terça-feira, 27 de outubro de 2015

FED e balanços no radar


Bom dia investidor!

Estrangeiros comprados em 103.872 contratos de índice futuro.

Ásia fechou em direções mistas. Japão -0,90% e China +0,14%.

Velho continente opera em baixa. Londres: -0,32%; Frankfurt -0,37%. Paris -0,51%.

O preço do minério de ferro fechou estável, a US$ 50,8 a tonelada seca na China.

A China vai manter níveis relativamente altos de crescimento econômico nos próximos cinco anos, afirmou hoje Yi Gang, um vice-presidente do banco central chinês (PBoC).
Yi disse estar confiante de que a economia chinesa irá crescer cerca de 7% ou mais de 6% nos próximos três anos e mais adiante. Segundo ele, a urbanização, a continuidade das reformas e a abertura dos mercados são catalisadores para a expansão da China.
Para Yi, a atual taxa de urbanização, de 55%, ainda é muito baixa e talvez sejam necessários mais dez anos para se chegar ao patamar de 70%.

A agenda de eventos dos Estados Unidos dessa terça-feira traz como destaque o início da reunião de dois dias de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano). 

Em fase paz e amor, Cunha fechou uma pauta de votações para esta semana que pode ajudar o governo a sair do "buraco financeiro" e injetar ânimo no mercado.

Serão analisados amanhã (4ªF) dois projetos que podem fazer muita diferença ao ajuste fiscal, o da repatriação de recursos e o da securitização da dívida ativa da União.

Uma outra indefinição pode ser resolvida hoje, com o encaminhamento das contas de 2015 ao Congresso.

Gol e Embraer divulgaram seus números referentes ao terceiro trimestre de 2015.

Depois do pregão teremos CCR, Romi e Marisa.

Clique para ampliar

Ibovespa fechou em leve baixa, sobre as médias móveis.

É importante que se mantenha acima das mesmas e especialmente que feche sobre 48K, para manter o viés comprador.

Bons negócios!

Wagner Caetano
Cartezyan

Nenhum comentário:

Postar um comentário