 0,77%.

O minério de ferro renovou o preço mais baixo em mais de dez anos e atingiu hoje US$ 37 a tonelada no mercado à vista chinês, após cair 1,3% em relação a ontem, de acordo com dados do The Steel Index.

Na semana o preço acumulou retração de 6,1%. 

Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China.

Mais de 24 horas depois de a Moody's colocar em revisão o rating brasileiro, o Ministério da Fazenda divulgou nota comentando a decisão da agência. 

Em um recado ao Congresso Nacional - e para parte do governo que defende a redução a zero da meta de superávit primário do ano que vem - a Pasta destaca que a Moody's aguardará os desdobramentos da proposta orçamentária de 2016 para conduzir exercícios sobre a trajetória de endividamento, um dos pontos considerados na decisão sobre o rebaixamento da nota brasileira.

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu ontem à noite, numa conversa com representantes da Comissão Mista de Orçamento (CMO), que poderá deixar o governo caso seja a proposta, defendida por uma ala do governo, de reduzir a zero a meta de superávit primário para o próximo ano, fixada por ele em 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB). "Se zerar o superávit, estou fora", disse Levy aos presentes ao encontro.

Ainda com pressa para tentar extinguir o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o governo tem se esforçado para construir um acordo com parlamentares e encurtar o recesso. Oficialmente, deputados e senadores encerram suas atividades no dia 22 de dezembro e retornam apenas no dia 2 de fevereiro.
Ganha força nas tratativas entre governo e parlamentares a proposta do líder do PSD, Rogério Rosso, de um recesso encurtado, com retorno às atividades no dia 11 de janeiro. 


O cenário de queda para hoje no Brasil está óbvio demais.

Quem sabe fechamos no positivo.

Ibovespa entre as duas médias móveis.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário