segunda-feira, 9 de novembro de 2015

China e Relatório Focus no radar


Bom dia investidor!

Estrangeiros iniciam a semana comprados em 119.583 contratos de índice futuro.

Na Ásia as bolsas fecharam em direções mistas. Japão +1,96$ e China +1,58%, enquanto as praças menores registraram queda.

As exportações da China medidas em dólares caíram 6,9% em outubro na comparação com o mesmo período do ano anterior depois de uma queda de 3,7% em setembro, informou hoje a Administração Geral das Alfândegas. A queda foi maior que o esperado por economistas ouvidos pelo Wall Street Journal. As estimativas indicavam recuo de 4,1%. As importações em dólares, por sua vez, recuaram 18,8% em outubro deste ano ante o mesmo mês do ano anterior após uma queda de 20,4% ter sido registrada em setembro na comparação anual. A queda de outubro também foi maior do que as previsões, que indicavam retração de 15%. Com o resultado, o superávit comercial chinês aumentou para US$ 61,64 bilhões ante US$ 60,3 bilhões em setembro, abaixo da média das estimativas, que era de US$ 62,2 bilhões.

O minério de ferro subiu 0,6% na China, fechando cotado a US$ 47,7 a tonelada.

Petróleo opera em leva alta em Londres e Nova York.

Europa majoritariamente em baixa. Londres +0,13%; Frankfurt -0,25%; Paris -0,45%.

A Alemanha teve superávit comercial de 19,4 bilhões de euros (US$ 20,9 bilhões) em setembro, menor que o saldo positivo de agosto, que foi revisado para cima a 19,7 bilhões de euros, segundo dados ajustados por fatores sazonais publicados hoje pela agência de estatísticas do país, a Destatis. O resultado de setembro ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street  Journal, que previam superávit de 20 bilhões de euros.

O Relatório de Mercado Focus trouxe nova rodada de deterioração para o Produto Interno Bruto (PIB) deste e do próximo ano. De acordo com o documento divulgado há pouco pelo Banco Central, a perspectiva de retração da economia este ano passou de 3,05% para 3,10% - um mês antes estava em queda de 2,97%. Para 2016, a mediana das previsões saiu de -1,51% para -1,90%. Quatro semanas atrás estava negativa em 1,20%.

As previsões para a inflação de 2015 bateram na trave dos dois dígitos. A mediana avançou de 9,91% para 9,99%. Esta é a oitava semana consecutiva em que há alta das estimativas para esta variável. Há quatro edições do documento, a mediana estava em 9,70%. No caso do Top 5 de 2015, o ponto central da pesquisa já havia atingido dois dígitos na semana passada e agora avançou mais, passando de 10,03% para 10,16%. Há quatro semanas, essa mediana estava em 9,61%.

A Embraer anunciou hoje a venda de seis aviões A-29 Super Tucano para o Líbano. O acordo exigiu aprovação prévia dos EUA porque as aeronaves serão fabricadas em Jacksonville, na Flórida. Segundo a Embraer, o aval do Departamento de Estado norte-americano foi dado em junho. 

Clique para ampliar

O gráfico diário do Ibovespa mostra um movimento de contração.

A formação é de triângulo simétrico.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário