quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Bolsas cedem com China e incertezas com juros norte-americanos

Bom dia investidor!

Bolsas em queda generalizada.

Na Ásia tivemos baixa de 3,42% na China e de 0,94% no Japão.

Velho continente, que ontem fechou nas mínimas, continua sua trajetória descendente.

Alemanha cede 1,01% e Inglaterra cai 0,41%.

A Grécia recebeu hoje uma primeira tranche de 13 bilhões de euros (US$ 14,5 bilhões) que integra o terceiro pacote de resgate obtido de seus credores internacionais. O desembolso, que já era esperado, foi confirmado pelo Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês).

Do total recebido, 12 bilhões de euros serão destinados para o pagamento de dívidas e o restante para acertar contas atrasadas com fornecedores do setor público.

Petróleo opera com desvalorização de 1,45% em Nova York e perde 1,40% em Londres.

Os principais drivers são as preocupações com a desaceleração econômica da China e incertezas sobre a perspectiva dos juros nos EUA. Os investidores também reagiram negativamente à decisão do Fundo Monetário Internacional (FMI) de manter inalterada a composição de sua cesta de moedas de reserva por mais tempo, adiando a possível inclusão do yuan.

O cobre para setembro sobe 1,21% na Comex.

O preço do minério de ferro caiu 0,5% no mercado à vista chinês para US$ 55,6 a tonelada seca, de acordo com dados do The Steel Index. Esse valor segue a referência do insumo com teor de concentração de 62% negociado no Porto de Tianjin, na China. 

Futuros americanos têm queda na ordem de 0,70%.

No cenário interno, Eduardo Cunha será o grande personagem do dia.

O gráfico diário do Ibovespa mostra a perda do canal de baixa desenhado na imagem.

O caminho mais provável para hoje é a perda de 46.480 e a busca por apoio em 45.850, ponto não testado ontem por muito pouco.


Bons negócios!
Wagner Caetano 
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário