terça-feira, 6 de outubro de 2015

Votação de vetos será o destaque do dia


Bom dia investidor!

Estrangeiros atuaram na compra no pregão de ontem, aumentando o saldo de 110.431 para 111.733 contratos de índice futuro.

O cobre opera estável na Comex, cotado a US$ 2,3360 por libra-peso.

Petróleo avança 0,87% na Ice e sobe 0,19% na Nymex.

O preço do minério de ferro ficou estável hoje no mercado à vista chinês em US$ 54 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index. Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no Porto de Tianjin, na China. 

As encomendas à indústria da Alemanha tiveram uma queda inesperada em agosto ante julho, de 1,8% no cálculo ajustado, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério de Economia do país. O recuo contrariou a expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam avanço mensal de 0,3%.

As encomendas domésticas caíram 2,6% em agosto ante o mês anterior, enquanto as encomendas estrangeiras registraram declínio de 1,2%. Embora a demanda da zona do euro tenha avançado 2,5% em relação a julho, as encomendas de fora do bloco caíram 3,7%.

Na comparação anual, por outro lado, as encomendas à indústria alemã tiveram ganho de 2,3% em agosto, desconsiderando-se ajustes.

Dow Jones futuro cai 0,20%; S&P 500 recua 0,28%; Nasdaq perde 0,35%.

Os mercados devem operar hoje com mais cautela, não pelos vetos presidenciais, que deverão ser mantidos na sessão do Congresso, marcada para as 11h. Mas porque os movimentos para o impeachment continuam e não há certeza de que o Planalto tenha votos pra impedir. Nem tampouco para aprovar a CPMF. No início da noite, o TSE julga a ação para investigar a campanha da reeleição, enquanto o TCU compra a briga com o governo.

Na Ásia temos feriado na China.

Japão fechou com valorização de 1,00%.

Velho continente sobe de leve, ressaca da forte alta de ontem.

Londres +0,23%; Frankfurt +0,33%; Paris +0,36%.

Ontem o Ibovespa cumpriu o objetivo do repique ao tocar a LTB, destacada em azul.


O desafio agora será romper e fechar acima da linha, indicando a continuidade do movimento de alta.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário