quarta-feira, 8 de julho de 2015

Grécia x China

Bom dia investidor!

Estrangeiros iniciam o pregão comprados em 55.871 contratos de índice futuro.

Nessa quarta-feira vivemos duas realidades bem distintas.

Enquanto as bolsas na Europa vivem um dia de forte alta, com alívio na situação da Grécia, que negocia com credores, na Ásia o cenário é de pânico generalizado.

No Japão tivemos fechamento na mínima da sessão, com baixa de 3,14%.

Hong Kong caiu 5,84% e China 5,90%.

O minério de ferro desabou 10%, fechando cotado a US$ 44,59 a tonelada, menor patamar desde 2009.

O que tem ocorrido no continente asiático, especialmente na China, está longe de ser normal.

Nos Estados Unidos, os futuros norte-americanos trabalham em baixa expressiva.

Por lá teremos estoques de petróleo às 11h30, ata da última reunião do Fed às 15h e dados de crédito ao consumidor às 16h.

Lagarde, do FMI, discursa às 16h.

Petróleo e cobre operam próximos da estabilidade.

No cenário interno, teremos o aguardado fluxo cambial às 12h30.

O IPCA de junho ficou em 0,79%, ante 0,74% em maio, acumulando altaa de 6,17% no ano e de 8,89% em 12 meses.

O gráfico diário do Ibovespa mostra um mercado ainda indefinido e equilibrado entre ursos e touros, com uma queda arrastada.

O candle que tivemos ontem é denominado martelo, sendo que um fechamento acima da sua máxima (52.387) seria um sinal de reversão para o curto prazo.

Se o dia de hoje for de baixa, especialmente com perda da mínima do martelo (51.129), o sinal é descartado e teremos continuidade da queda.



Bons negócios!
Wagner Caetano
Top Trader

Nenhum comentário:

Postar um comentário