sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Reforma ministerial será anunciada às 10h30



Bom dia investidor!

Estrangeiros iniciam a sexta-feira comprados em 107.316 contratos de índice futuro, lembrando que iniciaram a semana com saldo positivo de 92.696.

Na Ásia os fechamentos não tiveram direção única. Japão +0,02% e China +0,48%.

Velho continente sobe forte á espera do relatório de emprego norte-americano, que será divulgado às 9h30. Londres +1,45%; Frankfurt +1,47%; Paris +1,83%.

O minério de ferro caiu 0,9% em relação a ontem no mercado à vista chinês para US$ 54 a tonelada, de acordo com dados do The Steel Index. No acumulado da semana a queda registrada foi de 3,9%. Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no porto de Tianjin, na China.

Os futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, em meio às incertezas geradas pela escalada da situação na Síria, que acrescentou um fator geopolítico aos mercados, que há meses vêm sendo castigados pelo excesso de oferta global da commodity.

O Palácio do Planalto marcou para hoje, às 10h30, o anúncio da reforma ministerial. A própria presidente Dilma Rousseff fará o anúncio.
No entanto, a assessoria do palácio informou que não haverá entrevista coletiva, apenas uma declaração da presidente.

Ontem ela esteve reunida com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio da Alvorada para definir os últimos detalhes. 

Os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Edinho Araújo (Comunicação Social), além de Giles Azevedo (assessor especial da presidência), também participaram do encontro. 

A produção industrial caiu 1,2% em agosto ante julho.

O gráfico diário do Ibovespa mostra uma alta arrastada, difícil mas concreta, pois os dias positivos têm apresentado volume superior aos dias de baixa.


Na imagem eu circulei uma possível formação de OCOI (ombro-cabeça-ombro-invertido).

A LTB tracejada em azul seria a própria reta pescoço da figura.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan


Nenhum comentário:

Postar um comentário