quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Vencimento do índice futuro

Bom dia investidor!

Ontem os estrangeiros atuaram na venda do índice futuro, diminuindo o saldo comprado de 63.577 para 59.705, na véspera do vencimento.

Hoje temos novamente baixa generalizada mundo afora.

Japão fechou com queda de 1,58% e China -1,06%.

Velho continente vermelho.

Alemanha - 2,31% e França -2,40%.

A produção industrial da China cresceu 6% em julho ante igual mês do ano passado, mostrando desaceleração em relação ao ganho de 6,8% registrado em junho, segundo dados publicados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas do país. O resultado de julho veio abaixo da expectativa de 13 analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam aumento anual de 6,6%.

Na comparação mensal, a produção industrial chinesa subiu 0,32% em julho, após avançar 0,64% em junho ante maio.

As vendas no varejo da China, por sua vez, cresceram 10,5% em julho ante o mesmo período de 2014, após subir em ritmo anual mais forte de 10,6% em junho. A variação de julho, porém, veio em linha com a previsão dos analistas.

Já os investimentos em ativos fixos urbanos avançaram 11,2% entre janeiro e julho em relação ao mesmo intervalo do ano passado, vindo abaixo da projeção, de alta de 11,5%. No período de janeiro a junho, os investimentos haviam subido 11,4% no confronto anual. 

O Banco do Povo da China (PBOC, na sigla em inglês) estabeleceu a taxa de paridade do yuan ante o dólar nesta quarta-feira em linha com o fechamento da terça-feira, refletindo a promessa da China de permitir que as forças do mercado ditem a direção futura da moeda. O PBOC estabeleceu a taxa de paridade em 6,3306 yuans por dólar, ante 6,3231 no fim da terça-feira, 1,62% menor do que no dia anterior.

Petróleo em alta de pouco mais de 1% em Londres e Nova York.

Minério de ferro caiu 0,2% na China e cobre trabalha em leve baixa.

Futuros norte-americanos em terrenos negativo.

O rebaixamento do Brasil pela Moody's com perspectiva estável será precificado ao longo do pregão como um driver importante.

O gráfico diário do Ibovespa mostra que nas últimas duas sessões o mercado tentou passar a média móvel exponencial de 5 períodos sem sucesso.

A perda de 48.624 seria uma luz amarela para os compradores, enquanto a perda de 48.300 projetaria teste de 47.900 para o curto prazo, onde além de um fundo relevante o benchmark tem a linha inferior de um canal de baixa traçado na imagem.


Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário