segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Mercados começam a semana com forte alta


Bom dia investidor!


Estrangeiros iniciam a semana comprados em 110.431 contratos de índice futuro.

Na Ásia tivemos alta generalizada. Japão +1,58% e China +0,48%.

Continente europeu opera com valorizações robustas, com as máximas pressionadas. Londres +2,17%; Frankfurt +2,33%; Paris +3,40%.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que engloba os setores industrial e de serviços, caiu para 53,6 em setembro, de 54,3 em agosto, segundo dados finais publicados hoje pela Markit Economics. O resultado veio abaixo da expectativa de analistas consultados pela Dow Jones Newswires e também da prévia de setembro, que eram de 53,9 em ambos os casos.

Apenas o PMI de serviços do bloco diminuiu para 53,7 em setembro, de 54,4 em agosto, vindo igualmente abaixo da projeção do mercado e da prévia do mês passado, de 54,0. Apesar das quedas, as leituras acima de 50,0 indicam expansão de atividade, ainda que em ritmo mais contido. 

As vendas no varejo da zona do euro ficaram estáveis em agosto ante julho, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam ligeiro recuo mensal de 0,1% nas vendas.

Os futuros de petróleo operam em alta, em meio à fraqueza do dólar ante várias outras moedas e após dados recentes indicarem queda na capacidade de produção dos EUA. O ouro negro avança com mais de 1% de alta em Londres e Nova York. O Cobre sobe 1,14% na Comex.

Dow Jones futuro ganha 0,71%; S&P 500 sobe 0,76%; Nasdaq avança 0,79%.

Duas notícias do final de semana interessam ao mercado financeiro: 1) Lula já trabalharia para trocar Levy por Meirelles; e 2) o governo vai pedir que o julgamento das pedaladas fiscais seja suspenso. Mesmo com o arranjo que garantiu o apoio do PMDB, o Planalto não quer se arriscar a ter um pedido de impeachment instalado na Câmara, e hoje entrará com pedido à Corregedoria do TCU para afastar o relator, Augusto Nardes.

O relatório Focus divulgado mais cedo aponta IPCA para 2015 de 9,46% para 9,53% e retração do PIB de 2,80% para 2,85% em 2015.

O gráfico diário do Ibovespa mostra que estamos prestes a saber se o movimento atual é repique ou reversão.

Detalhe do IBOVESPA. Clique para ampliar

A prova de fogo será na dupla resistência formada por 47.900 e especialmente pela LTB, que separa os homens dos meninos para o curto prazo e por que não para o médio prazo no mercado doméstico.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan


Nenhum comentário:

Postar um comentário