quinta-feira, 2 de julho de 2015

Minério de ferro despenca na China

Bom dia investidor!


Estrangeiros iniciam o pregão comprados em 52.247 contratos de índice futuro.

Ontem eles atuaram na venda, reduzindo de 57.174 para o número supra citado.

Na Ásia tivemos alta generalizada, porém na China baixa forte novamente (-3,48%).

A Comissão Reguladora de Títulos da China anunciou que vai flexibilizar as regras para o uso de recursos emprestados para investimentos em ações e, simultaneamente, reduzir as tarifas cobradas sobre transações com ações, na mais recente tentativa de contar a forte volatilidade que tomou conta do mercado acionário do país.

O minério de ferro despencou 5,3% na China, fechando a US$ 55,8 a tonelada seca.

Europa negocia sem direção única, uma vez que as negociações sobre a Grécia serão retomadas após o plebiscito de domingo.

Petróleo e cobre trabalham em alta moderada.

A S&P afirmou que a probabilidade de saída da Grécia da zona do euro aumentou para 50%.
Nos EUA os futuros trabalham em leve alta.

Foram criados 223 mil empregos em junho; previsão +233 mil.

Os pedidos de auxílio-desemprego subiram para 281 mil; previsão 270 mil.

O salário médio por hora ficou estável em junho ante maio e subiu 2,0% em JUN/JUN14.

A taxa de desemprego caiu para 5,3% em junho; previsão 5,4%.

No cenário interno, as montadoras tiverem o pior resultado semestral desde 2007.

O gráfico diário do Ibovespa mostra o benchmark em uma região de forte suporte: 52.550, 52.650, 52.665, 52.685.

Somente a perda de 52.550 em fechamento, seguida por 52.460, sinaliza baixa firme para o curto prazo.



Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário